1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nostalgia temporal em "vidas passadas"

Tópico em 'Nostalgia' iniciado por Fúria da cidade, 13 Set 2013.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A idéia desse tópico é discorrermos de uma nostalgia temporal diferente, ou seja de uma época anterior a nossa atual existência, mas que por alguma razão inexplicável ou não, temos sentimentalmente uma grande identificação, pois há quem goste muito da Idade Média, outros da época do Renascentismo, do Brasil da era colonial e por aí vai.

    E nisso, pra quem acredita em vidas passadas, essa seria uma possível razão que leva as pessoas a terem essa identificação.

    Eu no meu caso tenho uma identificação nostálgica muito grande com a segunda metade do século XIX, época que a revolução industrial acelerou pra valer, os grandes cientistas da eletricidade (Thomas Edison, Tesla, A.Graham Bell, etc) que eu tanto admiro colocavam em prática suas realizações, o trem a vapor ganhava uma enorme expansão ligando cidades distantes e a cidade de São Paulo na sua região central tinha uma aparência mais charmosa, romântica e bem distante de sofrer com a poluição, inchaço e violência de hoje.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 6
  2. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    (2)

    Mandei até fazer um espartilho nos moldes vitorianos, de tão louca que sou por essa época. Rs.

    Sem contar que foi aí, realmente, que as pessoas começaram a viver mais, a ter mais condições de saneamento básico e etc...
     
  3. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    Indo a um período mais distante, creio que se não tivesse que levar em consideração à relação de saúde e falta de higiene e considerar o lado romântico que os relatos e pinturas da época, creio que a Renascença seria o ideal de nostalgia temporal. A efervescência cultural, principalmente na Itália nessa época, as vestimentas...
    Se não parecesse tão utópico, hehe
     
  4. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Eu já fiz uma regressão. E nela eu me vi num campo em algum lugar da Irlanda. Pela roupa, devia ser lá no tempo dos celtas, ou seja, antes da era medieval provavelmente. Era mais ou menos assim:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  5. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    Eu gostaria muito de fazer uma regressão. Mas são três situações que me trazem 'recordações' fortes, a ponto de acelerar minha frequência cardíaca, por algum motivo:


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Engraçado é eu me 'lembrar' como os egípcios amarravam o sarongue e reparar que na série 'José do Egito' eles fazem do modo errado. :lol:

    Uma coisa é certa: se eu ir a esses lugares e tocar nessas paredes, capaz que eu chore feito uma criança.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Se for fazer, Seiko, não se esqueça de meditar antes e tomar muito, mas muito cuidado, principalmente se você começar a ver as coisas aceleradas demais, geralmente é um péssimo sinal.
     
  7. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Por quê?
     
  8. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Porque a sua mente fica sintonizada com as suas lembranças. Quanto mais agitadas as cenas vistas, mais esforço você tem tanto física quanto espiritualmente e isso pode causar algum prejuízo no final. Corre o risco de você passar até a ''assumir'' certas características ou aspectos da sua vida passada recentemente acessada, mesmo sem saber, desequilibrando seu estado espiritual dessa vida.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  9. Comecei a pensar sobre o assunto e, a princípio, não me ocorreu nada. Aí me veio o fascínio que tenho pela Segunda Guerra Mundial e a admiração pela Alemanha, mas admiração pela história de reconstrução do país, culminando com a Wiedervereinigung (Reunificação), além da vasta cultura (filosofia, política, literatura, música, etc.). Não sei se é porque eu era criança, 7 pra 8 anos, mas a queda do Muro de Berlim e a Reunificação foram eventos marcantes para mim. Acho que ficaria muito emocionado em estar na Potsdamer Platz ou na frente do Reichstag um dia.

    Potsdamer Platz, 1900
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Antes da guerra
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Durante a Guerra Fria, o terreno onde ficava a Platz (destruída na guerra) era cortado pelo Muro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Na época da queda do Muro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Festa da Reunificação no Portal de Brandenburgo, próximo à Platz
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Festa da Wiedervereinigung no Reichstag
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Potsdamer Platz nos dias atuais
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  10. Yulien

    Yulien Usuário

    Isso é muito interessante ! Não sei porque também tenho um facínio pela Segunda Guerra Mundial (se alguém souber de bons livros sobre, eu poderia ler todos) ! Também sinto certo amor pela época do Iluminismo e os anos 80 ! Sobre os anos 80, eu sinto uma ligação muito forte ! Principalmente sobre as músicas, geralmente as músicas dessa época me acalmam tanto, me deixam feliz ! E...oque é fazer essa regressão ?
     
  11. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Funciona como terapia, mas eu fiz de curiosidade mesmo. Tem vários métodos, mas é aconselhável que se faça com um terapeuta mesmo, que vai te guiar, observar e tomar conta, porque como eu disse antes, é arriscado tanto pra quem guia quanto pra quem regressa. O método mais comum é o da meditação guiada ou através de hipnose, sendo que o da hipnose costuma funcionar melhor. É basicamente um acesso às suas lembranças passadas e por mexer com as leis do Karma e com as suas vidas passadas, é necessário muito cuidado e preparo psicológico.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    Esse é um dos meus receios com a regressão. Nós reencarnamos com o esquecimento por algum motivo - ou vários - diretamente ligado ao nosso karma, e certamente de mais indivíduos ligados a nós.

    Claro que isso depende muito do nível evolutivo e da capacidade emocional de cada um, mas pra algumas pessoas não deve ser fácil descobrir que seu pai foi seu marido, ou que a mãe que você tanto ama foi seu algoz em outra vida. Já soube de pessoas que passaram pelo desequilíbrio energético citado pela Lissa (um cara retornou da regressão da forma errada e falando um idioma medieval) e não superaram o fato de se 'lembrar' que alguns parentes muito amados nessa vida lhes fez muito mal em outra, ou pior: há quem não vença a vergonha ou o remorso de descobrir que ele mesmo fez algo realmente horrível para uma pessoa amada.

    A regressão, quando alvo de estudo para compreender uma situação familiar realmente difícil, perturbações de ordem espiritual ou traumas insuperáveis, é muito útil. Mas se for a título de curiosidade, eu prefiro me segurar.
    Estou ciente de que 'resolvi' muita coisa pesada no meu karma com a minha família nesta vida, e devem haver 'esqueletos escondidos no armário' do tempo que devem ser deixados lá, penso eu.
     
  13. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Tá explicado então o seu belíssimo gosto pela música da Enya! :)


    Minha saudosa bisavó que nasceu no finalzinho daquele século e quase viveu até os 100 anos usava!

    Sem falar da produção literária muito boa da época e também dos móveis os quais eu tenho uma admiração enorme.
     
  14. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Outra coisa que eu acredito que tenha a ver com vidas passadas é quando conheço uma pessoa e de cara não gosto dela. Já aconteceu até de bater o olho numa pessoa aleatória na rua e sentir aquela raiva ou desconforto inxeplicavelmente. Minha mãe dizia que às vezes tal pessoa nos fez muito mal numa vida passada, por isso nada do que ela faça nessa vida pode mudar esse sentimento.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  15. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Não sou o que você chamar de "pessoas espirituosa", mas não posso negar que já pensei no assunto, minha cabeça por mais "moderna" que seja, sempre me lembrou de épocas por volta dos anos '30 '40 '50. Eu enxergo as coisas diferente de muitas pessoas da minha idade e até mais velhas que eu, meus pensamentos verdadeiros apenas eu mesmo sei, não falo para ninguém, nem em voz alta para não me assustar.

    Mas no geral são essas épocas mesmo, mais precisamente '40.
     
  16. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    Já aconteceu algo semelhante comigo. Mas não era ódio e sim um medo inexplicável o_O
    E minha mãe disse a mesma coisa a respeito...
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu sou curioso também e não teria medo ou receio nenhum de fazer uma terapia de regressão. Sempre tive vontade.

    Apenas teria o receio de "com quem fazer" pra não gastar uma fábula de $$$ indo num picareta charlatão. De resto encaro numa boa.
     
  18. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    No começo eu não via o que poderia me levar a esse tipo específico de método, porém com o passar do tempo foram se juntando certas peças do quebra cabeça que ficam pedindo pra eu dar uma chance e fazer a regressão, então venho considerando cada vez mais que eu devo fazê-la, porque afinal não mais é o caso de ser apenas opção por mera curiosidade. Então será uma imersão de trabalho interno e não de lazer como eu realmente penso que deva ser.

    Mês passado foram duas vezes que acordei com alguém falando em voz constante em algum idioma não latino europeu no meu quarto, na primeira alguém pronunciou meu nome completo. Todavia quando tenho sonhos do passado não vejo tempos fáceis, por exemplo, uma vez sonhei que vivia no leste europeu e depois de uma enchente perdi tudo e só tinha conseguido salvar um livro de capa vermelha com utilidades domésticas, outra vez sonhei que era professor numa vila pobre que recebia notícia de que da cidade de onde eu tinha vindo todos amigos e parentes haviam sido assassinados quando estourou a guerra e eu precisava enterrar muita coisa, já em outro sonho vivia no deserto e todos tinham medo das invasões de bandidos então todo mundo tinha umas pedras grandes pra obstruir portas...

    Ocasionalmente os sonhos do passado são bons como um em que sonhei com um tipo de flauta primitiva antiga, mas não por causa da flauta e sim da melodia bonita e que tinha certeza que lembrava de algum momento de antes da vida, como se estivesse recordando de coisas que meu cérebro nunca aprendeu aqui. Atualmente ando procurando um tipo de jóia que ganhei numa espécie de viagem astral. Nela havia um general chinês com um colar com vários retângulos de gemas. Então ele destaca um dos retângulos (um com pedras de cor verde azul e branco) e me dá como em recompensa por algum tipo de serviço ou teste prestado.

    Estou certo de que o que poderá emergir lá de dentro pode não ter quase nada a ver com o que quero procurar e sim com o que preciso procurar, então acho já não tenho mais tanto receio de enfrentar quanto no começo. Se eu encontrar algo será bom para obter respostas e um pouco mais de como esse mundo não é governado daqui.
     

Compartilhar