1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Artigos Valinor

    Artigos Valinor Usuário

    Mais freqüentemente chamado o Branco, Saruman foi o primeiro dos cinco Magos a chegar na Terra-média, ao término do primeiro milênio da Terceira Era. Diz-se que ele foi o primogênito da ordem, e Gandalf o reconheceu como o chefe dos Istari. Nas Terras Imortais ele era Curumo, um espírito Maia de Aulë o Ferreiro. Quando apareceu a primeira vez, vestia manto branco, cabelo negro e lustroso e falava com uma voz bela e sábia. Chamado Curunír, significando "homem de talento", pelos Elfos.</P>


    Ele vagou pela Terra-média procurando um modo de derrotar o Senhor Negro. Mas após um tempo cresceu nele o orgulho e a sede de poder para si mesmo. Durante mil anos, e talvez mais, ele viajou no Leste de Terra-média, e pouco se ouviu dele no Oeste. Ele retornou, então, por volta de III 2463, uma vez que ele estava presente na fundação do Conselho dos Sábios, e foi feito o chefe deles (embora ambos Elrond e Galadriel tivessem preferido que Gandalf tomasse esta posição). </P>


    Foi aproximadamente nessa época que Saruman começou a estudar os Anéis de Poder, a história deles e os meios de fabricação. Em III 2759, à ele foram entregues as chaves de Orthanc pelo Governante Beren de Minas Tirith, e a tomou como moradia. Ele continuou suas pesquisas pelo conhecimento do anel, e a fabricação de aparatos, e costumava observar as estrelas do pináculo da Torre. Ele visitou Minas Tirith para pesquisar a história dos Anéis, e achou entre antigos livros e pergaminhos a história da morte de Isildur e a perda do Anel Governante. Ele foi enlaçado pela teia do Anel Governante e acabou, contra a vontade, se tornando seu servo. </P>


    Em III 2851, o Conselho descobriu prova que o Necromante de Dol Guldur era na verdade Sauron, que havia retornado. Muitos dos Sábios desejaram atacar a fortaleza e expulsar Sauron, mas Saruman falou contra isto, e dissuadiu o Conselho de preparar um ataque. E foi só depois que noventa anos tivessem se passado que ele cedeu e ajudou o Conselho atacando Dol Guldur, expulsando Sauron de volta para Mordor. O conhecimento de Saruman era vital nesta vitória, como Gandalf disse - foi através dos recursos de Saruman que nós o expulsamos de Dol Guldur. </P>


    Quando o Conselho debateu sobre os Anéis de Poder, Saruman alegou que suas pesquisas mostraram que o Um Anel estava para sempre perdido. Mais tarde foi revelado que ele não acreditava nisso, mas sim que estava procurando-o para ele, depois de ter se rebelado secretamente contra o Conselho. </P>


    Ele construiu seu próprio exército de Lobos e Orcs dentro do anel de Isengard para desafiar tanto Sauron quanto os Sábios, e tomou o controle do único poder próximo, o país de Rohan, através de seu agente Gríma Língua de Cobra. Em julho III 3018, quando ele estava pronto para se revelar, Saruman fez uma armadilha para Gandalf e usou o Mago Radagast para atraí-lo para Orthanc. Quando Gandalf veio, Saruman revelou que ele queria o Um Anel para ele próprio, e que ele não era mais Saruman o Branco, mas reivindicou o título Saruman de Muitas Cores. Quando Gandalf recusou a unir-se à ele, foi encarcerado no pináculo da Torre de Orthanc - Saruman esperava obter o segredo da localização do Um Anel, ou pelo menos impedir que Gandalf de usá-lo ele mesmo. Conta-se que ele forjou um anel para si.</P>


    Mais tarde, o poder de Saruman foi aniquilado por uma combinação da Marcha dos Ents até Isengard, e os Rohirrim na Batalha do Abismo de Helm. Finalmente, seu bastão foi quebrado e seu poder mágico foi tomado por Gandalf. Tão baixo Saruman caiu em sua derrota que ele procurou por uma pequena vingança no Condado. Lá, em um último desejo por dominação, Saruman foi superado pelos Hobbits, e então morto por seu próprio servo leal, Grima Língua-de-Cobra e por mais três flechas Hobbits. Seu espírito tentou voltar aos Salões de Mandos mas foi impedido pelos Valar.</P>
     

Compartilhar