1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Existem Raças?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Lordpas, 26 Set 2004.

  1. Fëanor

    Fëanor Fnord

    Bom se todos pensassem assim. :D
    Mas infelizmente há pessoas que não conseguem ver outra opção, a não ser a 1 e a 2.

    Para se defenderem. Desde muito o ser humano tem se auto-separado, seja pela etnia, seja por crença, etc. É um meio de tentar se defender de ameaças. Assim, são feitas divisões, para tentar se defender do que vier de fora dessa divisão.
    Mas se defender de que ameaças?
    As únicas ameaças, infelizmente, são as criadas por essas divisões. Ou antes disso, pela nossa idiotia.

    Ahn, sim: respondendo a pergunta principal do tópico, não, não existem raças.
     
  2. 655321

    655321 Usuário

    Sim, as pessoas se separam em grupos. O mundo é feito disso. Não há problema em pessoas se agruparem por terem os mesmos interesses, etc. Esse fórum por exemplo, é o agrupamento de pessoas que tem um interesse em comum.
    Essa separação só é ruim quando as pessoas são radicais, com base em conceitos preconceituosos.
    Nesse fórum ninguém proibi alguém que nunca tenha lido SdA de participar, e nem desprezamos que lê outros livros.
    Segregação é uma separação preconceituosa.
     
  3. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Então você compreende que não há um pingo sequer de segregação nas comunidades negras do Orkut, certo. Pois, se são aceitas pessoas de pele clara, independente de seus gostos, e lá elas falam livremente, então não há segregação.

    Já nas comunidades brancas, são aceitos somente aqueles que se declaram brancos. Mesmo pessoas de pele clara, mas que se declaram mestiços. são expulsos.
     
  4. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Isso é um caso específico do Orkut.

    Quero ver eu entrar numa roda negra de Candomblé (ou algo do gênero) e nego não me olhar torto. :disgusti:

    Segregação ocorre nos 2 casos Kabral! :wink:
     
  5. 655321

    655321 Usuário

    Mas separar as pessoas pela cor da pele é preconceituoso.
     
  6. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Errado. Há muitas pessoas de pele mais clara em rodas de Candomblé, pais de santo brancos, etc.

    Nas comunidades negras não se separam as pessoas pela cor de pele, e sim exaltamos a cultura negra. Orgulhar-se de suas origens, comentar a respeito de casos comuns de preconceitos vividos por nós não é preconceito. Não é separação nenhuma. Somos negros, e passamos por dificuldades parecidas; por que não um espaço para discuti-las? E, repito de novo, pessoas brancas lá participando também... não enxergo onde há separação?

    Ou então, deveríamos ignorar nossas diferenças? Ignorar 3000 anos de história negra africana, sistematicamente destruída ao longo de 500 anos, bradando "somos brasileiros, por isso somos todos iguais"?!?

    Esse é o preconceito cultural; por exemplo, o candomblé é temido e estereotipado, e o Exu é chamado de diabo; o Cristianismo (religião européia) é a principal religião do país.
     
  7. Dark Light

    Dark Light Eu mato quem for um

    Discussão interessante :)

    Empiricamente falando, não existem raças - A natureza parece não classificar os humanos de nenhuma forma.

    Mas o ser humano se classifica, mesmo assim. É uma pequena classificação humana, que atende aos propósitos humanos :) Por isso, posso dizer que do ponto de vista humano, existem raças sim.

    Se essa classificação é adequada? Não sei, acho que sim. Tem segregação? tem. Isso é ruim? é, claro que é. mas os negros relembram do seu passado, e das pessoas que lutaram para que essa cor de pele ganhasse respeito dos demais. Acho isso algo bonito, humano.

    Eu não tenho orgulho nenhum de ser branco (ou de ser brasileiro; ou de falar português, ou de.. :? ), mas se eu tivesse, certamente seria diferente desse orgulho meio nazista mencionado por você no exemplo do orkut, Kabral. Não acho que se possa generalizar nesse caso.

    E, como um comentário jocoso: deem uma lida
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . (Não levem a sério; é só uma piada. :obiggraz: )
     
  8. 655321

    655321 Usuário

    Se existe uma rodinha de pessoas negras de um lado, e rodinhas de pessoas brancas de outro, isso pra mim é segregação. Não importa se eles estão planejando tacar uma bomba no congresso, assassinar o Lula, ou se planejam faze uma passeata pela paz.

    Não existe algo como cultura negra. Da mesma forma como não existe algo como cultura branca. Cultura é regional. Sim, nós herdamos um pouco da cultura africana. Assim como herdamos da italiana, da inglesa, da portuguesa, etc. Cultura é algo universal. Não dá pra ligar ela a uma "raça" específica.
    Anyway, isso é questão de opinião.
     
  9. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Dark Light: :clap:

    Aurélio: Segregar - 1. Pôr de lado; pôr à margem, separar, marginalizar; (...) 4. Afastar-se, isolar-se.

    É verdade; então, não pode existir revistas para negros, nem comunidades, nem nada; sim, estamos marginalizando os brancos, colocando-os de lado, etc.

    :)

    . Certo, você já deu sua opinião.

    :)
     
  10. Dark Light

    Dark Light Eu mato quem for um

    Concordo que cultura é regional, não racial. Usa-se o termo cultura negra para se referir à cultura africana.. É uma espécie de metonímia (estou falando da figura de linguagem certa? :mrgreen: ), na verdade, um novo 'tipo' de metonímia: existe autor pela obra, parte pelo todo... esse seria o etnia pelo povo; mas parece mais correto ao menos ter uma noção de que a cultura é regional. (Se bem que.. não se pode dizer que a Africa é um povo, acho. seus povos são muito díspares entre si..)

    edit: ei, acho que não é 'novo' não. lembro vagamente de uma gramática que lista etnia pelo povo como um dos exemplos.... bah, whatever :blah:

    De qq forma, não é uma rodinha, 655. A comunidade negra citada é uma comunidade sobre a origem negra (que fala sobre cultura africana, e outras coisas relacionadas, presumo :dente: ), onde brancos e negros participam igualmente. A única coisa comum à todos os participantes é que eles respeitam o negro.
    Nào tem uma plaquinha dizendo que é só pra negros, não. Ao menos é isso que presumi das frases do Cabral; não cheguei a visitar, não curti muuito o orkut :)
     
  11. 655321

    655321 Usuário

    Custava escrever meu nick inteiro? :mrgreen:

    O mais contraditório é que o nome da comunidade é 100%Negro, o que não sugere isso em negrito aí.
     
  12. Dark Light

    Dark Light Eu mato quem for um

    Mas.. mas... abreviações são legais, 655.
    E eu gosto de chamar as pessoas de uma forma mais abreviada, tipo chamar Alatar de Allah.
    De qq forma, oq sgnifica seu nick? Ia por um nick como Eduardo e senha 655321, e trocou os 2 na hora do registro? :mrgreen:

    Não julgue um livro pela cap... ou melhor, uma comunidade pelo nome. :mrgreen:
    De qualquer forma, concordo que o nome não é o mais adequado para uma comunidade como a descrita pelo Cabral :think:
     
  13. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    O nome 100% Negro não passa de uma convenção, uma metáfora. Uma maneira de dizer o quanto aprecia a cultura negra africana e suas vertentes. todos temos ciência de que pertencemos a um única raça mestiça latino-americana.
     
  14. Nob

    Nob Usuário

    É o número de Alex DeLarge na prisão no filme Laranja Mecânica.

    "Are you able to see the white line painted on the floor directly behind you, 655321?"

    Certo, mas aí fica a sensação de que é uma comunidade criada para exaltar a "cultura negra" a qualquer preço, sem levar em consideração os direitos iguais e tal.
     
  15. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Mas a cultura negra precisa ser exaltada em troca de sobrevivência.

    Ora, se tenho admiração pela cultura negra é por que em grande parte ela não sofreu a massificação, a qual nós, Brancos, nos submetemos tão facilmente levados pelo maior poder aquisitivo.

    O Negro precisa ser defendido e por isso admiro o Ka Bral.

    Seria isso errado?

    De acordo com o bom senso de uma sociedade estável e igual, sim. Mas no caso do Brasil é mais do que aceitável, é uma necessidade.

    O negro tem de partir do mesmo patamar do Branco, ter as mesmas oportunidades, enquanto não conseguirmos isso, eu parabenizo toda e qualque manifestação Negra, tanto que eu participo da luta deles tão ativamente em minha cidade.

    Talvez seja pq o meu conceito de "luta deles" já seja "luta nossa", isso é que espero que seja inserido no seio da sociedade, bem como a idéia de que o conceito de Raça é extremamente arcaico.
     
  16. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Nós não somos iguais. Alguém ainda insiste nisso? Sim, eu disse que somos "uma única raça mestiça latino-americana", mas assim o é apenas em teoria. Na prática, o senhor policial ainda me olha com desconfiança e me barra na entrada do banco.
     
  17. Nob

    Nob Usuário

    Eu concordo com a ideologia dos direitos iguais (e quem não concorda, apesar de muitos não praticarem isso?), mas a exaltação sem ideais para equalizar (como o "orgulho de ser brasileiro") é deveras estúpida (e deve ter começado dessa forma mesmo).
     
  18. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Cultura negra, gênero feminino, evangélicos, proletários ...
    São muitas as categorias que servem para os indivíduos se identificarem em grupo, a raça negra é mais uma delas. Claro, cada uma delas tem uma razão para existir, uma história própria que as justifica. Não existe problema na organização social em torno desses grupos, mas se isso serve para promover preconceitos e acentuar as hierarquias sociais, esses grupos se tornam nocivos.

    Respondendo o tópico, algumas pesquisas atuais estão reabilitando o conceito de raça, mas não da forma que os estudiosos definiram do passado. As raças não seriam biologicamente definidas, mas socialmente definidas. Faz sentido isso, afinal, a sociedade como um todo ainda vê de forma diferente pessoas de cor diferente ... na minha opinião as teorias raciais mais antigas proporcionaram essa divisão de raças socialmente definida nos dias de hoje.

    E Lordpas, porque a cultura negra não seria massificada? Na verdade, acho muito difícil definir especificamente o que é cultura negra ou cultura branca, depois de tanta aculturação.
     
  19. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Na verdade ela é fragil como qualquer manifestação cutural quando comparada a "cultura de massa". O que quiz dizer é que a cultura especificamente negra, tem sobrevivido mais no que a branca, isso talvez pela luta de pessoas que sabe que esse foi um quesito que sobreviveu a depreciação e ao preconceito do negro na sociedade.

    Outro ponto é: a população com maior renda é predominantemente branca, por consequencia, brancos são a "massa consumidora", e ainda, a maioria massificada hoje, é branca.

    Enfim , se notarem, sempre utilizei de definições "branco", "negro" nesse post. O que comprova o como a sociedade em geral vê e se manifesta em relação a questão.

    Ao invés de nos considerarmos o país de todas as raças, deveriamos nos considerar o país de todos. Todas essas distinções acima não seriam necessárias então. :|
     
  20. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    A questão da sobrevivência da "cultura negra" é problemática. Não existia uma cultura especificamente negra, mais sim muitos tipos diferentes de cultura na África. Todas elas foram transformadas pelo contato com outros povos, assim como ocorreu como as culturas européias. O que temos hoje em dia é uma parcela de pessoas que assumem como identidade racial sua descendência africana, e buscam nisso uma identificação cultural, geralmente em uma busca a suas raízes. Assim, essas pessoas acabam criando um novo tipo de cultura, diferente do que era no passado, e marcada por influencias diversas.

    Assim ... Tanto as pessoas com maior ou menor renda estão inseridas nessa massa consumidora. Claro que o consumo de massa se iniciou na Europa, mas hoje esta em praticamente todas as regiões do mundo, inclusive onde a maioria é negra, e afeta toda a população.

    Sobre usar essas definições, branco e negro, é uma coisa que esta incrustada em nossa sociedade. É como eu tinha falado em meu primeiro post, não da para definir em termos de superioridade biológica, mas as pessoas continuam caracterizando dessa forma, é difícil escapar.
     

Compartilhar