1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2018 Luis Roberto 'ganha' Copa da Rússia e desbanca Cleber Machado na Globo

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 28 Jun 2018.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Gustavo Villani (à esq.), Cleber Machado, Galvão Bueno, Luis Roberto, Rogério Corrêa e Rembrandt Júnior

    THELL DE CASTRO
    - Publicado em 28/06/2018, às 05h16

    Luis Roberto é, até o momento, o grande nome da Copa do Mundo da Rússia na TV. O narrador da Globo tem chamado a atenção com transmissões emocionantes, muitos bordões e bom humor de sobra. Visto no passado como sucessor natural de Galvão Bueno, Cleber Machado tem perdido espaço para Luis Roberto. Ao final da primeira fase do Mundial, nesta quinta (28), Machado terá narrado 11 partidas, contra 12 do bem-humorado "rival".

    O que ocorreria se alguma coisa impossibilitasse Galvão Bueno de narrar uma partida da seleção brasileira na Copa?
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ? Pode apostar: Luis Roberto, no momento, seria o escolhido para a vaga principal.

    Além da emoção empenhada nas partidas, Luis Roberto está fazendo uma ótima dupla com o ex-jogador Roger Flores, que caiu de paraquedas na Copa da Globo _ele integrava a equipe do Sportv e substituiu às pressas Juninho Pernambucano, que seria o comentarista titular, mas pediu demissão em maio.
    Luis Roberto e Roger têm acertado não apenas na dobradinha, mas também na empolgação. A narração para o gol marcado pela Alemanha contra a Suécia, no último sábado (23), foi muito elogiada nas redes sociais. No calor do momento, o comentarista chegou a abraçar colegas sentados ao lado da cabine da Globo.

    O narrador já tinha um bordão conhecido, o "sabe de quem?", para citar os autores dos gols, e criou uma nova frase durante o Mundial: "fé no pé" sai sempre da boca de Roberto quando alguém vai cobrar uma falta. Também fez sucesso ao se referir a jogadores da França como "esses negros maravilhosos", repetindo uma expressão que bombou na Copa de 2014.

    Claro que nem tudo são glórias. Além de pequenas gafes, típicas de transmissões ao vivo,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da Globo durante a primeira rodada. A iniciativa foi tão criticada que a emissora a abortou. Agora, os narradores divulgam sozinhos as tramas, como sempre foi feito.

    Quem perde, quem ganha


    Com o término da primeira fase do torneio, fica bem desenhado o atual cenário de transmissões da Globo. Aquele Galvão Bueno que narrava quase um jogo por dia em Copas definitivamente ficou para trás. Em 2014, já havia sido assim: ele comandou, na primeira fase, apenas as três partidas brasileiras e dois jogos da Inglaterra. Na final, entre Alemanha e Argentina, chegou a ficar rouco.

    Neste ano, Galvão fez um jogo a menos: narrou apenas a abertura, entre Rússia e Arábia Saudita, e as três partidas da seleção brasileira. Ressalta-se que o narrador prometeu, em 2010, que a Copa seguinte seria sua última. Mas ele mudou de ideia e está na Rússia,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Gustavo Villani, recém-chegado do Fox Sports, chegou com moral na Globo e já transmitiu oito jogos, além de participar, diariamente, do Troca de Passes, do Sportv. Villani ocupou o lugar de Alex Escobar no time de narradores, mas é a grande aposta da Globo para o futuro: ele tem 36 anos, enquanto Luis Roberto está com 57 e Cleber Machado, com 56. Tem tudo para ser o sucessor de Galvão a longo prazo.

    Nem todos saíram no lucro na Rússia. Os locutores regionais da Globo, Rogério Corrêa, da Globo Minas, e Rembrandt Júnior, da Globo Nordeste, perderam espaço. Corrêa fez cinco partidas em 2014, contra apenas três neste ano. Provavelmente será escalado para algum jogo das oitavas de final.

    Já Rembrandt foi para escanteio: ele fez dois jogos ao vivo na Copa anterior, mas não teve nenhuma partida transmitida pela Globo em 2018. Ficou apenas com as partidas simultâneas da terceira rodada, que são mostradas ao vivo apenas pelo Globo Play, e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Gustavo Vilani narrando na TV aberta jogo de Copa de Mundo pra mim acho que foi a melhor coisa que a Globo fez nos últimos 30 anos :lol:. Tem um timbre parecido com o Téo José, mas sem o enorme vício que o Téo tem de narrar futebol como se fosse corrida de fórmula Indy :lol:

    Luis Roberto levar vantagem sobre Cléber Machado, embora eu não gosto, mas também não detesto nenhum dos dois era algo até esperado, pois o "pseudo-carioca" tem a vantagem de ter alguns bordões que marcaram na história, coisa que o Cléber narrando vários anos sempre da mesma forma não tem.

    Rembrandt e Rogério Correa são dois narradores que até gosto, mas a Globo insiste em trata-los como se fosse de um escalão muito inferior e pra mim não acho eles inferiores que L. Roberto e Cléber.
     
  2. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Pelo amor de Deus. As transmissões de Luis Roberto estão INSUPORTÁVEIS. Essa zorra desse "SABE DE QUEM?" tá me fazendo botar a TV no mudo na hora dos gols. Sou muito mais Cléber Machado, e olha que também não gosto dele.

    Ah sim, e Villani é muito melhor que os dois.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Estranho.
    Eu sempre achava que o Luis Roberto era o queridinho e o Kleber era quem corria por fora.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Ele é o Cléber é sempre uma longa disputa de ser forçadamente o Mister Simpatia da casa, só que o LR nitidamente força mais que o Cléber e isso é muito chato mesmo.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Após reivindicar a autoria do bordão “Sabe de quem?”, famoso na voz de Luís Roberto, da TV Globo, o locutor esportivo da rádio Cultura FM de Santos (SP), Edson Callegares explicou ao UOL Esporte que não queria polêmicas, mas sim esclarecer a origem da frase.

    “Não queria polemizar, mas apenas esclarecer”, disse Callegares, que completou, “o ‘Sabe de quem?’ é um bordão que uso há mais de 30 anos”. O locutor fez, no último sábado, uma postagem em sua rede social, reivindicando a autoria da frase, que ganhou fama na voz no global.

    Edson revelou que, na noite da última segunda-feira, recebeu uma ligação de Luis Roberto, a fim de esclarecer o mal-entendido. O narrador da Globo chegou a abrir mão do bordão, caso fosse o desejo de Callegares. “Ele falou que, se eu quisesse, ele pararia de falar o ‘Sabe de quem?’. Disse a ele que estava muito feliz com o sucesso dele e, principalmente, com o sucesso do bordão”, contou.

    Callegares ainda explicou o motivo de sua chateação com o narrador da Globo. “Eu estava magoado porque, em algumas entrevistas, quando perguntado sobre a origem do bordão, ele não falou que é uma frase que uso há mais de 30 anos”, disse o locutor, que ainda elogiou a postura de Luís em procurá-lo. “O importante foi a atitude dele em me ligar. Colocamos um ponto final nesta polêmica”.

    Luis Roberto chegou a creditar a Callegares a criação do bordão. Em 2017, em entrevista ao canal do Youtube de Thiago Franklin, o narrador falou que a inspiração havia sido ele.

    Além disso, Edson contou que o colega de profissão se comprometeu a creditar a frase nas próximas entrevistas. “Ele disse que, a partir de hoje, quando perguntarem sobre como surgiu o bordão, ele dirá que foi de um amigo de Santos, narrador esportivo Edson Callegares”.

    Apesar da polêmica, Callegares fez questão de elogiar o colega. “Foi muito íntegro. Temos uma amizade de mais de 30 anos. É um grande profissional e faz jus ao sucesso maravilhoso que tem”, declarou.

    Em sua postagem no Facebook, Callegares falou que ele e Luís Roberto trabalharam na Baixada Santista, chegando a disputar o Troféu Ernani Franco de Rádio. Na época, Luís estava na Rádio Cultura e Edson, na Rádio Atlântica.

    Em nota oficial, a Globo se posicionou sobre a polêmica explicando que Luis Roberto nunca disse ser o inventor do bordão. “O bordão 'sabe de quem?', do narrador Luis Roberto, nasceu em uma transmissão de vôlei. Depois de um ponto, o ex-jogador e comentarista Tande perguntou ao narrador: 'Sabe de quem?', para valorizar a boa atuação do oposto Wallace, a quem a frase até hoje é associada. A expressão fez sucesso e Luis Roberto passou a utilizá-la, tempos depois, também nas transmissões de futebol.

    Luis Roberto conhece Edson Callegares há muitos anos e foi lembrado por colegas da coincidência entre os bordões, já que Edson foi o primeiro a utilizar a expressão, em narrações de gols do Santos. Os dois inclusive já conversaram sobre o assunto e não há qualquer questão sobre o caso'', falou a emissora.

    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
    Até pra bordão o LR não reconhece quem usa há mais tempo.
    Conheço o trabalho do Callegares no rádio. Se tivesse vindo pra TV seria um narrador melhor que o LR.
     
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Parabéns, Callegares, nem sabia que você existia mas agora eu te odeio também.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu até dou um desconto pro cara porque ele é do rádio e não narra isso de forma escandalosa como o LR.
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    A pior coisa desses casos é quando as pessoas que te escutam começam a dizer que você é quem está copiando a pessoa que te copiou.
    Mesmo que tu seja muito zen, chega uma hora que cansa.
     
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Levando em conta que o rádio foi o início de tudo e existe milhares de emissoras regionais onde tudo quanto é bordão já foi inventado e reinventado, sinceramente hoje em dia acho que é muito difícil pros narradores atuais que tem por base várias referências do passado conseguirem inventar algo que consiga ser 100% inédito.
     

Compartilhar