1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Maria Firmina dos Reis ganha Doodle do Google em aniversário de 194 anos

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Béla van Tesma, 11 Out 2019 às 16:10.

  1. Béla van Tesma

    Béla van Tesma Paladino de Asmodeus

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Escritora de poemas e romances como Úrsula é considerada a primeira romancista brasileira
    Por Paulo Alves, para o TechTudo - 11/10/2019 10h01 Atualizado há 6 horas



    Maria Firmina dos Reis faria 194 nesta sexta-feira (11). Em homenagem à romancista, a página inicial do Google celebra a data com um Doodle. Maria Firmina foi uma pensadora, escritora e abolicionista maranhense. Ela é autora de Úrsula, considerado o primeiro romance escrito por uma mulher no Brasil e tido por muitos historiadores da literatura como o pioneiro na temática da abolição, pois veio antes da obra de Castro Alves.

    A ilustração comemorativa foi criada pelo designer paulista Nik Neves e mostra três facetas de Maria Firmina: escritora, ávida leitora e ativista pelos direitos do povo negro no Brasil Império de meados do século XIX.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Aniversário de 194 anos da romancista Maria Firmina dos Reis é celebrado no Doodle desta sexta-feira (11) — Foto: Reprodução/Google

    Seu documento registra nascimento em São Luís no dia 11 de outubro de 1825, mas Maria teria nascido três anos antes, no mesmo dia de março. Filha de um escravo e uma brasileira livre, ela foi criada na casa de sua tia, onde foi alfabetizada. Chegou à escola primária apenas aos 22 anos e se tornou professora anos depois, profissão que exerceu por 34 anos.

    A primeira romancista brasileira publicou poesia, ensaios, artigos e palavras-cruzadas em jornais e revistas da época. Ela também compôs músicas com a temática abolicionista. Sua obra ficou conhecida por colocar a mulher e o homem negros sob perspectiva diferente do resto da literatura, como sujeitos centrais da história. Já quem lucrava com o comércio de escravos tinha seus atos de tortura revelados.

    Como ativista, também fundou a primeira escola para meninos e meninas negras do país, oito anos antes da Lei Áurea. No entanto, ela foi encerrada pouco tempo depois por causar polêmica no povoado de Maçaricó, no interior do Maranhão.

    Embora gozasse de certa abertura na sociedade maranhense por ser professora, ela sofreu diversos tipos de distanciamento por ser negra e por nunca ter se casado. Suas fotos públicas traziam rostos de mulheres brancas e sua obra foi silenciada. Úrsula foi recuperado apenas na década de 1960 e, finalmente, passou a ter o reconhecimento merecido.

    Maria Firmina dos Reis morreu pobre e cega em 11 de novembro de 1917, aos 94 anos.

    Via
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar