1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E se a história fosse contada do ponto de vista de Sauron?

Tópico em 'E Se...?' iniciado por Meglin Celebrandir, 4 Set 2009.

  1. Meglin Celebrandir

    Meglin Celebrandir Hansi Ilúvatar

    Estava pensando nisso hoje... Na quarta capa de meu livro (Ed. Martins Fontes) está escrito o seguinte:

    "Numa cidadezinha indolente do Condado, um jovem hobbit é encarregado de uma imensa tarefa. Deve empreender uma perigosa viagem através da Terra-média até as Fendas da Perdição, e lá destruir o Anel do Poder - a única coisa que impede o domínio maléfico do Senhor do Escuro."

    Mas e se a história fosse escrita do ponto de vista de Sauron, não seria a história do jovem hobbit tentando destruir o Anel, mas do Sombrio Senhor do Escuro tentando recuperá-lo.

    Os elfos não seriam seres de luz, belos e altivos; mas seres nojentos e intrometidos. Os Istari não seriam sábios, mas chatos de galocha!

    Na opinião de vocês, o que mudaria se a história não tivesse sido escrita por Bilbo, mas por Sauron ou Saruman???

    Lembrem-se, não estou pensando em mudar o enredo, mas a forma como a história é contada...
     
  2. Biorn

    Biorn Fiz uns rock's com Iluvatar

    É como dizem, "A história é contada pelos Vencedores". Se Sauron tivesse vencido a Guerra e contasse a história ele provavelmente teria a feito de uma forma que parecesse que ele fosse um rebelde(no bom sentido da palavra). Que ele iria salvar a terra média da tirania e da mente fechada dos elfos e homens. Não acredito que ele seria capaz de botar muita moralidade em sua argumentação pq ele mesmo não entendia disso, porem com certeza aparentaria menos terrivel e cruel se fosse ele contando.
     
  3. Um autor russo, chamado Kiril Yesov (Acho que é assim que se escreve) contou a história do ponto de vista dos Orcs.
    Em seu livro, "O último anel", ele narra como os Orcs, perderam a guerra para magos malditos e elfos nojentos.
     
  4. Erunamo Tinuviel

    Erunamo Tinuviel Hoje eu matei um...

    Bom, muito pensei e acho que ficaria dessa forma.


    Sinopses:

    O Senhor dos Anéis.

    A Sociedade do Anel: Sauron descobre que seu anel, que lhe fora tirado pelos terríveis rebeldes. veio a tona mais uma vez, seus inimigos, com intento de destrui-lo e assim aniquilar qualquer possibilidade de uma nova "Era de Paz", formam uma Sociedade (nesse caso entenda "Quadrilha"). Sauron, auxiliado por seu companheiro Saruman, descobre a tempo de mandar seus cooperadores (entenda "exercitos de orcs") para intercepta-los.

    As Duas Torres: Saruman, companheiro e amigo próximo de Sauron envia uma 'pequena" (entenda 10 mil orcs ou mais...) comitiva de paz ao Abismo de Helm mas sem sucesso. Sauron acredita que seu anel está em Minas Tirith, quartel general dos rebeldes capitalistas do mundo, e prepara uma comitiva um "pouco maior" que a de Saruman. Descobre também que o Ta-ta-ta-taraneto do homem que roubou seu anél está vivo e presente na comitiva. Saruman, com inveja de Sauron o trái. :osigh:

    O Retorno do Rei: O herdeiro de Elendil frustra os planos de paz com os homens ao levar uma comitiva de homens verdes e mortos muito maior que a de Saruman e a sua própria juntos. Sauron, abalado, desiste de qualquer outra negociação de paz. Um pequeno (entenda pequeno mesmo...) grupo dos ultimos povos "rebeldes" ( livres ) da Terra Média, em tremendo disparate vão aos portões do Senhor do Escuro (escuro no sentido bom), portando seu tão saudoso Anél. Sauron é então covardemente enganado, descobre que seu anél foi jogado nas forjas do qual foi feito por uma raça de anões, perde todos os seus poderes e "falece" para o mal de todos.

    Li O Silmarillion, Roverandon e Contos Inacabados depois do SdA. Se inverti ou omiti algum fato extremamente relevante ( e que era de conhecimento de Sauron) por favor me perdoem e me corrijam.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. JPHanke

    JPHanke Usuário

    Pensei em algo mais ou menos como o Erunamo disse!! :g:

    Provavelmente a história contaria os esforços de Sauron, o Injustiçado, em recuperar seu precioso Anel, que lhe fora covardemente roubado pelos Elfos e Homens, invejosos de seus belos talentos. Já na Terceira Era, Sauron conseguira convencer um de seus mais perigosos inimigos (Saruman) de que os Istari eram os vilões da vez.

    Na tentativa de conseguir aliados em Rohan, Sauron pede ao seu fiel amigo Saruman que envie um mensageiro ao Palácio Dourado de Meduseld, seu nome era Grima, O Conselheiro. Mas o inimigo maldosamente lhe dera a alcunha de Grima, Língua de Cobra. A missão falhou. Sabendo que Rohan romou para o Abismo de Helm, o que significava que estava se preparando para guerrear contra Saruman, este enviou seus aliados para conter a rebelião daqueles, mas também falhou.

    Sabendo dos esforços de Gondor em retomar Osgiliath, e ainda desconfiando que o herdeiro de Elendil, aquele que tomara posse de seu querido Anel, no final da Segunda Era, estaria entre os gondorianos, Sauron resolveu cortar o mal pela raiz e atacou Minas Tirith, no objetivo de frustar os planos do inimigo em impedir que o Anel volte para seu Mestre.

    Após esta batalha, também perdida, Sauron fora cruelmente enganado pelos inimigos, que lhe desviaram a atenção com uma falsa tentativa de negociar a posse do Anel. Enquanto negociavam, Sauron recebeu sua punhalada final, e pelas costas. Seu anel fora destruido nas chamas da Montanha da Perdição.


    ps: algumas partes podem ter seus significado alterado, mas fiz isso propositamente. Uma vez que ela seria contada por Sauron, ele a contaria de modo que ele fosse a vítima da história. =]
     
  6. Finwë Fëfalas

    Finwë Fëfalas Nas Echoriath...

    Isso seria muito interessante mesmo.
    Pois ouviríamos um outra versão completamente diferente.

    Acho que Sauron tentaria falar com raiva dos numenorianos e não expunha sua inveja e ganância por eles na sua fala, como também por todas as outras formas de vida na Terra Média, dentre várias outras coisas.

    Em fim, seria muito interessante.
     
  7. Tywin Lannister

    Tywin Lannister Já fui Nómin e Baldwin

    Tenho-o cá em casa, mas li dois capítulos e desisti. É estranho, chega a meter nojo :x
     
  8. Eldenar

    Eldenar Usuário

    eu li o livro, mas achei tudo uma grande trapalhada.

    o espelho de galadriel ser destruido através de uma palantiri k tava a transmitir imagens do monte da condenaçao, isso parece muita fantasia.

    e trools inteligentes, maquinas voadoras, elfos a usarem flechas envenenadas, doutores orcs. Isso tudo parece mais um conto de fadas virado do avesso.
     
  9. Tarik Khalil

    Tarik Khalil Usuário

    Sou só eu ou vocês tem reparado que os Senhores do Escuro tem ganhando alguns adeptos por aqui? :lol:

    Bom, vamos lembrar, que diferente de Melkor, Sauron não procurou o poder desde o inicío, foi uma Maiä de Aüle e certamente e mesmo depois de cair sobre a influência de Morgoth, pelo menos em um momento, considerou voltar para Valinor, mas abandonou sua possibilidade de redenção por medo do castigo, eu acho que posso dizer com certeza, que ele sempre soube que ele estava no lado "mal" da história.

    Essa galera que lê o "Black Book of Arda" e simpatiza com o Sauron 8-O

    A propósito, eu nem levaria em conta o Yesov porque, o trabalhou dele, nem bem feito foi, em contraposição ao das escritoras Russas cuja nome nunca me lembro. :hihihi:

    Lembrem-se de levar em conta a visão do autor, que tinha bem e mal mais do que bem definidos.
     
  10. vinicius_limpe

    vinicius_limpe Usuário

    o livro e de qual Editora?
    gostaria de saber
     
  11. Fiz uma suposição muito parecida com essa nesse tópico aqui:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    A história é sempre contada pelo vencedor, e não pelo vencido.
    Assim, também é na história mundial, como bem conheçemos (ou deveríamos).

    Se a história fosse contada do ponto de vista do Senhor do Escuro, acredito que veríamos nele pontos muito interessantes de seu caráter, assim como foi debatido quanto a maldade de Melkor Morgoth no tópico que postei acima.
     
  12. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Seria muito interessante ver dessa forma, mas não como uma versão do avesso em todos os sentidos da história mas algo de qualidade e que resplandecesse vida. Algo que negasse toda a moral cristã fedida (que me desculpem os fãs, mas por mais que goste de Tolkien, a obra fede a cristianismo e moralismo vazio), que afirmasse todo o poder de Sauron como verdadeiro Senhor, sem medo de se mostrar sedento de poder, de glória e honra sem a covardia moral, que ilustrasse a sua vontade absoluta de dominar, ofuscar, destruir, matar, se vingar, de viver sua eternidade em poder absoluto sem máscaras ideológicas ou hipocrisias várias.

    Mas estou falando de uma transmutação de todos os valores, de uma negação da negação da vida, de uma demolição do cristianismo e sua metafísica, sua moral, sua teologia, da derrubada das tábuas morais antigas e da criação de novos valores, novas tábuas.

    A morte da ética fajuta, da democracia decadente, da frágil e patética noção socialista-cristã de igualdade de direitos e deveres de todos os cidadãos (haaa!!! Sauron é igual a um escravo! Igualdade!), a destruição da fé aprisionadora em entidades de apoio (Valar, Eru) e em virtudes caídas (amor, bondade, caridade), a queda total da falsidade hipócrita.

    Mas isso é pedir demais, no século XIX, nos anos pré e pós-guerra, nos dias de hoje é pedir muito!!!
    Será que a versão original é ruim assim para mim? Não, Tolkien era simplesmente genial demais para um cristão fiel e se ficou preso a essas idiossincracias não é culpa de ninguém a não ser do seu tempo, sua fé, sua visão do que é certo, errado.

    Tolkien é tão genial que até o que há de mais decadente na Europa medieval e moderna (contemporânea também), o que há de mais cristão, sujo e feio, ele transformou em uma obra bela, emocionante, singela, enorme, forte, cruel, terrível, poderosa, amorosa, SUPERIOR!!!!! Ele não transmutou valores, mas fez muito: ele reformulou esses valores, os tornou mais fortes, dignos, reformulou o cristianismo, o popularizou!! O Vaticano deveria canonizá-lo, devia mesmo, salvou o cristianismo!!!

    Foi um desabafo e desnecessário, pelo menos aqui, mas fica a sugestão, a dica para os autores da fanfics que se interessarem em fazer uma história pelo ponto de vista de Sauron, não se prenderem a uma pequenez de espírito comparável à dos satanistas: não façam uma história que é simplesmente o SdA do avesso, voem mais alto, sonhem mais alto, vivam, dêem vida a uma obra, vida de verdade, não uma ressurreição zumbificante, um sopro de continuidade!!! Criem, não deturpem, não se prendam ao básico!!

    Claro que os amantes de Tolkien, sua vida e obra, talvez prefiram nem mudar nada, não transvalorar nada, nem chegar perto de Sauron. Tolkien ficaria tocado, mas vocês não estariam criando algo novo de fato, a não ser em um sentido radicalmente diferente do que expus aqui.

    A maior homenagem que um grande gênio pode receber é ser superado pelos seus sucessores, leitores ou não, fãs ou não, fiéis ou não, discípulos ou não.

    Mil perdões.
     
  13. tristan2009

    tristan2009 Usuário

    Primeiramente o heroi do filme nao seria nem os hobbits e muito menos Aragorn, talvez o personagem seria os espectros do anel "nazgul" e eles formariam uma sociedade para resgatar o Um Anel junto com os orcs e os uruk hai. E pra viajar mais ainda, o vilão da historia Aragorn e seus comparsas seriam seres medonhos que nao mediriam esforços para estragar o resgate do anel por parte do "heroi" Sauron.

    Nolyon de Mestre Elrond Peredhil
     
  14. Tuor

    Tuor Usuário

    Seja lá como fosse, eu me interessaria em ler. E se fosse do ponto de vista de Sauron, ele não começaria mencionando o condado, imagino eu. Acredito que começaria contando um pouco sua história e isso seria até o fim. Por isso não consigo visualizar um livro assim com falas e tudo mais. Pareceria mais um diário.
     
  15. Mairon

    Mairon Alquimista Andarilho

    Interessante, seria provavelmente como tristan disse, Sauron se veria no direito de governar a Terra-Media e faria de todos que o impedissem vilões da sua história
     
  16. Kirk00x

    Kirk00x Kirk

    Os Anões seriam traidores
    A obra terminaria com um fim triste (se o anel fosse destruído, pois sempre torcemos para o principal, que no caso seria Sauron :lol:)
    Muitas coisas não apareceriam e outras apareciam, as que não apareceriam seriam a jornada dos Hobbits, e o que apareceria seriam os planos de Sauron
    Nazgüls seriam adoráveis, assim como os Hobbits, principalmente o Rei Bruxo, que seria "tragicamente" morto por uma pessoa má !

    :joy:
     

Compartilhar