1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Físico [The Physician] - Noah Gordon

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Bagrong, 29 Nov 2007.

  1. Bagrong

    Bagrong RaG

    Do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    :

    O Físico - A Epopéia de um Médico Medieval (The Physician), de Noah Gordon, publicado no Brasil pela editora Rocco, é um livro encantador que narra a vida de Rob J. Cole a partir do momento em que, aos nove anos de idade, se vê órfão de pai e mãe, e separado dos irmãos mais novos, na Londres do ano 1021. Rob se torna aprendiz de um barbeiro-cirurgião, que, mesmo não sendo exatamente um exemplo de moral e de virtude, faz de Rob um homem responsável e trabalhador, e o coloca diante de sua verdadeira vocação: a medicina.

    Rob é uma espécie de escolhido. Ele possui um dom, uma obsessão em aprender sempre mais, não pelo dinheiro que pode vir a ganhar com isso, mas pelas vidas que pode salvar. Ao tomar conhecimento da existência de uma extraordinária escola de medicina na longínqua Pérsia, dirigida pelo lendário Abu Ali at-Hussain ibn Abdullah ibn Sina, o Príncipe dos Médicos, ele resolve que é lá que quer estudar.

    Para isso, os desafios que tem pela frente não são poucos. Além da distância e da língua estranha, a escola não aceita cristãos, e, não sem uma boa crise de consciência, o protagonista resolve desafiar os severos costumes da época e se disfarçar de judeu. Todo o caminho percorrido por Rob Cole em busca de seu objetivo, a viagem até o Oriente, sua transformação em judeu, seus obstáculos até ser aceito na escola e o aprendizado em uma terra estranha fazem parte de uma deliciosa narrativa capaz de prender o leitor por horas a fio.

    O próprio autor do livro avisa que, devido à falta de informações claras sobre a época, muitos dos fascinantes detalhes descritos são fruto de sua imaginação. Mas a escrita é feita de maneira tão coerente e envolvente que é impossível não se sentir transportado para aquele ambiente, como num filme cuidadosamente produzido. Com a mesma competência, ele também apresenta questões mais delicadas, conflitos íntimos e os valores de um homem em plena idade média. A descoberta do amor, a conquista de amizades sinceras, o exercício da tolerância, da solidariedade e da dignidade são apenas alguns exemplos.

    Com pitadas de humor, drama, aventura e suspense na dose certa, O Físico é daqueles livros que gera a dúvida entre ler sem parar e ficar poupando para que ele não acabe depressa.

    -

    Bom, o livro assunta um pouco porque o título pertence a série "traduções tenebrosas". Quem entende inglês já viu que "The Physician" significa "O Médico" (já que físico é physicist). Mesmo com esse erro bizarro logo pra começar, eu recomendo demais esse livro! A leitura é muito envolvente e a história muito boa!

    Alguém aí já leu? :D
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Marco

    Marco may the force be with... wait


    Nossa juro que entrei aqui com o dedo coçando indignação, pronto pra digitar, quando li o título. Mas o Bagrong já esclareceu o erro na tradução então nem vou comentar nada. Aliás quem é o tradutor dessa obra, porque que eu quero fugir de qualquer coisa dele...
     
  3. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Como meu inglês é horroroso, nem percebi :lol:
     
  4. Bagrong

    Bagrong RaG

    Poisé, o inglês do tradutor também é horroroso. :lol:

    Mas o livro ainda é bem legal. =]
     
  5. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Li duas vezes "O físico", é o livro do noah gordon que se destaca, abordando os aspectos culturais e religiosos das regiões pelas quais o protagonista passa, característica da escrita de Noah.
    Tanto pela qualidade da narrativa quanto pelo exotismo das culturas descritas, O físico é perfeitamente capaz de entreter o leitor desde o começo e ainda fornecer um pouco de conhecimento (especialmente sobre os judeus, já que essa é a especialidade do autor).
    Li vários livros do Noah após o físico, e mesmo que sigam uma "fórmula semelhante" eles são muito bons.
     
  6. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Ei, não é um erro de tradução. Nas antigas, tempo de bisavô, a palavra 'físico' servia pra designar aquele que tratava do aspecto físico do ser humano, ou seja, os médicos.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  7. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    O livro não é tão das antigas. Ainda acredito que seja um erro bizarro de tradução.
     
  8. Anica

    Anica Usuário

    O livro é de 86, mas a narrativa se passa no século XI, certo? De repente pode ser justamente um jogo de palavras, com o sentido mais antigo de "Físico" para designar um "Physician", diferenciando assim dos atuais. É só um palpite, não li o livro, mas sinceramente não acredito que alguém cometeria uma gafe dessas e em 20 anos a editora não tenha se coçado para arrumar.
     
  9. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    É, é a pira que a Anica falou, eu acho. Pois na época da história do livro, era o termo corrente.

    Anyway, não gosto de Gordon. (apesar de não ter lido esse... esse acabou sendo um caso de 'não li e não gostei', heeh feio, eu sei, mas... )
     
  10. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    É meio tarde pra corrigir um titulo, depois de 20 anos. Todo caso, não há nenhuma explicação para a utilização de um termo diferente dentro da obra, se não for realmente um erro de tradução, que bom; mas continua próximo dele, creio que o tradutor evitaria essa confusão, não?
     
  11. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Perae, usaram 'Físico' no título e 'médico' durante o livro?
    Ok, aí ficou panaca.
     
  12. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Já no subtítulo temos "A epopéia de um médico medieval".
     
  13. Anica

    Anica Usuário

    No dicionário:

    físico
    fí.si.co1
    adj (gr physikós, pelo lat) 1 Relativo à Física. 2 Material; corpóreo. 3 Med Diz-se de qualquer procedimento terapêutico que atue mecanicamente. sm 1 Conjunto das qualidades externas do homem; aspecto: Um belo físico. 2 Constituição, compleição. 3 Homem que se dedica ao estudo da Física. 4 ant Médico. F.-econômico: relativo à Geografia Física e à Economia Política. F.-geográfico: relativo à Geografia Física. F.-geógrafo: indivíduo perito em Geografia Física. F-matemático: relativo à Física e à Matemática. F.-mecânico: relativo à Física e à Mecânica. F.-mor, [size=x-large]ant: físico, médico principal.[/size] F.-psíquico: relativo ao corpo e à mente, simultaneamente. F.-química: ciência que estuda as relações entre as propriedades físicas e as propriedades químicas dos corpos. F.-químico: relativo à Física e à Química. F.-químico-naturais: relativo à Física, à Química e às ciências naturais. F.-teológico: relativo à Física e à Teologia, simultaneamente.

    Então, uma vez que físico consta como médico no dicionário, não está errado traduzir physician para físico. É uma escolha estranha, tudo bem. Mas não errada. É o tipo de coisa que justifica uma editora como a Rocco não ter se coçado para mudar o título depois de 20 anos (aliás, nunca "é tarde" para fazer qualquer tipo de correção, e isso acontece bastante frequentemente, de uma edição para outra - e é por isso que em pesquisas o autor tem que citar em qual edição se baseou, etc. etc. etc.).

    Enfim, fiquei curiosa sobre o livro. Darei uma lida em breve para ver se a tradução é tão ruim quanto alguns artigos que li pintam, ou se é só implicância pela escolha do tradutor pelo termo 'físico'.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  14. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    O mais lindo é o uso da palavra médico logo abaixo do título. Dá no mínimo uma sensação bizarra quanto ao tradutor.
    Mas se, querendo ou não, está certo, podemos aceitar, já que o livro é legal e o título não vai estragá-lo.
     
  15. rodrignb

    rodrignb Usuário

    Leiam:

    Na Idade Média o médico recebeu ainda, em latim, o epíteto de physicus, do grego physikós, de physis, natureza, equiparando-o aos estudiosos da natureza, ou seja, aos filósofos naturalistas.[5] A denominação de "físico" dada ao médico perdurou até o século XVIII e sobreviveu na língua inglesa em physician.

    Texto completo em:
    http://usuarios.cultura.com.br/jmrezende/clinico.htm
     
  16. Angélica

    Angélica Visitante

    Realmente uma confusão esse lance da tradução desse título, mas, o que alguns falaram aqui coincide com a idéia predominante acerca do assunto, o tradutor preferiu manter a antiga expressão para médico levando em conta que na época em que ocorre a história essa palavra era usada para designar o praticante de medicina.

    Quanto ao livro é um dos que tenho muita curiosidade para ler e espero fazer isso muito em breve...

    bjs da angel ;)
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  17. Bagrong

    Bagrong RaG

    Gente, vou reviver esse tópico.

    A explicação dada pela Anica faz mega sentido! No Houaiss, "físico" tem a definição: "médico da corte, na Idade Média". Todos os artigos de todo lugar falam mal da tradução, mas esta foi correta o tempo todo. Muito interessante esse caso.

    Podia até virar um artigo pro blog, desmentindo a errata na tradução. :think:
     
  18. Daniel Cowman

    Daniel Cowman Usuário

    Hmm... eles poderia por uma nota antes do livro para explicar... pois tenho amigos que ficam dizendo "Tradução desse livro é uma merda porque erraram algo bobo no título..."


    mas nunca pensei em lê-lo
     
  19. Diego-

    Diego- Usuário

    Soube já tem um tempo desse erro ou não, no título. Lembro de ter pego esse livro na biblioteca pública e lido umas cem páginas aí tive de devolver. Mas até onde eu li eu gostei.

    Do Noah Gordon só li O Último Judeu, que é excelente, Yonah Toledano cativa de um jeito sem igual, O Físico se não me engano faz parte de uma trilogia que seria composta pelo próprio mais Xamã e por último a Escolha da Dra. Cole, tenho curiosidade pela trilogia e também pelo último Noah que ainda fez um relativo sucesso o La Bodega.
    :lendo:
     
  20. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    fora q se fosse um erro, poderia ser propositalmente mercadológico, igual na anedota do Mercadinho Três Camelos, onde apareciam pintados apenas dois. Todos mundo que passava dava risada da placa, entrava, dava uma disfarçada, comprava uma coisinha àtoa só pra chegar no dono, q estava no caixa, e rir na cara dele, q respondia q se não fosse pelo erro o cliente não teria comprado nada.
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar