1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Novas considerações sobre J. R. R. Tolkien & J. K. Rowling.

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por N'liärien, 24 Dez 2005.

  1. N'liärien

    N'liärien Banned

    Novas considerações sobre J. R. R. Tolkien & J. K. Rowling.
    ___________________________




    Em artigo anterior meu, materializei algumas ponderações acerca da obra do eminente J. R. R. Tolkien, bem como daquela produzida pela também britânica J. K. Rowling, “Harry Potter”.

    No referido trabalho, apresentei a seguinte indagação: “fico com esta pergunta (que talvez, seja uma constatação): não será mesmo, ‘Harry Potter’, uma grande similitude de ‘O Senhor dos Anéis’?...

    No presente artigo, pretendo desenvolver outras considerações sobre as duas excelentes obras, apontando minha conclusão acerca da influência da obra de Tolkien, junto à Sra. Rowling.


    — 1. Sauron & Lorde Voldemor.

    Outras duas (além daquelas de que falei, no primeiro artigo) das principais personagens das obras em comento são Sauron (para “O Senhor dos Anéis”) e Lorde Voldemor (como não tenho o livro sob minha vista, não estou certo de a escrita estar correta e rogo a parcimônia dos leitores, para a possível incorreção). Eles são os dois grande vilões de cada uma das obras.

    Ora, em ambos os casos estamos diante de personagens que estavam vivos, encarnados, tinham um corpo substancial e mortal; dessarte, sendo, numa data passada e longínqua, derrotados, perderam a substância carnal, morreram... Dái por diante, começam uma luta pessoal, por todos os meios e ardis, com o fito principal de voltarem à vida física, de renascerem, de terem um corpo de carne, novamente, com o que esperam renovar seu domínio sobre as coisas e as pessoas. É o velho apelo do “dominar o Universo”... O que me lembra aqueles dois ratinhos de laboratório, Pink e Cérebro: a cada vez que seus planos de dominar o mundo fracassam, o maior (Pink) pergunta ao menor: - O que vamos fazer amanhã, Cérebro? Ao que o outro responde: - O que fazemos todos os dias, Pink: tentar dominar o mundo...

    A semelhança entre os dois argumentos é inegável e, uma vez que a obra tolkeniana é em muitas décadas anterior à da Sra. Rowling, não há dúvidas sobre quem tem a primazia da originalidade...


    — 2. Os Nazgûl & os Comensais da Morte.

    Os nazgûl são “os Nove”, antigos reis dos homens, seduzidos por Sauron, com anés do poder e por eles consumidos, tornando-se espectros do Um Anel e eternos servidores do Senhor do Escuro. Eles não estão em corpo material e quando - por algum artifício mágico ou poder especial de alguém - são vistos, por sob o manto escuro, seus rostos são como os de uma caveira minimamente recoberta de carne.

    Em Potter, temos os Comensais da Morte, com seus longos mantos negros, com capuzes que escondem toda a cabeça e com suas máscaras de caveira. São servidores do Lorde escuro de Rowling - assim como os nazgûl servem a Sauron - e aguardam a sua volta, mantendo-se ocultos por longo tempo (por dois ou três dos primeiros livros/filmes), até que seu mestre de fortaleça e sua chance de voltar seja real. É o mesmo que fazem os Nove: somente se mostram quando “a sombra voltou a crescer no leste” e que o Anel foi encontrado.

    Com todo o respeito à Sra. Rowling - cuja obra (em minha modesta e pouco abalizada opinião) é de grande valor literário -, são semelhanças grandes demais para serem meros acasos...


    — 3. O Espelho de Galadriel & o “Espelho do Sr. Alvo” (diretor da escola de Potter).

    Em “O Senhor dos Anéis”, temos um encontro marcante quanto Frodo, penetrando a floresta de Lórien - junto com a Sociedade do Anel, à exceção de Gandalf, que caíra em Moria -, olha o jarro d’água, chamado de Espelho de Galadriel. Neste momento, ele vê aspectos da trama que nunca tinha suspeitado, lendo no tempo, “coisas que foram, coisas que são e algumas coisas que ainda não vieram”.

    Em “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, surge o momento em que Potter penetra um dos aposentos pessoais do Diretor Alvo e, num canto do ambiente, encontra, sobre um pedestal de pedra (é o que parece ser: pedra) decorada (assim como o pedestal que sustém o “Espelho de Galadriel”...), sobre o qual parece haver uma espécie de pequena bacia prateada, cheia de água (ou seja: tudo exatamente como em Lórien e como no artefato de maga élfica...). E o que faz Potter? Exatamente o que faz Frodo: olha no espelho e vê o passado (“coisas que foram”, como disse Galadriel...), só então entendendo alguns dos principais aspectos da trama (como aconteceu com o hobbit, no The Lord of the Rings)...

    Mais uma vez peço vênia à Sra. Rowling e pergunto: não é semelhança demais, para não ser intencional?...

    De todo o exposto, não creio que possa haver dúvida sincera de que, em “Harry Potter”, vemos muito - e do mais importante, eu diria - que dá substrado a toda a obra de Tolkien (do Silmarillion ao The Lord of the Rings).

    Pode-se, então, legitimamente, comparar-se as duas obras? Creio que sim, mas somente se os admiradores de H. Potter tiverem humildade, para admitir que, em que pese a beleza da criação de Rowling, há muito mais originalidade, substância e pujança em Tolkien.

    Penso que admirar a obra H. Potter, em comparação com a de Tolkien, é como admirar as flores de Monet, parado à frente das flores reais que ele via, enquanto pintava... Aliás, não seriam o Silmarillion e O Senhor dos Anéis as flores reais de J. K. Rowling?...


    Fortaleza/CE, sábado, 10 de dezembro de 2005.

    José Inácio de Freitas Filho.
     
  2. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Tô movendo pro DFPF, etc.... :eh:
     
  3. Imadofus

    Imadofus Banana Hammock!

    Novamente, tudo o que você citou não foi criado por Tolkien.
    Sauron e Voldemort são dois vilões típicos, e há dezenas de vilões similares por aí.
    Além de serem os principais seguidores do vilão, não vejo nenhuma semelhança entre Nazgûl e Comensais da Morte.
    E a única semlhança entre o Espelho de Galadriel e o de Dumbledore é que são uma bacia de pedra com água.
     
  4. Sauron era mortal???????
     
  5. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Bom, a resposta é "não". Sauron era um espírito de uma ordem diferente da dos Homens e elfos, e ele não poderia ser morto. Contudo, como ele usava um corpo material para se relacionar com o mundo fíciso, ele poderia ser "morto", ou seja, esse corpo poderia ser destruído.
     
  6. N'liärien

    N'liärien Banned

    Caríssimos Moderadores, minhas desculpas por haver postado o texto no sub-fórum inadequado e, naturalmente, agradeço-vos por o terem movido para o sítio certo.

    Quanto às respostas dos meus nobres colegas de fórum, redargo o seguinte:
    a) dizer que a única semelhança entre o Espelho de Galadriel e o de Alvo D. é apenas que ambos são bacias de pedra com água É EXATAMENTE JUSTIFICAR O QUE EU DISSE: É COINCIDÊNCIA OU INTENÇÃO VELADA DE COPIAR?...
    b) sim, nosso amigo Moderador Maglor está certísssimo, em sua explicação acerca da palavra "mortal", que no meu texto refere-se a Sauron; mortal em corpo, não em espírito.
    c) você disse:
    E eu pergunto-te: você olhou bem para os dois tipos de personagens?... Meditou sobre eles?... Recomendo isto, humildemente; para mim, a semelhança é evidente.

    Saudações a todos. Grato a todos os que responderam, sobretudo a ti Beatriz G. Como Tolkien disse uma vez, vocês
    "me deram a honra de me levar a sério, lendo o que escrevi".
     
  7. Imadofus

    Imadofus Banana Hammock!

    Não entendi o que você quer dizer.

    Sim, e ainda não vejo nenhuma semelhança.
     
  8. Edu

    Edu Draper Inc.

    Gostaria de comentar alguma coisa do que você disse:


    -
    Bem, sinto dizer que a sua descrição dos Comensais está correta unicamente até "mantos negros".

    Em momento algum, no 4º livro de Harry Potter (O Cálice de Fogo) J.K. Rowlking cita tais máscaras.

    Elas só aparecem no filme do respectivo livro, fruto da imaginação do diretor Mark Newell.
    Você anda baseando suas conclusões nos filmes de Harry Potter? Porque se for, sinto dizer, mas

    você está viajando nos roteiros deturpados de Steve Kloves.



    - Quanto a Lord Voldemort e Sauron:

    Sim, há semelhanças inegáveis entre eles, principalmenteno o desejo de "dominar todo o universo"

    e o de voltar à vida, isso se Voldemort tivesse o desejo de "voltar à vida". Meu caro amigo, ele

    nunca teve o desejo de "voltar à vida", pelo contrário! Ele tem o desejo de possuir a vida eterna (cf.

    Harry Potter e a Pedra Filosofal, mensagem implícita em Harry Potter e a Câmara Secreta e

    conclusões de Dumbledor capítulos finais de O Cálice de Fogo, e, mais recentemente, todo o

    "Enigma do Príncipe". "A Ordem da Fênix" também lhe pode ser útil").
    Você cometeu um erro grave ao afirmar que Voldemort morreu. Pfff, Rowling nos diz pela boca de

    Alvo Dumbledore em "O Enigma do Príncipe" que Voldemort não está morto, e só poderá estar se

    todos os pedaços de sua alma (as "horcruxes") forem destruídas. Ele está vivo, sim, só quer seu

    corpo físico de volta, e é isso que a poção que ele prepara no 4º livro faz. Por conseguinte, as

    semelhanças entre Voldemort e Sauron se dão somente no quesito "querer dominar o mundo".

    Mas, vem cá... todo o vilão que se preze não quer isso? Morgoth, Sauron, Voldemort, Feiticeira

    Branca, Mordred, Agente Smith...



    - Quanto aos "espelhos" dos livros:

    No conto da Branca de Neve, a madrasta mátem um espelho que lhe disse o que foi e o que há de

    vir. Não seria uma referência tanto para Tolkien quanto para Rowling? Espelhos são comuns em

    qualquer história, das lendas do rei Artur às histórias modernas. Não há porque Rowling ter copiado

    nada de Tolkien e, a propósito, a Penseira, o "espelho de Dumbledore" só reflete memórias nela

    previamente postas, e não nos diz nada sobre "o que há de vir".
    Para mim, o Espelho de Galadriel é mais um oráculo, e a Penseira de Dumbledore, um diário à

    cores.



    -
    Amigo, você me desculpe ao afirmar isso... posso estar parecendo presunçoso demais, mas: você

    realmente anda variando das idéias se disse algo assim. Não querendo desmerecer Rowling, e

    muito menos Tolkien, mas ambos os autores copiaram descaradamente obras antigas. Há histórias

    no SdA e no Silmarillion que são exatamente idênticas à antiga lenda de Beowulf e à coletânea

    filandesa da Kalevala. O próprio anel e sua história vem de uma lenda nórdica, a dos nibelungos,

    que eram seres pqeunos que possuiam um aneld de poder. Ah, leia sobre o anel mágico de Odin,

    que produzia nove novos aneis em periodos regulares, com os quais Odin dominava nove reis de

    tempos em tempos, para seu bel prazer.
    Não existem flores nem pinturas de flores, existe, como disse Tolkien, um grande "caldeirão de

    histórias", o qual o escritores alimentam e buscam nele inspiração.
    J.K. é tão culpada de plágio quanto J.R.R. Tolkien, se quer saber, e, como não acredito que ele

    tenha plageado nada, chegamos aqui ao meu veredicto sobre a autora de Harry Potter.



    Espero ter conseguido lhe passar o que penso.

    Passar bem,


    Cervus.
     
  9. Krebain

    Krebain Banned

    Putz.

    Sauron e Voldemort são vilões e isso tem em qualquer história.
    Comensais da Morte e Nazgul são baseados na figura da Morte.
     
  10. N'liärien

    N'liärien Banned

    A todos os que têm postado, aqui, minhas saudações e gratidão.

    Sim, talvez eu tenha sido impreciso quanto a muitas coisas da obra de Rowling. Não a li e o que disse delas, disse com base no que vi, nos cinemas. Portanto, quando ao que não há nos livros, ficam as minhas desculpas.

    Cervus, meu caro amigo, você disse que muito do que há em Tolkien há também no "caldeirão de histórias" e lendas de que ele tanto gostava. Sim; é inteiramente vervade; MAS SENHORES, O QUE EU DIGO É QUE APENAS TOLKIEN TEVE HUMILDADE SUFICIENTE PARA DIZER QUE RETIROU MUITAS DE SUAS IDÉIAS DESTE CALDEIRÃO!!!

    A SRA. ROWLING NÃO TEVE HUMILDADE DE ADMITIR QUE CRIOU COM BASE EM OUTROS! NÃO TEVE CORAGEM DE DIZER EM QUEM SE BASEOU!...

    É ISTO QUE EU TENTO MOSTRAR: QUE ELA COPIOU TOLKIEN E A MUITOS OUTROS E QUE NÃO TEVE A HUMILDADE DE CONFESSAR ISTO...

    GEORGE LUCAS O TEVE, QUANDO ADMITIU QUE SE BASEOU EM TOLKIEN, PARA SUA SÉRIE 'STAR WARS'...

    Sei que não sei muito sobre Rowling... Nem pretendo saber. Não considero que sua obra esteja sequer aos pés da de Tolkien.

    Alías, para aproveitar o ensejo, permitam-me também lamentar aqueles que comparam Lewis e Tolkien, e 'As Crônicas de Nárnia' com 'O SdA' e 'O Sil.'... Acho QUE A ÚNICA OCASIÃO EM LEWIS E TOLKIEN ESTAVAM NO MESMO PLANO ERA NOS ENCONTROS DOS ''INKLINGS''...

    Cervus, muito grato pelos seus comentários e pela forma cortês com que você criticou os meus aopntamentos falhos. Espero que nos encontremos sempre, nestes debates enriquecedores.

    Imadofus, o mesmo vale para ti.

    Até mais, caríssimos.
     
  11. Edu

    Edu Draper Inc.

    Não tem o que agradecer N'liarën. Eu gosto muito da obra de J.K., mas, pra mim, Tolkien é e sempre será insuperável.

    Não concordo com você só no ponto em que diz "J.K. Rowling copiou Tolkien 'descaradamente'". Creio que eles se basearam somente nas mesmas lendas antigas e buscaram material em um caldeirão comum. Mas é claro que não estou tentando lhe obrigar a estar de acordo com a minha opinião. Cada um pensa o que quer do que quer.

    Quanto a George Lucas... bem, pra mim, não há filme/saga melhor que Star Wars; essa minha paixão pelos filmes me fez ver um entrevista na qual Lucas declara ter usado SdA como uma primeira base para seus roteiros, como você mesmo disse; e concordo também que não faria mal nenhum a Rowling se ela admitisse que Aragogue é uma Ungoliant/Shelob made in china.

    Obrigado pela cordialidade, e feliz ano novo.

    Namárie (acho que é isso que se diz mesmo... :P),
    Cervus
     

Compartilhar