1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tabu (Towelhead, EUA, 2007)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 31 Ago 2015.

?

Sua nota para o filme:

  1. 10

    0 voto(s)
    0,0%
  2. 9

    0 voto(s)
    0,0%
  3. 8

    100,0%
  4. 7

    0 voto(s)
    0,0%
  5. 6

    0 voto(s)
    0,0%
  6. 5

    0 voto(s)
    0,0%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Sinopse: Baseado no provocante romance de Alicia Erian, Tabu narra a história de superação de Jasira, uma garota de 13 anos, entrando na adolescência. Durante a guerra do Iraque, ela vive com sua mãe americana e o futuro padrasto, que está encantado com a crescente maturidade da garota. Por isso, sua mãe a envia para o Texas com seu rígido pai Libanês. Este trata de educá-la nos valores tradicionais da cultura libanesa. Entretanto, Jasira segue sem saber muito bem o que fazer com sua sexualidade quando nota como seu corpo afeta os homens que a rodeiam, em especial seu vizinho (Aaron Eckhart), um atraente e intolerante soldado da marinha.

    Direção: Alan Ball

    Elenco: Summer Bishil, Maria Bello, Aaron Eckhart, Peter Macdissi, Toni Collette

    Trailer
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    _________________________________________________

    Muito bom. A história é bem provocante, uma temática considerada tabu por muitos, sexualidade dos adolescentes. Jasira, uma moça de 13 anos que descobre a sua sexualidade e que consegue o que muitas mulheres não conseguem, conhecer o próprio corpo e o que o excita. Em meio a adultos mais perdidos que ela, ela consegue se descobrir.

    No fim desse filme vemos que não há vilão. Todo mundo pode ter características boas e más. O personagem do Aaron Eckhart não é um monstro, o pai da Jasira não é racista, como ele mesmo diz, ele não construiu o mundo como ele é. Ele amava a filha, só queria o bem dela, do jeito dele ele a amava. Ela já é membro de uma minoria vítima de preconceito, naquele mundo se envolver com outra minoria seria uma mácula ainda maior pra ela, Jasira.

    Há umas falhas de roteiro, como o não aprofundamento de algumas questões. Como o Rifat sendo tão conservador se relaciona com a Thena, uma mulher tão moderna?

    Eu recomendo. Não é um tema fácil pra algumas pessoas, mas tirar as pessoas da zona de conforto é o papel da arte.
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar