1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Quem é mais Rico, o Brasil ou os EUA?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Almirante Ackbar, 19 Mai 2008.

  1. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    QUEM É MAIS RICO, O BRASIL OU OS EUA?

    Por Alexandre Garcia - Rede Globo

    Um amigo americano acaba de me mandar uma carta, com o resultado de uma comparação entre nós e os americanos.

    Uma discussão em que o ianque prova, pela ciência exata da matemática, que nós brasileiros somos mais ricos do que os americanos.

    Segue a carta: Caros amigos brasileiros e "ricaços"!

    Vocês brasileiros pagam o dobro do que os americanos pagam pela água que consomem. Embora tenham mais água doce disponível. (Aproximadamente 25% da reserva mundial de água doce está no Brasil).

    Vocês brasileiros pagam 60% a mais nas tarifas de telefone e eletricidade. Embora 95% da produção de energia em seu país seja hidroelétrica (mais barata e não poluente) enquanto nós, pobres americanos, somente podemos pagar pela energia altamente poluente, produzida por termelétricas à base de carvão e petróleo e as perigosas usinas nucleares.

    Vocês brasileiros pagam o dobro pela gasolina, que ainda por cima é de má qualidade que acabam com os motores dos carros. (Cerca de 21% da gasolina é composta de álcool anidro e ainda querem aumentar esse percentual para beneficiar os usineiros de álcool). Não dá para entender, seu país é quase auto-suficiente em produção de petróleo (75% é produzido aí) e ainda assim têm preços tão elevados. Aqui nos EUA nós defendemos com unhas e dentes o preço do combustível que está estabilizado há vários anos.(US$0,30 trinta centavos de Dólar = R$0,90 - noventa centavos de Real. Obs.: gasolina pura, sem mistura).

    Por falar em carro, vocês brasileiros pagam R$40 mil por um carro que nós nos Estados Unidos pagamos R$20 mil. Vocês dão de presente para seu governo R$20 mil para gastar não sabe com que e nem onde, já que os serviços públicos no Brasil são um lixo perto dos serviços prestados pelo setor público nos Estados Unidos.

    Na Flórida, caros brasileiros, nós somos muito pobres,o governo estadual cobra apenas 2% de imposto sobre o valor agregado (equivalente ao ICMS no Brasil), e mais 4% de imposto federal, o que dá um total de 6%. No Brasil, vocês são muito ricos, afinal concordam em pagar 18% só de ICMs. E já que falamos em impostos, eu não entendo por que vocês alegam serem pobres, afinal vocês não se importam em pagar, além desse absurdo ICMS mais PIS, COFINS, CPMF, ISS, INSS, IPTU, IPVA, IR, ITR e outras dezenas de impostos, taxas e contribuições, em geral com efeito cascata, de imposto sobre imposto, e ainda fazem festa nos estádios de futebol e nas passarelas de carnaval. Sinal de que não se incomodam com esse confisco maligno que o governo promove, lhes tirando 4 meses por ano de seu suado trabalho (de acordo com estudos realizados, um brasileiro trabalha 04 meses por ano somente para pagar a carga tributária de impostos diretos e indiretos).

    Nós americanos, lembramos que somos extremamente pobres, tanto que o governo isenta de pagar imposto de renda todos que ganham menos de US$3mil dólares por mês (equivalente a R$ 9.300,00 Reais) enquanto aí no Brasil os assalariados devem viver muito bem, pois pagam imposto de renda todos que ganham a partir de R$1.200,00. Além disso, vocês têm desconto retido na fonte, ainda antecipam o imposto para o governo, sem saber se vão ter renda até o final do ano. Aqui nos Estados Unidos, nós declaramos o imposto de renda apenas no final do ano, e caso tenhamos tido renda, aí sim recolhemos o valor devido aos cofres públicos.

    Essa certeza nos bons resultados futuros torna o Brasil um país insuperável. Aí no Brasil vocês pagam escola e livros para seus filhos porque, afinal, devem nadar em dinheiro e aqui nos Estados Unidos, nós pobres pais americanos, como não temos toda essa fortuna, mandamos nossos filhos para as excelentes escolas públicas com livros gratuitos.

    Vocês, ricaços do Brasil, quando tomam no banco um empréstimo pessoal, pagam POR MÊS o que nós pobres americanos pagamos POR ANO.

    Caro amigo brasileiro, quando você me contou que pagou de R$2.500,00 pelo seguro de seu carro, aí sim eu confirmei a minha tese: vocês são podres de ricos!!!!! Nós nunca poderíamos pagar tudo isso por um simples seguro de automóvel. Por meu carro grande e luxuoso, eu pago US$345,00. Quando você me disse que também paga R$1.100,00 de IPVA pelo seu carro não tive mais dúvidas. Nós pagamos apenas US$15,00 de licenciamento anual não importando qual tipo de veículo seja. Afinal, quem é rico e quem é pobre?

    Aí no Brasil, 20% da população economicamente ativa não trabalha. Aqui, não podemos nos dar ao luxo de sustentar além de 4% da população que está desempregada. Não é mais rico quem pode sustentar mais gente que não trabalha?"

    Caro leitor, estou sem argumentos para contestar este ianque. Afinal,a moda nacional brasileira é a aparência. Cada vez mais vamos nos convencendo de que não é preciso ser, basta parecer ser. E, afinal, gastando muito, a gente aparenta ser rico.

    Realmente é difícil comparar uma nação como os Estados Unidos que desde seu descobrimento teve uma colonização de povoamento, com nosso país que foi colônia de exploração por mais de 300 anos, com nossas riquezas sendo enviadas para Portugal. E hoje ainda sofremos com essa exploração, só que dos próprios governantes que pilham e enviam nossas riquezas para suas contas bancárias em paraísos fiscais. E não fazemos nada para promover uma mudança radical de atitudes, conceitos e afirmação de nossa dignidade. Precisamos sair desse comodismo que estamos vivendo ou o sonho do país do futuro será apenas um ideal na boca dos demagogos que estão no poder.

    Assina Alexandre Garcia - Repórter e comentarista Rede Globo de Televisão.

    --------------------------------------------------
    Conclusão: Não se trata de sermos um país rico, mas sim de uma República de Bananas!!!!

    Leiam e passem adiante. O objetivo é fazer chegar esta mensagem ao máximo de pessoas para sensibilizar e conscientizar esse povo brasileiro que aceita tudo que o governo dita, sem contestar, e os que contestam agora são pejorativamente chamados de radicais.

    Viva a República DOS bananas!!!!

    [Tudo bem meu povo? Bom, eu Fingon, recebi esse texto não por e-mail mas em um papel expresso por uma amiga.

    Eu concordo (não no sentido de nós como um "povo rico" mas no sentido de nós somo um bando de lesos). É interessante saber uma visão americana sobre nós, e em geral o que ele fala não deixa de ser verdade, vemos tudo isso e não fazemos nada.]
     
  2. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Cê quer que a gente comente mesmo um texto desses que você recebeu não por e-mail mas em um papel expresso por uma amiga, sem nenhuma fonte e com a assinatura duvidosa de alguém?

    :roll:
     
  3. Shazan

    Shazan siscapuliu

    Arquivos Anexados:

    • owned.JPG
      owned.JPG
      Tamanho do arquivo:
      58,1 KB
      Visualizações:
      210
  4. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    Concordo com você Minduim, de que a fonte não é confiavel, mas o que importa não é se o texto tem ou não uma assinatura. O americano ta fazendo uma ironia, um sacarsmo das nossas atitudes diantes de tantos fatos, temos uma das maiores carga tributária desse planeta, isso não ninguém pode mentir e o que fazemos? Nada, nós, eu, você e o povo, simplismente falamos uma pequena frase: "Cê quer que a gente comente mesmo um texto desses que você recebeu não por e-mail mas em um papel expresso por uma amiga, sem nenhuma fonte e com a assinatura duvidosa de alguém?".

    Irônico não? Isso comprova a tese do texto.

    Bom... Então deixa eu comentar um poquinho.

    Poxa a questão da gasolina não da para entender já somos aoto-suficiente na produção de petróleo e pagamos uma gasólina super cara, nem o biodiesel ajuda, já nossos queridos venezualenos pagam por sua gasolina miseros R$ 0,10 o litro.

    já a questão da energia elétrica teoriacamente deveriamos pagar uma energia barata de usinas que usam a água como "combustível" (isso corresponde a 90% de nossa produção). Enquanto nos EUA 50% de sau produção vem do carvão sem falar das usinas de o gás natural e as usinas nucleares que correspondem a + ou - 40% da sua produção. Isso é caro e mesmo assim as residencias americanas pagam mais barato do que nós.

    Minduim, você já pesquisou os preços de automoveis nos EUA?
    Com relação a isso me recuso a falar.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Não preciso comentar sobre os impostos dos Estados Brasileiros e nem o imposto de renda, isso ta na cara.

    Sobre a educação não vou citar o EUA como exemplo mas a Coréia do Sul. Em 1960, a Coréia passava por momento indesejavel para qualquer país. Uma típica nação subdesenvolvida atoladas em índices socioeconômicos e as taxas de analfabetismoque beiravam os 35%. Sua renda per capita coreanna equivaleia à do Sudão (900 dolares por anos). Na mesma época o Brasil estava em condições melhores (com algumas vantagens). Além disso tudo, a Coréia amagava uma uma guerra civil que deixou 1 milhão de mortos e a economia em ruínas. Hoje, passados 48 anos um abismo separa as duas nações. Sua renda per caita cresceu 19 vezes desde os anos 60, e a sociedade atingiu um bem estar invejável. O Coreanos praticamente erradicaram o analfabetismo e colocaram 82% dos jovens na universidade. Já o Brasil mantém 13% (disso eu não tenho certeza) de sua população na escuridão do analfabetismo e tem apenas 18% dos estudantes na faculdade. Sua renda per capita é menos da metade da coreana. O Brasil ficou para trás e a Coréia largou em disparada.

    - Por que Fingon?
    - Ora, porque a Coéria apostou no investimento initerrupto e maciço na educação e nós não. Enquanto os "olhinhos puxados" despejavam dinheiro nas escolas públicas de ensino fundamental e médio, o Brasil preferia canalizar seus poucos recursos para universidade e investir em projetos mirabolantes que viravam fumaça a cada troca de governo, ou seja, gastava munição atirando para todos os lados sem acertar alvo nenhum.

    Desnecessário dizer quem estava certo!

    Quando li o texto sabe o que eu percebi? Que o rico paga mais barato enquanto o pobre paga mais caro.

    - Como assim Fingon?
    - Por exemplo, quando um pobre vai comprar um ventilador, ele paga em "milhares de vezes", e quando você soma tudo isso dava para compara + dois ventiladores. Enquanto o rico paga a vista com desconto o que sai muito mais barato.


    Ora, Minduim qualquer um pode comentar o texto com assinatura ou não sem fontes confinates ou não.
     
  5. Úvatar

    Úvatar Meow? Miau! Usuário Premium

    E qual o problema disso?
    O pobre conseguiu adquirir um bem, sanou sua necessidade ou vontade.
    Se é tão ruim assim, que ele compre um leque a vista e com desconto, que é mais adequado com a sua realidade financeira.
     
  6. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    Nenhuma! Mas se você acha isso justo... fazer o que meu amigo!
     
  7. Úvatar

    Úvatar Meow? Miau! Usuário Premium

    É justo.

    O indivíduo em questão está adquirindo algo além da sua capacidade financeira.
    Ter essa facilidade, implica em pagar por ela. Um sistema muito simples, ué.
     
  8. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    É você tem razão. Apesar do produto ser igual, os valores são diferente você vende um objeto para quem tem menos mais caro, e para quem tem mais por um preço menor.

    Mas como você disse, a o problema está na "questão de adquirir". Nisso, eu concordo mas não no modo.
     
    Última edição: 20 Mai 2008
  9. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Começamos bem. Vamos lá.

    Não, na verdade, todo mundo faz alguma coisa a cada 4 anos, votando nas eleições. Se a coisa tá desse jeito é culpa nossa por colocar gente que não atende nossas necessidades e anseios no poder. Você cobra o seu prefeito/vereador/deputado? Eu cobro.

    E veja a sua contradição, você diz que a fonte do texto não é confiável e mesmo assim quer discutir com base nele. OK.

    Se você ler um pouquinho, vai ver que nosso petróleo é de qualidade inferior e não é muito bom pra fazer gasolina. Acontece que fazer gasolina é só uma das várias finalidades do petróleo. Você acha que, por exemplo, a demanda por gasolina no Brasil é mais alta que a de plástico? Eu acho que não.

    E mesmo se nosso petróleo servisse pra fazer gasolina, a extração dele é tão cara que ele custaria mais que o importado.

    Depois da guerra da Coréia, os EUA despejaram toneladas de dólares lá pra ajudar a reconstruir o país. Isso possibilitou que eles fizessem investimentos onde precisava, equanto que o Brasil passou por uma ditadura de 21 anos, onde a dívida externa foi multiplicada várias e várias vezes sem que se fizessem as reformas necessárias (tributária, política e principalmente a agrária). Comparar essas duas realidades extremamente diferentes é um equívoco.

    A Coréia tem 82% dos alunos nas universidades. Certo. Isso porque a demanda sobre mão-de-obra especializada lá é muito grande, visto que é um país exportador de tecnologia. Se o Brasil atual, que nem engatinha em exportação de tecnologia e demanda por mão-de-obra especializad, tivesse 82% dos estudantes nas universidades, nós teríamos uma legião de engenheiros trabalhando como pedreiros, só pra citar um exemplo.

    Sem contar que ter uma educação de qualidade não significa, necessariamente, investir prioritariamente no ensino universitário e na capacitação de mão-de-obra especializada. Vide exemplo do Chile, que concentrou seus investimentos na educação básica e média, e tem conseguido excelentes resultados nessa área.

    Deixa eu te contar uma coisa: nos EUA também os ricos pagam menos impostos e juros que os pobres. Não vá achando que lá é o paraíso.

    E na boa, se você continuar a pautar suas idéias nesses textos que recebe por e-mail que servem só pra spammers pegarem seu endereço e ficarem mandando propagandas de "Enlarge your penis now!", ninguém vai te levar a sério.
     
  10. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Eu li um texto semelhante a no mínimo 5 anos atrás.
    Até falava que os americanos mandavam seus filhos para a escola pública enquanto os brasileiros os mandavam para escolas particulares etc.
     
  11. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    Isso é bom Minduim, quem dera se todos os brasileiros fosse como você, não duvido que este país fosse melhor.

    Não, não, não, Minduim a fonte não é confiável como você disse, mas eu não me baseio na fonte, mas nas informações (o que da na mesma:mrgreen:).

    Pow Minduim, eu não sou analfabeto, sei que o petróleo tem outras finalidades.

    È... A comparação foi desleal. Uma ajuda, realmente pode fazer a diferença. Mas a filha de uma prostituta, abusada durante anos coloniais e ditatoriais pode um dia chegar no mesmo patamar que um filho das bordas. O Brasil tem potencial.

    Claro, como posso discorda disso! Eles lutaram para chegar onde chegaram, uma visão ampla. O Brasil não tem nem capacidade para colocar 80% dos jovens na universidade, falta muita infra-estruturar!

    Agora eu não to te entendendo! O exemplo que citei da Coréia do Sul é o mesmo. O que você quis dizer?

    Ah não! Não acho que lá seja um paraíso, mas não podemos negar que a condição de vida de um americano é melhor do que a de um brasileiro.

    Opa! Espera ai campeão, estamos tendo uma discussão amistosa, ta ok? Eu respeito sua opinião. Se não ta a fim de comentar, não comente ta legal, “numa boa”. Eu achei o texto interessante e resolvi postar aqui, se tem algo de errado peço desculpas. Obrigado.
     
    Última edição: 21 Mai 2008

Compartilhar