1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ecos da tradição oral

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Nat, 7 Mar 2010.

  1. Nat

    Nat Usuário

    Seguinte. O assunto para esse tópico de discussão (e para vários outros que ainda vou criar aqui no site) eu achei no site da editora Houghton Mifflin. Lá eles disponibilizaram 9 lições (em inglês) para se estudar e aprender um pouco sobre Tolkien e suas obras. O download é livre, então eu baixei pra mim (o material é ótimo, por sinal) e eu queria disponibilizar aqui algumas discussões que eles oferecem nesse material. Como são 9 lições, ao final de cada discussão, destacarei a discussão e farei a referência para indicar de qual lição eu tirei aquela discussão. Vamos lá.
     
  2. Nat

    Nat Usuário

    O Senhor dos Anéis tem sido chamado de “contos de fadas épico”. Pode-se entender que ambos, o épico heróico e o conto de fadas vem da tradição oral? Pode-se identificar vestígios da tradição oral rondando a cultura popular e na vida das pessoas (as possibilidades incluem piadas, enigmas, rimas, lendas urbanas, anedotas de famílias, canções narradas e o movimento contemporâneo de contar histórias)?

    Introducing Tolkien and his worlds. In: Tolkien’s Middle-earth: lesson plans for secondary school educators. Disponível em:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ao meu ver, sim. Claro. Os grandes épicos que conhecemos hoje, como a Iliada e a Odisséia, por exemplo, foram primeiramente longos poemas recitados de memória. Outro bom exemplo são os contos dos Irmãos Grimm. Hoje em dia a tradição oral continua sendo comum. Quem não gosta de um jogo de adivinha? E quem não creceu ouvindo histórias da Branca de Neve e Bela Adormecida? Eu adoro.
    E aí, o que vocês acham? Discutam, opinem.
     
    Última edição: 7 Mar 2010

Compartilhar