1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Torcida do Bahia se revolta com visibilidade no Allianz e estuda processo

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 14 Ago 2019.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Já não é mais nenhuma novidade ouvir
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que vão ao Allianz Parque e têm dificuldades para acompanhar a partida por causa da rede de proteção instalada no setor. A última vítima da má visibilidade no estádio foi a torcida do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , que não pôde acompanhar com todos os detalhes o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    com o atual vice-líder do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , no domingo (11).

    Segundo o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , a rede é uma exigência da Polícia Militar que consta no laudo de segurança do estádio para evitar que objetos sejam arremessados no campo ou no andar de baixo das arquibancadas.

    Procurada pelo UOL Esporte, a Polícia Militar, através da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, 'esclarece que realiza vistorias técnicas nos estádios paulistas e elabora um laudo de segurança, no qual é recomendada a adoção de medidas de proteção nos setores que acomodam as torcidas visitantes'.

    A reportagem conversou com André Lessa, de 34 anos, um dos torcedores do Bahia que compareceram ao Allianz Parque após pagar R$ 110 por um ingresso para o setor de visitante. Um grupo de aficionados procurou a Polícia Militar e a Ouvidoria para, ao menos, obter o dinheiro de volta, mas não teve sucesso.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    "No primeiro tempo, não dava para ver absolutamente nada. Você tinha que encostar a cara na tela para poder assistir. Inacreditável. Era surreal. Reclamamos com a Polícia, disseram que em todo jogo é assim... Eu levantei com um colega e falei: 'Vamos pegar o dinheiro de volta e assistir num bar, porque desse jeito não dá'. E o ingresso foi R$ 110", disse ao UOL Esporte.

    Agora, André e mais um grupo de torcedores do Bahia - incluindo a Embaixada Tricolor de São Paulo - estudam entrar com um processo contra o Palmeiras.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    "A gente foi na Ouvidoria e disseram que a política deles é não devolver o ingresso, e que a rede é para evitar que se joguem objetos. E falaram um monte de mentira, que todo estádio de São Paulo é assim. Eu já fui ao Morumbi, ao Pacaembu, ao Itaquerão, e não tem nada disso. Trataram a gente com desdém. E eu só fui à Ouvidoria para ter uma prova para um processo", disse.

    "Eu me senti como um animal isolado, no zoológico. Sem ver nada e isolado. Foi o ingresso mais caro que eu já paguei para ter essa experiência como torcedor", acrescentou.

    Diego Tavares, de 37 anos, viajou de Salvador a São Paulo só para acompanhar a partida. E crava: foi a pior experiência que teve como torcedor do Bahia em estádios do Brasil.

    Foi a pior experiência que tive em estádio. Nunca vi nada parecido em nenhum estádio do Brasil" (Diego Tavares, torcedor do Bahia)

    "Foi uma péssima experiência. Eu, sempre que posso, costumo ir a alguns jogos do Bahia pelo país. E te digo seguramente que foi a pior experiência que tive em estádio. Nunca vi nada parecido em nenhum estádio do Brasil", disse.

    "A tela, juntamente com o sol, impossibilita a visão quase que 100% do campo. Alegaram que a tela foi colocada por segurança, para não jogarem objetivos na torcida embaixo. Mas ninguém é animal selvagem para ficar em tela. Aqui na Arena Fonte Nova mesmo, não tem tela, o Bahia disponibiliza segurança, através de policial, e isolando as primeiras cadeiras do setor. Simples assim", acrescentou o torcedor, que ainda fez críticas à polícia de São Paulo.

    "Agora, se a PM de São Paulo não quer ter trabalho, aí prejudica o torcedor visitante, que paga caro... Isso tem que ser analisado", argumentou.

    Boa parte dos torcedores perdeu um tempo considerável da etapa inicial enquanto argumentava com policiais e reclamava na Ouvidoria, em vão.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Torcedores do Bahia reclamam com policiais e preenchem reclamação formal no Allianz
    "Perdi o primeiro tempo quase todo, tentando preencher a reclamação. Saí de Salvador, deixei meu pai em pleno Dia dos Pais para ir ver meu Bahia e, mesmo com o bom resultado do time, saí revoltado do estádio", completou Diego.

    Também procurado pela reportagem do UOL Esporte, o Bahia disse que acompanha o assunto, mas que não irá se pronunciar.

    Paulo Castilho, procurador de Justiça Criminal do Estado de São Paulo e ex-diretor do Departamento de Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte, contou à reportagem qual deve ser a atitude do torcedor que se sentir prejudicado.

    "O consumidor que se sentir lesado poderá entrar com ação, inclusive, na cidade de seu domicílio, exigindo o dinheiro de volta e eventuais perdas e danos. Entretanto, tem que provar a lesão. O Palmeiras terá toda oportunidade de justificar a medida adotada", explicou.
    STJD pode analisar tratamento dado aos visitantes

    Em texto publicado ontem (12), o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    aborda a questão e diz que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pode vir a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    "Lei Pelé e Estatuto do Torcedor garantem direitos a ele [torcedor], que por força da lei é equiparado ao consumidor, com todas as garantias estabelecidas também pelo Código de Defesa do Consumidor. Quando se vai a um estádio, ninguém imagina ter que assistir a um jogo tendo uma tela na sua frente. Ainda mais quando essa tela só é colocada para a torcida visitante. Ou seja, torcedor do clube tem uma visão melhor da partida do que torcedor visitante", diz trecho do texto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Extremamente ridículo usar essa tela. Passa uma impressão horrorosa que todos são animais de zoológico e se tira a visão de quem está dentro pior ainda.
     
  2. fcm

    fcm Usuário

    Caramba!
    Fui no Allianz ano passado ver Galo x Porquinhas e a visibilidade não foi tão ruim assim. Não lembro de ter essa rede de proteção.
    Os caras enfiam a faca e entregam isso, tomara que percam o processo e ressarcem os torcedores! Sdds Pacaembu a 20 reais!
     
  3. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é joselito

    Tem que processar mesmo, ridícula a postura do Palmeiras/Allianz nisso.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Não importa de quem partiu a ideia. Uma torcida ficar com tela e outra não, é um ato passível de discriminação. Confere @Eriadan ?

    E se o argumento pífio era de "atirar objetos no campo", é muito mais fácil a polícia vigiar e controlar a torcida visitante que representa apenas uma minoria confinada numa área pequena do que o estádio inteiro. Com os visitantes isso sempre deu certo e funcionou bem.
     
  5. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Sem dúvida. Infração direta ao Estatuto do Torcedor.
     
  6. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é joselito

    Espero que o Palmeiras perca e tenha que vender o Deyverson, o Borja, o Felipe Melo, o Lucas Lima e o Raphael Veiga pra pagar a indenização.
     
    • LOL LOL x 2
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    É uma infração grave. Acho que vai precisar envolver Dudu e Gustavo Gómez.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    No jogo contra o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Essa foto abaixo mostra melhor o quanto isso realmente é ridículo. Parece uma jaula de verdade.

    Um processo financeiro talvez seja o menor dos problemas ao Palmeiras, maior será se os clubes reclamantes levarem isso ao STJD, ainda mais que o Petraglia (vulgo, Eurico Miranda do Sul) é um deles.



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Visão prejudicada da torcida visitante no Allianz Parque, em jogo entre Palmeiras e Bahia Imagem: André Lessa/Arquivo pessoal

    O Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) divulgou nota, hoje, afirmando que a rede de proteção da torcida visitante no Allianz Parque "atrapalha e impede parcialmente a visualização do gramado".
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e acompanharam a partida entre
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e Fluminense com os torcedores do clube carioca.

    "Em reunião com o representante do Palmeiras, também na noite de ontem, ficou acertado que a rede será substituída por outra de material mais adequado. Além disso, o clube está promovendo um desconto de R$ 20,00 para quem comprar ingressos no referido setor", diz Procon, que ainda afirmou que "vários torcedores reclamaram" da visão de jogo.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Por fim, o órgão afirmou que seguirá acompanhando a situação e cobrará do Palmeiras a colocação de rede com material que não atrapalhe, ainda que parcialmente, a visão do gramado.

    "Na impossibilidade dessa opção, será solicitado a promoção de um desconto maior, que de fato compense financeiramente o desconforto causado", finalizou o Procon.

    A rede é uma exigência da Polícia Militar, que defende a presença de uma "barreira física" no setor de visitantes para evitar que objetos sejam arremessados no campo ou no andar inferior da arquibancada. Torcedores, porém, reclamam que o objeto prejudica a visibilidade do campo.

    O Palmeiras enviou comunicado afirmando que irá estudar as opções para se adequar às questões de segurança: "O Palmeiras tem total interesse em resolver essa situação. Avaliaremos as colocações do Procon e seguiremos estudando alternativas para atender às exigências de segurança dos órgãos competentes. Além do valor inferior cobrado, damos ciência aos torcedores visitantes da existência da rede antes de ele realizar a compra, podendo assim ele optar por não adquirir o ingresso."
     

Compartilhar