1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Educação Financeira - autores brasileiros

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Primula, 11 Jun 2015.

  1. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Procurei, e não achei... só o livro da Mara Luquet que ficou esquecido láaaaa no fundão do fórum.

    Dez bons conselhos de meu pai - Gustavo Cerbasi

    A primeira vista parece seguir a temática de Pai Rico, Pai Pobre de Robert Kiyosaki, mas o livro toma um rumo muito diferente com o estilo de Gustavo.

    Pra começar, achei interessante uma coisa fundamental deste educador financeiro. Ele não fala economês, fala de forma que a pessoa comum entenda (aliás, esse foi o motivo porque sempre contrataram ele para diversos trabalhos, nem sempre sobre finanças).

    O problema é que falar fora do jargão cria um preconceito. O preconceito sobre livros de auto-ajuda (que de boas, boa parte merece o preconceito).

    O que salvou o livro de Cerbasi de cair no buraco negro de ser mais um livro de auto-ajuda-best-seller, é que ele tem titulação para "ser levado a sério". Nas palavras dele, "escrevi naquele jargão todo técnico para conseguir meu título de mestre, e mesmo que nunca mais use aquela dissertação, o título que ela me conferiu me permite ser levado a sério em vez de ser mais um charlatão oportunista que escreve livros de auto-ajuda".

    Acho que o momento é oportuno. Há pouco mais de um mês, o pai biológico dele, Tomazzo Cerbasi, faleceu após uma vida cheia de realizações (profissionais e familiares, pois o filho também constrói um belo legado).

    Mas também que depois da época das vacas gordas, vem sempre a época de vacas magras (nem sempre depois de vacas magras virão vacas gordas, cuidado).

    Estamos a um bom tempo com vacas gordas. Se não acreditam em mim, é só dar um pulo no shopping e me dizer que estão vazios. E que não temos problemas de obesidade mórbida (não a obesidade natural e normal), de bulimia e de anorexia em nossa sociedade brasileira (esses problemas não existiam de forma alarmante em minha adolescência-faltando-comida, bem como não existem na maior parte das sociedades da Africa atual em estado de guerra civil).

    Mas os primeiros indícios de que as vacas gordas estão acabando podem ser vistos também no shopping. Por causa do descontrole financeiro, os shoppings ficam lotados no começo do mês e esvaziam até o próximo pagamento de salário.

    E obviamente, pessoas assim não tem educação financeira para quando ressurge a vaca magra chamada desemprego. Não existe crescimento contínuo e constante em nenhuma civilização.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Leitura super válida!

    Por mais que possa existir preconceito da parte de alguns contra livros do segmento "aconselhamento/auto-ajuda", pra mim não existe tempo desperdiçado na leitura. Sempre se aprende alguma coisa que possa ser útil e no caso específico desse do Cerbasi dá pra aprender, esclarecer e despertar a visão pra várias, já que finanças pessoais é um tema que o brasileiro na média geral tem uma certa dificuldade de cuidar e lidar no seu dia-a-dia.

    E nos tempos atuais, é algo muito bem-vindo qualquer recomendação e indicação que possa influenciar positivamente e ter reflexo direto na sua prosperidade pessoal. Em suma: é recomendável e de linguagem de compreensão bem acessível e na medida certa.
     

Compartilhar