1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Israel cogita "todas as opções" caso Irã não pare programa nuclear

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 10 Fev 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, afirmou nesta quinta-feira diante de vários membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas que o governo de Israel cogita "todas as opções" se as sanções impostas contra o Irã não dissuadirem o país a interromper seu programa nuclear.

    disse Lieberman em reunião com membros do principal órgão de decisões da ONU, segundo um comunicado da missão de Israel junto ao organismo.

    O ministro israelense afirmou que o Irã continua sendo "a maior ameaça à paz e à segurança no mundo" e expressou sua esperança de que o Conselho de Segurança tomará atitudes após as declarações das autoridades iranianas, que na semana passada se mostraram a favor "de apagar Israel do mapa".

    Lieberman criticou as palavras do líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, que na sexta-feira passada disse que o Irã apoiará todos aqueles que se opuserem a Israel. Para o clérigo islâmico, o Estado judaico representa "um câncer que deve ser eliminado, e será eliminado com a ajuda de Deus".

    A tensão entre Irã e Israel aumentou recentemente e, segundo um colunista do jornal "The Washington Post", o secretário de Defesa americano, Leon Panetta, está convencido que um ataque israelense sobre as instalações nucleares do Irã é iminente e poderia ocorrer "em abril, maio ou junho".

    Grande parte da comunidade internacional acusa o regime iraniano de desenvolver um programa nuclear para produzir armas atômicas, mas Teerã nega e alega enriquecer urânio apenas para fins pacíficos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pelo visto estão loucos pra começar a guerra. Só falta um deles dar o primeiro tiro e com os EUA ao lado de Israel fica uma luta inglória pro Irã.
     
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Curioso é o "cogita tomar todas as ações".
    Já estão, né?
    Assassinando cientistas civis iranianos.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Reverendo

    Reverendo Usuário

    Difícil acreditar na segunda afirmação, depois de ter lido a primeira.
     
  5. Serenatas

    Serenatas Usuário

    Ah era só o que faltava um guerra nuclear..
     
  6. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O engraçado é que Israel ter armas nucleares: nosso direito, o Irã ter armas nucleares: são uma ameaça para o mundo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Já vi essa novela antes, no Iraque, quando toda a comunidade e o Governo Bush afirmavam de pés juntos que havia armas químicas sob o comando do Sadam Hussein. É só mais um pretexto para legitimar um ataque ao Irã, não pelo povo e sim para retirar um outro incômodo do Tio Sam do poder.

    E olhem como está o Iraque após a pax americana, ainda em pedaços e sem condições de se reestruturar. E sem ajuda financeira que seria o mais sensato a ser feito após tanta destruição. Mas, não, entregaram ao Governo provisório o custo da guerra. A ameaça a Israel é só para tentar convencer a comunidade judaica, que é contra a guerra, de que é o certo a ser feito.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  8. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Concordo com o Elring.

    É a mesma história, mas com alguns personagens diferentes.

    Se matarem por petróleo enquanto seria mais inteligente usarem outras fontes de energia... O ser humano é tão evoluído... :roll:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    E tem gente na região que adoraria ver o Irã em pedaços. O sobrenome deste pessoal atende por Saud.

    Naquele vazamento mais escandaloso do Wikileaks, sobre as embaixadas americanas, havia súplicas, de pés juntos, da nobreza saudita para que atacasse os persas, seus maiores rivais regionais.

    Mas há o lado ruim de uma ação israelense também, do ponto de vista de Washington. Desde a queda do Hosni Mubarak, ninguém no mundo árabe gosta de tirar foto com Israel. Por este motivo, na própria guerra do golfo os EUA pediram para que o estado judeu ficasse de fora, mesmo tendo sido alvos de bombardeios (de caças que provavelmente chegaram aos céus israelenses via Síria, onde quem governa - até hoje - é o mesmo Baath de Saddam Hussein). Um ataque tão próximo poderia comprometer a lealdade das monarquias do Golfo com os ianques.

    Afora o perigo de fechamento do Estreito de Ormuz, pavor no mercado durante algumas semanas, num período tão difícil para a economia mundial.
     
  10. Pearl

    Pearl Usuário

    Não acho que Israel vá fazer alguma coisa. A situação é mais delicada que com o Iraque.

    O Irã hoje tem como um dos grandes clientes a China, que faz investimentos pesados na região e considera o ponto como estratégico.

    Os EUA já tentaram embargar o Irã mas nao tiveram apoio justamente da China.

    E a China já declarou apoio militar ao Irã caso seja alvo de investida.
     

Compartilhar