1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vacina contra H1N1 pode dar falso positivo para HIV, diz Anvisa

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Melian_ a maia, 25 Mai 2010.

  1. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Vacina da gripe suína pode indicar HIV falso

    Ministro alerta que imunizante permite erro de leitura na testagem da Aids em até 30 dias

    Rio - Quem tomou vacina contra gripe suína pode ter resultado de falso positivo no exame que detecta a Aids, informou ontem o ministro da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    José Gomes Temporão, durante coletiva de imprensa sobre o balanço da campanha de vacinação contra o vírus H1N1.

    De acordo com o ministro, a vacina aumenta a quantidade de um tipo de anticorpo (imunoglobulina-m), que o exame considera indicativo de HIV no organismo. O resultado, porém, pode ser falso, caso a pessoa tenha tomado vacina até 30 dias antes de se submeter ao exame.

    “Pior seria se o exame detectasse um falso negativo. Não há motivo para alardes. Os centros de testagem de HIV sabem que existe a chance, mesmo que rara, de acontecer o falso positivo. Por isso perguntam para a pessoa antes de fazer o exame se ela tomou a vacina recentemente”, disse o ministro. Segundo ele, casos em que acontece reação cruzada (quando o teste diz que a pessoa está doente, mas ela não está) são raros.

    A responsável pela área de Laboratórios do Departamento de Aids do Ministério da Saúde, Lílian Inocêncio, ressaltou que os resultados de exame de HIV não são entregues aos
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    sem que haja uma confirmação. “Usamos a mesma amostra para fazer um exame mais minucioso e evitar qualquer problema”, disse Inocêncio. A técnica explicou que o sangue passa por um novo teste, o Western Blot, mais detalhado e usado para confirmar diagnósticos. “O paciente não fica nem sabendo. Ele só é avisado se o segundo teste der positivo”.
    Segundo ela, não houve nenhum caso de resultado falso-positivo de HIV no Brasil por causa da vacina.
    “Mandamos nota técnica para as redes de saúde a fim de chamar atenção dos
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    de saúde para que eles perguntem se a pessoa tomou a vacina recentemente. Estamos monitorando os exames e, por enquanto, não há casos de falso positivo no País”, concluiu.
    Vacina para mais crianças
    Na tarde de ontem, o ministro José Gomes Temporão anunciou a inclusão de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    de dois a cinco anos incompletos na campanha de vacinação contra gripe suína. A imunização desse grupo começa segunda-feira, dia 24, e vai até o dia 2 de junho. Um mês depois de tomar a primeira dose da vacina, as crianças devem voltar aos postos para receber a segunda dose.

    “Soubemos gerenciar bem os estoques de vacina e isso nos permitiu incluir um novo grupo. Temos dez milhões de doses para as crianças”, disse Temporão.

    O ministro também anunciou a prorrogação da vacinação contra gripe suína em todo País, focando principalmente nos grupos que ainda não atingiram a meta do órgão de imunizar 80% do público-alvo: gestantes, adultos com idades entre 20 e 39 anos.

    A vacinação contra gripe comum também continua até o dia 2. De acordo com o Ministério da Saúde, somente 55% dos maiores de 60 anos garantiram a imunização, o que corresponde a 10,6 milhões de idosos.








    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Me pergunto se os cientistas encarregados da pesuisa e produção da Vacina,sequer pensaram no que isso poderia acarretar a toda uma população.
    Primeiro,todos sabemos que qualquer vacina em si baixa as imunidade do corpo nos primeiros dias,normal,até o corpo se acostumar e diluir a vacina.Enfim,o resfriado báscio sempre pode chegar...então chegando nas grávidas,que como disse a Mel,são as primeiras a serem vacinas.
    O caus que o exame falso Positivo não causaria a elas,o pânico e tumulto nas famílias e na sociedade.
    Foi uma irresponsabilidade por parte dos médicos deixar passar uam vacina com tal possibilidade sem antes saber de todas as consequências,para então poder alertar todos os postos médicos.
     
  3. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Se eu tivesse ouvido antes de tomar a vacina tudo q ouviaté agora,acho q nção tomava.
    Desde de medicos pais de amigos me proibindo de tomar, até essa agora de teste com falso positivo, eu hen >.<
     
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O paciente nem fica sabendo, foi bom que vocês tomaram sim a vacina, nem pegam a doença nem passam se pegar, embora a indústria de medicamentos através da mídia alardeou a gripe espanhola e era tão forte quanto a gripe comum, me diziam que o braço ficava doendo por alguns dias, podia dar febre, eu acho que não me aplicaram direito pois não senti nada.
     
  5. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Cara, falsos positivos podem ocorrer sem vacina ou não e muitos virus podem dar resultados em sorologia cruzada para outras doenças e temos que contar também com uma possível queda de imunidade que pode alterar qq exame.

    Enfim, eu não sei se isso é rotina em humanos, mas em veterinária (que é a minha área) nunca se faz uma investigação sorológica sem saber se o paciente foi vacinado para algum tipo de doença recentemente, pois isso pode alterar resultados e induzir a um falso positivo ou, ao que é pior, um falso negativo.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  6. marktl82

    marktl82 Usuário

    Sinceramente não vejo nada demais. O pior que vejo é a desinformação em cima da vacina. Até hoje não vi nada que pudesse ser uma forte razão pra não tomar a vacina. Se tem médico proibindo de tomar a mesma, ou porque o problema é com você, ou eles estão bem mal informados.
     

Compartilhar