• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Ents, Árvores e Águias

Alasson Yára

Eu matei um
Qual seria a natureza dos Ents e Águias...

Eu antes pensava que os seres viventes falantes eram: Filhos de Iluvatar (incluindo os Anões) Ainur (Maiar e Valar) e o Tom Bombadil...

E as ávores?? Algumas falavam umas com as outras e até se locomoviam???
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
Ents e Águias foram seres criados pelos Valar, como nos é dito no Silmarillion (embora Tolkien avente a possibilidade das promeiras águias serem Maiar encarnados).

Eu não acho que eles possuíssem fëar. Fico com a hipótese que Tolkien levanta no Myths Transformed VIII:
In summary: I think it must be assumed that 'talking' is not necessarily the sign of possession of a 'rational soul' or fëa.
[...]
The same sort of thing may be said of Húan and the Eagles: they were taught language by the Valar, and raised to a higher level - but they still had no fëar.

Mas indubitavelmente as Águias têm algo que as difere dos simples animais, algo que as elevou a esse "nível mais alto que Tolkien se refere". Algo que lhes dá a capacidade de pensar, falar e raciocinar. Eu gosto de chamar esse algo de "mente". A mente difere do espírito em alguns tópicos: o espírito só pode ser concedido por Eru, mas a mente pode ser dada pelos Valar ou mesmo adquirida por si própria (retornarei a isto mais tarde); o espírito dá ao ser a capacidade de livre-arbítrio total, o que não parece acontecer com a mente; e a mente morre junto com o ser.

Quanto às árvores: sim, algumas árvores se movem e parecem ter a capacidade de se comunicar com outras árvores. Barbárvore menciona "árvores entescas" e ents que ficam "arvorescas". Essas "árvores entescas" parecem ser árvores que estão adquirindo consciência. Elas começam a desenvolver a mente, aparentemente por si próprias! Por isso eu disse que a mente pode ser auto-adquirida. Mas também pode ser que essa "mentalização" das árvores seja um dos desígnios de Yavanna ou do próprio Eru.
 

Ri.

Usuário
Bom, os anões não foram criados por Eru, mas ele os "adotou" e concedeu espírito a eles (me corrijam se eu estiver falando besteira), isto não poderia ter acontecido com as águias ou com os ents?
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
Bom, os anões não foram criados por Eru, mas ele os "adotou" e concedeu espírito a eles (me corrijam se eu estiver falando besteira), isto não poderia ter acontecido com as águias ou com os ents?
Poderia, mas pelo que Tolkien disse no Myths isso não aconteceu.
 

Ilmarinen

Usuário
Ents e Águias foram seres criados pelos Valar, como nos é dito no Silmarillion (embora Tolkien avente a possibilidade das promeiras águias serem Maiar encarnados).

Eu não acho que eles possuíssem fëar. Fico com a hipótese que Tolkien levanta no Myths Transformed VIII:


Mas indubitavelmente as Águias têm algo que as difere dos simples animais, algo que as elevou a esse "nível mais alto que Tolkien se refere". Algo que lhes dá a capacidade de pensar, falar e raciocinar. Eu gosto de chamar esse algo de "mente". A mente difere do espírito em alguns tópicos: o espírito só pode ser concedido por Eru, mas a mente pode ser dada pelos Valar ou mesmo adquirida por si própria (retornarei a isto mais tarde); o espírito dá ao ser a capacidade de livre-arbítrio total, o que não parece acontecer com a mente; e a mente morre junto com o ser.

Quanto às árvores: sim, algumas árvores se movem e parecem ter a capacidade de se comunicar com outras árvores. Barbárvore menciona "árvores entescas" e ents que ficam "arvorescas". Essas "árvores entescas" parecem ser árvores que estão adquirindo consciência. Elas começam a desenvolver a mente, aparentemente por si próprias! Por isso eu disse que a mente pode ser auto-adquirida. Mas também pode ser que essa "mentalização" das árvores seja um dos desígnios de Yavanna ou do próprio Eru.


Já eu prefiro uma solução intermediária entre as opções que Tolkien contemplou em HoME. As primeiras águias falantes que eram dotadas de consciência eram, como Tolkien também disse dos ents e lobisomens, maiar encasrnados; assim Thorondor esteve durante toda a primeira era e, portanto, não podia ser simplesmente uma águia normal, mas os filhos desses maiar encarnados, de fato, como vc especula parecem ser dotados de consciência e poder de fala sem, necessariamente, serem portadores de uma "alma", independente, com livre-arbítrio integral.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo