• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

[Copa 2026] Notícias e novidades em geral

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

Azteca entra em lista de arenas do Mundial, dividido entre México, EUA e Canadá​


A Fifa anunciou as cidades e os estádios que receberão as partidas da Copa do Mundo de 2026. Das 23 arenas que se apresentaram como candidatas, 16 foram escolhidas para o torneio, cuja organização será dividida entre Estados Unidos, México e Canadá.

A decisão foi divulgada em evento realizado pela entidade que comanda o futebol mundial, em Nova York, na noite de quinta-feira (16). Está entre os campos vencedores da disputa aquele em que a seleção brasileira conquistou o tri mundial.

Em 1970, o Brasil levou a Copa pela terceira vez e ficou com a posse definitiva –ou quase isso– da taça Jules Rimet. O troféu foi obtido em uma vitória por 4 a 1 sobre a Itália, no estádio Azteca, na Cidade do México, novamente sede de um Mundial.

165541935362abb1d96526b_1655419353_3x2_md.jpg

O italiano Albertosi, caído, vê a bola no fundo da rede na final da Copa do Mundo de 1970, no estádio Azteca; Gerson balança a rede de novo, só de graça - AFP

O Azteca será o primeiro estádio a receber duelos de três edições da competição. Em 1986, o torneio foi novamente realizado no México, e o palco da decisão se repetiu. Era a consagração de Maradona, que levou a Argentina ao título em triunfo por 3 a 2 sobre a Alemanha Ocidental.

Havia a expectativa que o campo em que o Brasil ganhou o tetra, em 1994 —vitória nos pênaltis sobre a Itália, após empate por 0 a 0— também voltasse a ter jogos da Copa. Mas o tradicional Rose Bowl, em Pasadena, nos arredores de Los Angeles, foi preterido pelo moderno SoFi Stadium, em Inglewood, outra cidade na grande LA.

Nos Estados Unidos, também receberão partidas East Rutherford (MetLife Stadium, perto de Nova York), Arlington (AT&T Stadium, nas cercanias de Dallas), Santa Clara (Levi's Stadium, na área de San Francisco), Miami Gardens (Hard Rock Stadium, na Grande Miami), Atlanta (Mercedes-Benz Stadium), Seattle (Lumen Field), Houston (NRG Stadium), Filadélfia (Lincoln Financial Field), Kansas (Arrowhead Stadium) e Foxborough (Gillette Stadium, ao lado de Boston).


Já o México terá três arenas na competição. Além do Azteca, estarão no torneio o estádio Akron, em Zapopan, nas cercanias de Guadalajara (não se trata do velho Jalisco, que esteve no Mundial em 1970 e 1986), e o BBVA Bancomer, em Guadalupe, nas proximidades de Monterrey. O Canadá terá dois locais de disputa, o BMO Field, em Toronto, e o BC Place, em Vancouver.

"Vamos tentar organizar a Copa de modo que as seleções e os fãs não tenham que viajar muito. No momento oportuno, vamos decidir o local de abertura e o palco da final", afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino. "Em 2026, o futebol vai ser o esporte número um nesta parte do mundo."

165541945362abb23de216f_1655419453_3x2_md.jpg

O Azteca receberá jogos da Copa pela terceira vez - Pedro Pardo - 27.jun.18/AFP

A Copa do Mundo de 2026 será a primeira com 48 seleções –atualmente, são 32. Elas serão divididas em 16 grupos com três equipes cada um. As duas primeiras de cada chave avançarão ao mata-mata, na fase anterior às oitavas de final.

Aprovada em 2017, a ampliação foi uma cartada de Infantino, que viu crescerem sua influência e seu prestígio em países periféricos do futebol. Muitos dos que dificilmente teriam a oportunidade de jogar um Mundial passaram a ter chances bem maiores.

Haverá também mais dinheiro em movimento. As contas são periodicamente refeitas, mas a expectativa da entidade que rege o futebol é uma arrecadação de ao menos US$ 6,5 bilhões (R$ 33,2 bilhões, na cotação atual).

O torneio passará a ter um total de 80 partidas, 16 mais do que no formato atual. No certame de 2026, deverão ocorrer 60 confrontos em território norte-americano, dez no México e outros dez no Canadá. A final será nos Estados Unidos.

AS SEDES DA COPA DO MUNDO DE 2026​


  • East Rutherford, cercanias de Nova York (EUA)​

    MetLife Stadium
  • Inglewood, cercanias de Los Angeles (EUA)​

    SoFi Stadium
  • Arlington, cercanias de Dallas (EUA)​

    AT&T Stadium
  • Santa Clara, cercanias de San Francisco (EUA)​

    Levi's Stadium
  • Miami Gardens, cercanias de Miami (EUA)​

    Hard Rock Stadium
  • Atlanta (EUA)​

    Mercedes-Benz Stadium
  • Seattle (EUA)​

    Lumen Field
  • Houston (EUA)​

    NRG Stadium
  • Filadélfia (EUA)​

    Lincoln Financial Field
  • Kansas (EUA)​

    Arrowhead Stadium
  • Foxborough, cercanias de Boston (EUA)​

    Gillette Stadium
  • Zapopan, cercanias de Guadalajara (MEX)​

    Estadio Akron
  • Guadalupe, cercanias de Monterrey (MEX)​

    Estadio BBVA Bancomer
  • Cidade do México (MEX)​

    Estadio Azteca
  • Toronto (CAN)​

    BMO Field
  • Vancouver (CAN)​

    BC Place


 
É triste que o mais lendário e sagrado templo do mundo que poderia ser palco de mais uma final, provavelmente será usado só pra jogos de fase de grupos. México e Canadá sendo tratados como meros engraxates de sapatos dos EUA nessa Copa.
 

Copa de 2026 já tem mapa desenhado para abertura, semifinais e final


MetLife Stadium, em Nova Jersey, que deve receber a final da Copa de 2026 - John Moore/Getty Images

MetLife Stadium, em Nova Jersey, que deve receber a final da Copa de 2026Imagem: John Moore/Getty Images

A Fifa anunciou no fim da semana passada as 16 cidades e respectivos estádios que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2026, a primeira com 48 participantes e também pela primeira vez realizada em três países — EUA, México e Canadá. Já há um desenho de calendário de partidas e locais que podem receber abertura, semifinais, final e centro de mídia, definições importantes para a competição.

O formato do Mundial de 2026 será diferente, já que terá 16 seleções a mais do que as 32 que estarão no Qatar no fim do ano. O torneio deve ocorrer em 34 dias, dois a mais do os 32 que virou praxe até a Rússia-2018 — em 2022 será em 28 dias por ser realizado entre novembro e dezembro, para minimizar o calor do Oriente Médio, no meio da temporada de clubes da elite europeia.

Serão 16 grupos de três seleções, com os dois primeiros se classificando para a fase mata-mata de 16-avos, que vai anteceder as oitavas de final — o campeão fará portanto os mesmos sete jogos que são exigidos no formato vigente. Com base nisso, a organização da Copa-2026 tem um esboço de calendário, que prevê inclusive os grupos dos países-sede:

A1 - Canadá
E1 - México
I1 - EUA

Eles jogariam, claro, suas duas partidas na fase de grupos em seus países e fariam a rodada inaugural com os três jogos do primeiro dia. A abertura de fato, com a tradicional festa, poderia ocorrer nos EUA ou no icônico estádio Azteca, que receberá sua terceira Copa do Mundo.

Em território americano, duas arenas são concorrentes: o favorito SoFI, em Los Angeles, e o At&T, em Dallas. Dentre esses dois, quem perder a rodada inaugural deverá ganhar uma semifinal junto com o Mercedes-Benz em Atlanta.

Pode haver mudanças ainda no desenho abaixo, principalmente porque o Canadá inicialmente teria três sedes, mas no fim Edmonton não agradou à Fifa e ficou fora, deixando o país com duas cidades, Toronto e Vancouver. Mas a projeção de hoje é esta:

ABERTURA
Dallas - At&T Stadium ou
Los Angeles - SoFI Stadium ou
Cidade do México - Azteca

FINAL
Nova York/Nova Jersey - MetLife Stadium

SEMIFINAIS
Atlanta - Mercedes-Benz Stadium
Dallas - At&T Stadium ou Los Angeles - SoFI Stadium

QUARTAS DE FINAL
Boston - Gillette Stadium
San Francisco - Levi's Stadium
Houston - NRG Stadium
Dallas - At&T Stadium ou Los Angeles - SoFI Stadium (quem tiver o jogo inaugural dos EUA)

OITAVAS DE FINAL
Nova York/Nova Jersey - MetLife Stadium
Atlanta - Mercedes-Benz Stadium
Dallas - At&T Stadium ou Los Angeles - SoFI Stadium (quem tiver o jogo inaugural dos EUA)
Cidade do México - Azteca
Toronto - BMO Field
Seattle - Lumen Field
Kansas City - Arrowhead Stadium ou Miami - Hard Rock Stadium ou Philadelphia - Lincoln Financial Field

CENTRO DE MÍDIA
Dallas ou Atlanta
Vancouver (BC Place Stadium), a segunda sede canadense, e Guadalajara (Estádio Akron) e Monterrey (BBVA Bancomer Stadium), as outras duas sedes mexicanas, terão partidas até a fase de 16-avos.

O centro de mídia, importante equipamento de uma Copa do Mundo por concentrar escritórios de empresas de comunicação com direitos de transmissão e ser o principal hub para geração de imagens, está entre Atlanta, que terá o principal aeroporto da competição, e Dallas, que tem uma localização centralizada.

A organização dividiu as sedes em três regiões, oeste, central e leste, e pretende regionalizar a competição. As seleções deverão jogar, até o possível, na mesma região, para evitar grandes deslocamentos, mudanças de fuso horário e também facilitar o transporte para os torcedores que queiram acompanhar somente jogos da equipe de seu país:

Oeste
Vancouver (CAN) - BC Place Stadium
Seattle - Lumen Field
San Francisco - Levi's Stadium
Los Angeles - SoFI Stadium
Guadalajara (México) - Akron Estádio

Central
Kansas City - Arrowhead Stadium
Dallas - At&T Stadium
Houston - NGR Stadium
Atlanta - Mercedes-Benz Stadium
Monterrey - BBVA Bancomer Stadium
Cidade do Mexico - Azteca

Leste
Toronto - BMO Field
Boston - Gillette Stadium
Philadelphia - Lincoln Financial Field
Nova York/Nova Jersey - MetLife Stadium
Miami - Hard Rock Stadium


 
fifa destruindo a copa.. pelo menos aquela ideia de 2 em 2 não foi aprovada....
logo logo vao colocar todas as seleçoes na copa e não precisa de eliminatóriaos rsrsrs
 
fifa destruindo a copa.. pelo menos aquela ideia de 2 em 2 não foi aprovada....
logo logo vao colocar todas as seleçoes na copa e não precisa de eliminatóriaos rsrsrs

Eu apostaria que o formato com 48 edições não dura mais que 2 ou 3 edições pra haver reclamação e eles propositadamente fazer a Copa com 64, voltando a fase de grupos com 4 seleções cada, tudo isso ainda antes de 2050.
 

Mesmo que fosse obrigada a exibir todos os jogos, não interessa a Globo passar aqueles jogos que atravessam completamente o horário do JN e a novela das 9 como foi em 1986 e 1994 (e ainda bem que na época tínhamos a Band mostrando tudo), pois toda vez que a Copa e as Olimpíadas são na América do Norte, sempre haverá jogos que começarão no início da noite.
 

Mesmo que fosse obrigada a exibir todos os jogos, não interessa a Globo passar aqueles jogos que atravessam completamente o horário do JN e a novela das 9 como foi em 1986 e 1994 (e ainda bem que na época tínhamos a Band mostrando tudo), pois toda vez que a Copa e as Olimpíadas são na América do Norte, sempre haverá jogos que começarão no início da noite.
Tomara que outra emissora compre os direitos também para pelo menos exibirem os jogos que a Globo não exibirá. Se for Band, ESPN ou TNT Sports, melhor ainda.
 
O fato da Globo não ter mais a exclusividade vai permitir ter uma boa oferta de jogos numa faixa de horário que muitas pessoas já estarão em casa e também pra bares e restaurantes na virada do fim da tarde pro início da noite essa Copa será excelente.
 
"Em pleno 2023" (como dizem), e ainda deixam de passar jogo da Copa por causa de novela... muita audiência que vai dar um episódio de novela. Até Venezuela X Finlândia deve dar mais pontos no Ibope. :flag:
 
Do jeito que a Globo anda mal das pernas e vendo seus melhores profissionais, atores e atrizes indo embora, até o Galvão feliz agora com seu canal, se tiver a chance de transmitir vai dar muito mais audiência.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo