1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L][Angellore Daemon][Sem Título]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Angellore Daemon, 21 Dez 2007.

  1. Angellore Daemon

    Angellore Daemon Usuário

    Autor: Angellore Daemon
    Gênero: Conto [não exatamente, mas não encontrei palavra melhor]
    Título: Sem Título

    A grama estava viçosa, as árvores tinham copas enormes. O sol que se punha dava ao céu ainda azulado estrias avermelhadas, que se juntavam às rosas – ao longe - do gigantesco jardim. Vazio? Não, mas para ela não importava quem mais estivesse ali, afinal, amor é solitário andar por entre a gente, e sem ele não fazia diferença alguma se a brisa era fresca ou se os esquilos apanhavam graciosamente suas nozes, não importava a linda tarde de verão, para ela era tudo como a mais fria noite de inverno... sem ele era sempre assim, nem mesmo o doce canto dos passarinhos era ouvido por ela, que perdida em si mesma murmurava entre lágrimas:

    - ...I can't live this life, without you by my side, I need you to survive ...

    Enquanto aquela enorme esfera de fogo caminhava lentamente em direção ao horizonte, ela aguardava. Em vão? Esperava sinceramente que não. Ela olhou para o tronco da árvore em que se encontrava, sim, estava lá, não fora apenas um devaneio, não era mais uma ilusão. Um esboço de sorriso se formou em seu rosto. Estava em devaneio tão profundo que nem mesmo notou quando ele se aproximava, sorridente como sempre.

    - Demorei, meu amor?

    Pela primeira vez ela levantou os olhos do chão, sim, não havia sido em vão. Ela brilhava mais que as estrelas que estavam por vir, e não apenas pelas lágrimas. Enxugou o rosto nas mangas que quase lhe cobriam as mãos inteiras:

    - Não. – disse em seu primeiro sorriso sincero daqueles dias. Nenhuma espera era longa demais se ao final ela o visse.

    - Então porque tá chorando, minha linda? Aconteceu alguma coisa? – ele disse aflito enquanto sentava ao seu lado e terminava de enxugar suas lágrimas.

    - Sim, você. – Ela disse beijando suas mãos.

    Ele sorriu, a abraçou e beijou seus cabelos. Tão quente, tão vivo. Ela correspondeu o abraço com todas as suas forças - ah, como o amava, pensou enquanto algumas lágrimas teimavam em escorrer pelo seu rosto. Ela lhe beijou o pescoço enquanto passava a mão por seus cabelos:

    - Que saudade. – disse ao ouvido dele, beijando-o ainda mais, como gostava de beijá-lo! Era tão macio, tão, tão, ela não tinha palavras.

    - Também morro de saudades de você. – ele disse, também beijando-a.

    Do céu que se tornara escuro caiam finas gotas d’água. Ela o levou pela mão até a clareira que se formava entre todas aquelas árvores enormes e disse olhando nos olhos do castanho mais bonito que já vira:

    - Te amo.
     
  2. Carol

    Carol Visitante

    Que coisa mais liiinda! :grinlove:

    Nossa, sem palavras *lágrimas nos olhos*

    É, to carente e com saudades do Alucard! :amor:
     
  3. Bagrong

    Bagrong RaG

    De fato muito belo o seu conto!

    Parabéns. :clap:
     
  4. Feanari

    Feanari I say... fuck 'em all!

    Uia, bonito mesmo :D
    Só não chorei prq eu sou desprovida de emoções quando eu estou com sono xD
    Mas ta mto legal =D
    Parabéns
     

Compartilhar