• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Notícias Eliminatórias Sul-americanas devem mudar formato

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
jogo-entre-brasil-e-argentina-divulgacao-1637186605094_v2_450x450.jpg.webp


A direção da Conmebol pretende começar a discutir em 1º de abril, durante seu Congresso, mudanças no formato das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, que será disputada nos EUA, Canadá e México. O encontro será em Doha, no Qatar, porque no período ocorrerá na cidade o Congresso da Fifa e o sorteio dos grupos da Copa de 2022

Uma alteração no regulamento é fundamental para que os filiados à confederação sul-americana possam, a partir de 2024, disputar a Liga das Nações, como planejam Conmebol e Uefa. Hoje disputada em 18 datas, as dez seleções se enfrentando por pontos corridos em dois turnos, a Eliminatória deve diminuir para um mínimo de oito e máximo de dez rodadas.

Modelos de disputa estão sendo preparados, mas há um favorito: dois grupos de cinco seleções, jogando em dez datas os confrontos de ida e volta dentro das chaves. Como a Conmebol terá a partir da Copa com 48 participantes em 2026 seis vagas e meia no torneio, assim ficariam as regras para classificação:

- os três primeiros de cada grupo estariam na Copa;
- os dois quartos colocados jogariam uma repescagem continental, em um ou dois jogos, para definir o representante sul-americano na repescagem mundial.

O martelo ainda não deve ser batido no Congresso de 2022, já que a classificatória só terá início no segundo semestre de 2023, ou até depois se mudar de formato.

 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
No fim é a repetição do formato das eliminatórias de 94, que era mais curto e não tão arrastado e longo como agora.
 

Turgon

Mugiwara no Ichimi
Com perspectiva de mudança do formato das Eliminatórias para a próxima Copa do Mundo de 2026, que será realizada nos EUA, Canadá e México, a Conmebol e a Fifa debatem com jogadores um novo cenário. Que tem um quê de retrô também.

Em grupo de Whatsapp e também num encontro virtual, capitães das seleções sul-americanas se interaram sobre a ideia de acabar com o sistema de pontos corridos - e 18 jogos - para voltar ao modelo de grupos para definir os classificados do continente sul-americano.

Pelo Brasil, o zagueiro Thiago Silva, um dos capitães de Tite - que também passa a faixa ao goleiro Alisson e mais costumeiramente a Casemiro e Marquinhos -, participou da reunião, realizada no fim do ano passado. Homenageado nessa sexta-feira no Maracanã, o zagueiro disse que não tinha ainda informação sobre o desenrolar das conversas, mas avaliou a possibilidade.

— Não são os 18 jogos, mas as viagens que fazemos. É uma quilometragem muito grande em relação aos europeus que jogam próximos entre si. Isso é um desgaste muito grande. Além do clima, totalmente diferente do que estamos acostumados na Europa. Ontem, eu e os companheiros, passamos um sufoco muito grande. Treinamos em Teresópolis, mais frio que o Rio de Janeiro. Isso pode prejudicar a performance. Se a gente pudesse encontrar, de alguma forma, um equilíbrio nessa viagens, com certeza facilitaria a nossa estadia e as nossas performances. Com certeza é um desgaste, ao meu modo de ver, desnecessário — comentou o jogador do Chelsea.

O grupo de mensagens foi criado durante a possibilidade de boicote à Copa América de 2021 - que terminou sendo realizada no Brasil após recuo das lideranças, que protestavam contra a desorganização da Conmebol - tem a participação de Lionel Messi, capitão da Argentina, Claudio Bravo, o goleiro capitão chileno, Marcelo Moreno, atacante e capitão da Bolívia, entre outros representantes de cada seleção.

— A gente teve uma reunião com a Fifa e parece que vai ter uma alteração no formato das Eliminatórias. Quem sou eu para mudar isso? A ordem vem lá de cima. A Fifa é quem decide, mas eu acho bom, válido, vai ser interessante, porque os jogadores não vão estar se deslocando muito tempo viajando e voltando para as seleções. Muitas vezes você vai (para a Seleção) umas quatro ou cinco vezes, como foi no ano passado. Você quase nem fica no clube. Eles querem reduzir e você ficar um tempo maior na seleção, mas você disputa mais jogos, então seria mais viável, não fica viajando e perdendo esse tempo — contou Marcelo Moreno, capitão boliviano e atual artilheiro das Eliminatórias, em entrevista ao ge.

O formato ainda não está definido, mas teria tempo de disputa bem inferior ao atual, que dura praticamente todo o ciclo entre uma Copa do Mundo e outra - de 2018 a 2022, com 18 rodadas, ida e volta em turnos. De acordo com as informações que os capitães dispõem, seria realizado em máximo de dois anos e possivelmente em sistema de grupos.
A mudança no modelo se assemelharia ao formato antigo das Eliminatórias até a Copa de 1994 dos EUA. Na ocasião, era um grupo com quatro seleções - pois o Chile havia sido suspenso pelo episódio da farsa do goleiro Rojas no Maracanã contra o Brasil nas Eliminatórias da Copa de 1990 - e outro com cinco. Colômbia liderou e se classificou no grupo A. Brasil e Bolívia passaram no grupo B. A Argentina, segunda colocada no grupo A, disputou a repescagem contra a Austrália e foi ao Mundial.
Em blog no "Uol", o jornalista Marcel Rizzo, publicou mais detalhes sobre possível nova fórmula. Como serão 48 seleções, a disputa teria de oito a 10 rodadas, com dois grupos de cinco.

  • Três seleções melhores classificadas de cada chave passaria direto para o Mundial
  • Os dois quartos colocados disputariam eliminatória entre si para depois ir para a repescagem com seleções de outro continente e definir mais uma vaga.
O assunto volta à pauta no congresso da Fifa em Doha, onde dirigentes e treinadores se reúnem no Catar para acompanhar o sorteio e também debater assuntos relativos a futuras disputas e possíveis mudanças, como é o caso dos 26 convocados para esse Mundial de 2022.



Estão reclamando de terem 18 partidas em 4 anos? É isto mesmo? Aí já é demais!

Faz então jogos via home office. Cada um liga seu FIFA no videogame e seleciona um jogador. Pronto, não terá mais deslocamento algum.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Tinha um tópico aberto sobre esse mesmo tema

Se eles fossem mais inteligentes não pediriam redução das eliminatórias e sim a extinção delas, valorizando mais a Copa América dando algumas vagas pra Copa do Mundo e outras na futura Liga das Nações que terá sulamericanos futuramente. Aí seriam duas formas de poder classificar.
 

Turgon

Mugiwara no Ichimi
Só que este formato de pontos corridos com ida e volta é um formato mais justo. Jogando só Copa América para classificar irá dar vantagem para a Seleção que estiver jogando em casa. Não é justo com as Seleções mais fracas.

E são 18 jogos em 4 anos! Estão reclamando demais. Imagina se ficar de 2 em 2 anos. Pelo visto a maioria ali vai querer se aposentar para não jogar. :roll:
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Só que este formato de pontos corridos com ida e volta é um formato mais justo. Jogando só Copa América para classificar irá dar vantagem para a Seleção que estiver jogando em casa. Não é justo com as Seleções mais fracas.
Isso só faria diferença no caso do pré-olímpico onde de 10 classificam apenas 2.

Agora a próxima Copa vai distribuir 6 vagas diretas e mais 1 pela repescagem, o que daria pra classificar 70% dos sulamericanos. Se for mantido o formato atual, as seleções mais fortes com Brasil e Argentina vão se classificar logo nos 5 ou 6 primeiros jogos e ficaria um monte de jogo sem nenhuma motivação.

Eu acho a redução de jogos boa, não por causa da reclamação desses jogadores, mas que possa sobrar mais datas pro Brasil poder jogar com seleções de outros continentes e não passar a maior parte do ciclo de Copa jogando a maior parte de seus jogos apenas contra sulamericanos.
 

Turgon

Mugiwara no Ichimi
Isso só faria diferença no caso do pré-olímpico onde de 10 classificam apenas 2.

Agora a próxima Copa vai distribuir 6 vagas diretas e mais 1 pela repescagem, o que daria pra classificar 70% dos sulamericanos. Se for mantido o formato atual, as seleções mais fortes com Brasil e Argentina vão se classificar logo nos 5 ou 6 primeiros jogos e ficaria um monte de jogo sem nenhuma motivação.

Eu acho a redução de jogos boa, não por causa da reclamação desses jogadores, mas que possa sobrar mais datas pro Brasil poder jogar com seleções de outros continentes e não passar a maior parte do ciclo de Copa jogando a maior parte de seus jogos apenas contra sulamericanos.
Mas vai jogar contra quem? As outras Seleções, principalmente as europeias, vão estar lá jogando as suas próprias eliminatórias. Aí teriam que alterar todas as eliminatórias e não somente a Sul-americana.

Diminuir apenas a quantidade de jogos não é solução para nada. Parece mais com preguiça de jogar 18 jogos em apenas 4 anos por conta de deslocamento.
 

Turgon

Mugiwara no Ichimi
Vai ter a Liga das Nações ampliada partir de 2024 com sulamericanos inclusos. É muito mais interessante enfrentar seleções melhores ranqueadas.
Mas para isto acontecer eles terão que fazer uma reformulação geral das eliminatórias. Aí sim seria uma boa uma alteração nos calendários e número de jogos, mas precisa da colaboração de todas as federações, principalmente da Europa.

E com mais vagas por aqui, ficará bem desinteressante de se assistir.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Isso já vem sendo discutido algum tempo. Não teriam aprovado sulamericanos na Liga se não pensassem em reduzir datas das eliminatórias que é praticamente certo que vai acontecer.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$950,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo