• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Mûmakil

Lendo a discução sobre os Trolls, fiquei curioso quanto as Mûmakil (Olifante).
Eles também eram criaturas destorcidas por Sauron ou Morgoth? Ou eram animais selvagens normais, que somente foram aproveitados para a guerra, e não criados para ela? :think:
 

Almië

cute as a button
Eu acho que Mûmakil é o nome deles em Gondor...no condado eles usavam uma "gíria"; Olifantes. E eles foram usados na guerra pelos sulistas da terra de Harad, e não acredito que sejam distorcidos de algo não...:think:
 

calebecdf

Usuário
É verdade, se fossem para serem criaturas corruptas q nem os Orcs de Sauron essas criaturas deverian ter saído direto de Mordor, mas como nós vimos no filme, elas vieram junto com os humanos.... "do mal", se me entende.... naum passam de elefantes de guerra...
 

Maglor

Lacho calad! Drego morn!
Nós não temos muitas informações sobre eles, infelizmente. Justamente por isso, acho que não seriam criaturas de Sauron, seria algo excepcional demais para não haver menção. Eu concordo o pessoal quando dizem que provavelmente eram só criaturas fantásticas, parentes dos elefantes.
 
Olha só a informação da Enciclopédia Valinor:

Os Mûmakil, ou Olifantes, são animais enormes das terras do sul do Harad. São dóceis por natureza, a menos que sejam assustados ou provocados.

Os haradrim capturam e treinam alguns deles para serem usados como animais de carga, ou para a guerra.
 

Grishnákh

Uruk-hai
Eh verdade que as ultimas apariçoes dos Olifantes ocorreram na batalha dos campos de Pellenor?

Ah, lembrando: Mûmakil eh no plural, o singular eh Mûmak.
 

Almië

cute as a button
:aham: Será que é westron?? Porque Mûmakil, não me parece ser quenya ou sindarin...:think:
 

Statues Argonath

Fractus Exitus Rapitus
Maglor disse:
Nós não temos muitas informações sobre eles, infelizmente. Justamente por isso, acho que não seriam criaturas de Sauron, seria algo excepcional demais para não haver menção. Eu concordo o pessoal quando dizem que provavelmente eram só criaturas fantásticas, parentes dos elefantes.

Isso me faz lembrar que os Olifantes não são citados no Silmarillion e nem mesmo na 1ª Era, será que a origem deles veio após a 1ª Era :think:?
 

Finarfin

Usuário
Statues Argonath disse:
Isso me faz lembrar que os Olifantes não são citados no Silmarillion e nem mesmo na 1ª Era, será que a origem deles veio após a 1ª Era :think:?
Eles eram naturais do leste da Térra-média, e foram domesticados pelos homens de lá. O Silmarillion retrata mais a parte ocidental, onde os Noldor se instalaram, e dos homens que se envolveram com eles. Por isso eles não aparecem no livro.
 
Não é Westron, mas estão certos em dizer que Mûmak é seu singular.
A palavra Mûmak, tendo seu plural em -il, Mûmakil, vem das línguas de Khand e Harad. O pouco que possuímos de suas línguas é o conhecimento sobre a desinência plural -il, e a palavra Inkâ-nus/nush que significa espião do norte (tendo a forma quenya trocadilho-da-mente*).

Abraços.
 

tolfalas

Usuário
Muitos dos usuários colocaram observações interessantes. Vale lembrar que os elefantes assim como os Mûmakil são provenientes de regiões de clima quentes como a África ou a Índia. De certa forma existe uma co-relação entre as culturas dos haradrim aos homens do norte da África ou outras regiões indo em direção ao leste do Oriente médio.

Não me lembro no momento se existe alguma menção a respeitos dos Mûmakil no Silmarillion com exceção dos "sultanatos" de Harad, um grande conglomerado ou uma espécie de "liga" com características próprias e uma cultura ímpar na formação humana do sul da Terra média.
É sabido que Harad tinha ligações estreitas com Umbar, precisamente nos domínios ocidentais do continente e não se adentrando para o interior leste; seja em momentos de paz ou fossem em momentos de guerra, além claro de suas influências nas terras do norte, espeficamente em Harondor (Gondor do Sul).

De certa forma, o porte físico dos elefantes são grandes e ambos ja foram instrumentos de guerra em épocas remotas da história da humanidade.
Fazendo uma comparação com o legendárium, não sei dizer ao certo se esses animais seriam de proporções "jurássicas" (quis dizer no quesito tamanho), muito maiores que os elefantes do período Quaternário posterior, espeficamente a Época do Holoceno.

Não há uma menção clara da co-relação dos grandes Mûmakil aos elefantes de hoje como bem mencionei acima quanto a um tamanho apropriado a ambos.

Neste caso, há alguma explicação para se pensar um Mûmakil gigante nas obras de Tolkien? Ou essa questão de um Mûmakil "gigante" ou "jurássico" era algo figurativo? Ou seja, eles possuíam os tamanhos médios dos elefantes de hoje?
 

Sindar Princess

Que deselegante...
Estou com a maioria: creio que os mûmakil tenham sido domesticados para transporte mesmo e não criados por algum pode maligno. São pobres animais de carga humana, no fim das contas, e que intimidam pelo tamanho.
Utilidade em guerra, de verdade, era baixíssima, visto que são seres molengas, pesadões, etc.
O Eädsohn citou o artigo do Cisne, e é legal dar uma lida, porque além de interessante, ele nos faz pensar no que é aceitável ou não: os olifantes vistos nos filmes não são os mesmos em tamanho dos citados no livro, por exemplo.
 

aistano

vulgo Gilvan Borges
Vou com a "geral" também. Os vejo como animais nativos da TM.

Mas o fato de parecerem lentos e pesados não diminui sua utilidade em guerra!!

Numa escala bem menor de tamanho, os elefantes de guerra treinados pelo império Mogol (não confundir com Mongóis) causavam danos incríveis nas batalhas. Couraças com laminas eram presas em suas trombas e causavam grande comoção nos exércitos inimigos. Era necessário um pequeno batalhão para derrubálos, e quando isso ocorria, os arqueiros montados nos mesmos e as lâminas já tinham feito estrago suficiente.

Se olifantes eram algumas vezes maiores que os elefantes, sua lentidão era incrivelmente compensada por sua resistencia e pelo impacto que causavam no inimigo. Grandes formações podiam ser desbaratadas facilmente, permitindo um ataque fulminante em seguida.

Eram animais fantásticos, tanto pela inviabilidade biológica (citada no artigo) quanto pelos estragos que poderiam fazer.
 
Última edição:

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo