• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Contatos Imediatos de Terceiro Grau (Close Encounters...1977

Sister Jack

Usuário
CONTATOS IMEDIATOS DE TERCEIRO GRAU


B00003CX9G.01.LZZZZZZZ.jpg



Spielberg usou toda a sua criatividade nesse filme. Levou sua imaginação ao limite, e por esse esforço, ele nos deu um grande presente. Contatos Imediatos, lançado no mesmo ano de Star Wars, em 1977, é provavelmente o melhor filme de Steven Spielberg. Quando eu vi o filme pela primeira vez, e pela segunda vez, e pela terceira vez, e assim por diante, ele estourou minha mente. É daquele tipo de filme que te mostra coisas que você nunca conseguiria imaginar, e essas imagens, visuais, músicas, ficam marcados na sua mente.

O único filme que me chocou mais que Contatos foi 2001: Uma Odisséia no Espaço. Os dois tem uma mesma qualidade, os visuais e trilha sonoras marcantes. Os dois são filmes de ficção científica que contém estórias espetaculares, que o deixa de boca aberta e tentando desvendar o mistério principal. Só que a diferença principal entre Contatos Imediatos e 2001 é que o primeiro nos quer deixar assombrados com as imagens e o segundo usa o seu tema profundo.

Contatos Imediatos tem alguns temas escondido na sua pequena trama. Principalmente o de pais e filhos. Roy Neary, interpretado brilhantemente por Richard Dreyfuss, é um pai de família que, após ver um OVNI (Objeto Voador Não Identificado), começa a imaginar imagens de uma pequena montanha. Não só ele, mas como a maioria que viu os Ovnis também estão vendos essa imagem da montanha. Assim, Roy segue o seu destino, sua missão, de encontrar a montanha. Sua mulher leva seus dois filhos embora porque pensa que o marido está ficando completamente louco. E o estranho é que Roy não se importa com a saída da sua mulher. Quando segue na sua viagem para o encontro da montanha, ele parece esquecer da sua família, como se ela não fosse o motivo porque veio para a Terra.

Existe também a estória de Jillian Guiler, uma mulher que também encontrou os Ovnis, e em uma das melhores cenas do filme, umas das mais emocionantes de todos os tempos, tem seu filho abduzido. Ela também começa a imaginar a montanha que Roy imagina, e ela se junta com ele na esperança de encontrar o seu filho, Barry.

Ainda existe outra estória, a de Claude Lacombe, interpretado pelo famoso diretor François Truffaut, um ufólogo que investiga vários acontecimentos estranhos, como uma navio imenso encontrado no meio do deserto, e aviões de 1945 também encontrados no deserto, em perfeito estado. Lacombe é o que organiza o evento que acontecerá na montanha, e quando vê Roy e Jillian em sua busca, sente simpatia com eles, pois sabe que eles estão ali por algum motivo.

E depois vem a principal cena do filme. Uma longa cena de mais de 40 minutos. O evento em que Roy, Jillian e Lacombe tanto esperam, que acontecerá na montanha. Essa cena é a cena mais espetacular da história do cinema, impatada com a viagem no Star Gate em 2001. Eu não vou falar o que eles encontram lá na montanha, mesmo vocês tendo uma idéia do que irá acontecer, é melhor saber o menos possível. Tem um motivo desse filme ter o recorde de números de diretores de fotografia da história do cinema, 11. E o motivo pode ser visto claramente nessa cena. Cada pequena tomada dessa sequência final foi composta de uma forma perfeita, combinando com a música da trilha de John Williams, a melhor trilha original que eu já escutei para um filme. Os efeitos especiais, não importa o que todos falam, sempre serão incríveis na minha opinião. Muito mais real do que o CGI usado nos filmes de hoje em dia. Durante essa cena, tudo o que eu consigo fazer é segurar o fôlego e ficar calado, me sentindo como se estivesse na montanha, bem naquele momento, assistindo aquilo tudo que acontece.

Assisti o filme pela décima vez hoje a tarde, e agora eu tenho certeza de que esse é aquele tipo de filme que não cansa. Pode colocar quando quiser e sempre vai se divertir, nem que seja só para lembrar a música tema marcante do filme, ou para ver os Ovnis voando pelos céus, ou pelos personagens seguindo seus sonhos, em suas buscas para desvendar o mistério dos alienígenas. Então, eu posso sinceramente dizer que esse é o segundo melhor filme que já vi na minha vida. E lembrem-se: "Nós não estamos sozinhos".

NOTA 10
 

TT1

Dilbert
Realmente é um filme MARAVILHOSO !! A cena do navio aparecendo no deserto arrepia ! Eu sei até hoje a fazer os sinais com as mãos ( saca ? tam tam tam tam taaaaaaaaam )
 

Sister Jack

Usuário
The Transcendent One disse:
Realmente é um filme MARAVILHOSO !! A cena do navio aparecendo no deserto arrepia ! Eu sei até hoje a fazer os sinais com as mãos ( saca ? tam tam tam tam taaaaaaaaam )


Eu sei o sinal também. Aquele que o Lacombe faz na "hora H".
 

Tisf

Delivery Boy
Já comentei antes, eu acho esse o melhor filme dele...
Depois do que o Folco falou, só me resta dizer que ele tratou de um tema que pode parecer idiota, mas de uma maneira séria e convincente... em nenhum momento eu pensei: filme de extraterrestre, que bobeira....
 
Eu assisti um dia desses Contatos Imediatos, mas enrolei um pouco pra botar meu comentário aqui. Acho que to ficando esclerosado. =)

Minha opinião não é muito diferente das já comentadas aqui, mas acho que este não é o melhor filme de Spielberg nem aqui nem na Indonésia. O filme é muito interessante e misterioso. [SPOILER........] Não mostra os alienígenas como seres maus que querem destruir a Terra (como muitos filmes costumam fazer), mas você não sabe disso por um bom tempo. Pelo menos até o final. Em falar nisso, o final foi o mais emocionante, simplesmente perfeito!

NOTA 8,0
 

Sister Jack

Usuário
Só 8?????

Ristow, esse filme tem Ets, Spielberg, e Richard Dreyfuss... Só baseado nisso, o filme já merece um 9!!!!
 

Dirhil

Olha, Schroeder...
Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977)

Minha Opinião:
Mesmo após 25 anos o fabuloso "Contato Imediatos do Terceiro Grau" continua sendo um dos melhores filmes que Spielberg já vez. O sonho de todo fanático por OVNI’s é algum dia chegar a ser Roy Neary (Richard Dreyfuss), que misteriosamente é escolhido para ser o primeiro homem a conhecer alienígenas. Os efeitos especiais são esplêndidos (vale lembrar que no final dos anos 70 não era nada feita por computador) e a fotografia é linda. A atuação de Richard Dreyfuss está um pouco exagerada, mas nada que compremeta a maravilhosa história contada por Spielberg. A nave que aparece no final do filme é uma das mais belas já mostrada no cinema e a trilha sonora de John Williams se une de maneira perfeita ao filme. O filme, porém, ganhou apenas 1 Oscar especial da Academia, mas foi indicado a outros 7 Oscars (incluindo melhor diretor).
Nota: 5.0/5.0
 

Sprog Bullit Rockatansky

Burn Baby... burn!!!
Cara... a musica da nave ficou gravada na minha cabeça por longos anos.... qndo ganhei um teclado... não parava de ficar tocando a musiquinha.....hehe
Pior que a musica na epoca me dava medo... principalmente na parte que ela fica grave, e qnao ela fica rapida.....
Qndo os ets então aparecem..... nossa... ei tapava os olhos com as maõs, mas ficava olhando entre os dedos.......hehe
Tipo..... acho que temos de abrir um topico sobre ets.....hehe
Os desse filmes, do AI e do kamino, são bem parecidos (mesmo os do AI sendo robos)
 

Alex deLarge

Usuário
Esse era o filme que devia ter ganhado a enquete de melhor filme sobre ets... mas o povo preferiu Sinais, que não é grande coisa.
Bem, gente assistam esse filme. Ele trata os ets como amistosos, coisa que dificilmente ocorre no cinema mas é bem mais provável que isso seje assim se algum dia alguns extraterrenos vierem á visitar nosso planetinha.
Não sei se é o melhor filme do Spielberg, mas eu não sei se ele foi tão apaixonante em algum outro filme dele!
 

Orion

Jonas
Com certeza é o melhor filme que trata do tema de seres extraterrestres que eu já vi. É maravilhoso, uma verdadeira perfeição cinematográfica.

Criei muitas espectativas pra ver esse filme e elas não foram frustadas, pelo contrário, superadas. Fiquei completamente embasbacado com a cena final que deixa ID4 no chinelo; todo o clima muito sombrio e profundo que o filme nos passa trás consigo uma atmosfera brilhante e muito bem construída. Spielberg fez um excelente trabalho, e realmente, Contatos tem efeitos que são estupendos; a fotografia e a música do filme são inesquecíveis e contagiantes.

O conflito psicológico dos afetados pelos extraterrestres, principalmente o enfrentado por Roy, que transpassa todoa a sua angústia e desejo a partir de sua ligação com os seres extraterrestres é muito bem feito, as cenas em seu ambiente familiar são ótimas, criadas e feitas de maneira insuperável. Vale ressaltar a cena do carro, que também deu muito trabalho pra ser feita, mas que também é espetacular, aliás, o filme todo é espetacular. Uma verdadeira experiência psicológica e cinematográfica.
 

Holbytlan

Usuário
nota 10

EH IMPOSSIVEL VER ESSE FILME E NAUM FICAR COM AQUELAS NOTAS MUSICAIS NA CEBEÇA DURANTE UM BOM TEMPO!
 

Hubie

Usuário
Bom, comprei o DVD duplo faz uns 2 meses, mas só agora que fui assistir.
Ja tinha visto alguns trechos qdo alguem aqui em casa estava assistindo, mas só agora assisti inteiro.
O folco já disse tudo sobre ele.
Contatos e 2001 são os melhores de ficção cientifca ja feitos.
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
^^^^
Uma das coisas mais legais nesse filme é que ele é um precursor. O Spielberg, numa boa fase dele, com um assunto intrigante. A última coisa que vi que tinha essa pegada meio histórica com Ufos foi Taken. Seria muito bom ver outros filmes assim.

Eu lembro que não são apenas os personagens que se comunicam uns com os outros através de inferências visuais e acústicas. O próprio filme começa a usar o mesmo jogo com o espectador.

Um exemplo inesquecível é quando mostram algumas cenas da casa, na vida doméstica da família e quem prestar atenção vai ver uma quantidade muito grande de elementos visuais e objetos espalhados ao redor daquelas pessoas, clamando pela atenção delas, cheios de apelos cores, formas e usos, com uma criançada inquieta, barulhenta e incomodada. Uma bateria de estímulos que tendia a sobrecarregar a vida de todos eles (pessoas que tendam a atrair estímulos de todo o tipo, numa referência a pessoas que por serem de mente aberta sejam favorecidas por aqueles tipos de CEs-1,2,3).

Dá muito prazer ver que algumas outras produções usam esse recurso de linguagem indireto e é sensacional quando aparece, por exemplo, em filmes policiais como Silêncio dos Inocentes que tem as provocações dos elementos ao redor dos personagens diante de quem assiste que no caso aparece também em X-Files (que referencia esse filme com um tema de música muito parecido).

E pelo resultado os produtores fizeram uma pesquisa competente de Ufologia na época, algo que X Files procura fazer mas que se não me engano quando a série Arquivo X começou investigar a fundo em bases militares em busca dos casos reais o governo dos EUA enfiou uma pressão e infelizmente um dos temas mais suculentos da série foi esfriado logo quando começava a dar frutos. Poderia ter sido muito melhor se tivesse continuado a explorar os segredos do governo e da sociedade. Por exemplo, tem um livro que encontrei outro dia sobre experimentos paranormais da época da guerra fria entre Eua e Rússia que tinham tudo para fazer uma temporada só com o assunto governamental. Inclusive o filme acima (Close Encounters) trata também da paranormalidade (o protagonista) que foi abordada pelo Chris Carter mas apenas de leve. Poderia ter sido bem mais pauleira e divertido:

ESP WARS: EAST AND WEST - An Account of the Military Use of Psychic Espionage as Narrated by the Key Russian and American Players

51-l1oG-7QL.jpg

Physicist Edwin C. May has just published an article entitled “Star Gate: The U. S. Government’s Psychic Spying Program” (Journal of Parapsychology, 2014, 78, 5-18). Here is the abstract:

“From 1972 to 1995 various agencies of the U.S. government funded applications of and research into psi to the tune of over 20 million U.S. dollars. Although this sounds like a substantial amount of money to most of us, with regard to military and/or intelligence funding it is almost round-off error! This activity was not inspired by some academic curiosity that one might find at a university; rather, it was driven by necessity during the Cold War. Puthoff and Targ deserve unbounded respect for shepherding the project, especially in its early days. My view of STAR GATE extends from late 1975 through 1995, and I am the “keeper of the keys” of all the research and some of the spying. This means I have all the project records, including such things as raw data from a large number of experiments, final reports to a host of clients, administrativerecords as to who funded the project and for how much money, who was involved, and how and why the government’s in-house activity was established at Ft. Meade. This paper is a personal narrative of my first-hand account of much of that work.”

Por sinal, minha irmã tem esse filme do lado de Mulder e Scully na prateleira.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$125,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo