1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Clássicos com tragédias amorosas, quem se lembra de algum?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Haleth, 3 Fev 2012.

  1. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Este tópico pode conter spoilers, cuidado.

    Ei, povo!

    Fui responder um post noutro fórum, e tive que puxar nas ideias clássicos que contenham histórias de amor truncadas e/ou com finais tristes (resumindo: anti-românticas). Puxa, lembrei de tão pouca coisa! Pior é que, mesmo olhando minha listinha de livros lidos, alguns eu já não lembrava como era o final...hahaha

    Vocês me ajudam a lembrar (e a conhecer) mais alguns?
    Tristemente, só lembrei de:

    - Shakespeare e cia (Romeu e Julieta, Otelo, Macbeth - a história de amor nesse é meio secundária, né? - etc.)
    - Tristão e Isolda
    - Édipo Rei
    - A insustentável leveza do ser (é truncado, de fato, mas o final tanto pode ser feliz quanto triste, depende da sua compaixão pelos personagens, né? rs)
    - Memorial do Convento
    - Pigmaleão (ok, não é assim triste triste mas é bastante anti-romântico)
    - O Jogo do Carona (é conto, ok, mas é o mais didático de todos. E tenso.)

    e pronto, mais nada! Oo

    Quem dá mais?
     
  2. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Os Filhos de Húrin, apesar de não ser ainda um clássico, possui não só uma tragédia romântica...
    E uma delas é bastante triste
     
  3. Gigio

    Gigio Usuário

    Eita, Manu! Difícil é dar exemplos sem criar um super tópico de spoilers... :hahano:

    Pensem bem se não preferem continuar na inocência romântica antes de seguirem em frente:

    Foi Apenas um Sonho, Richard Yates
    A Servidão Humana, Sommerset Maugham (como ele sofre nas mãos da Mildred :mad: )
    O Grande Gatsby, Fitzgerald
    O Vermelho e o Negro, Stendhal
    O Crime do Padre Amaro, Eça de Queiroz

    ... foi o que lembrei.
     
  4. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Acho que a maioria das histórias de amor mais lindas têm final triste, não?

    =(

    Algumas que lembrei:
    (mas concordo com o Gigio, que tem bastante spoiler por aqui)



    - O Doutor Jivago, de Boris Pasternak (Pra chorar.)
    - Grandes Esperanças, de Charles Dickens (Triste e doce, ao mesmo tempo.)
    - Paciente 67, de Dennis Lehane (Tragédia de dar raiva.)
    - A Letra Escarlate, de Nathaniel Hawthorne (Muito, mas muito trágico! :susto: )
    - Dom Casmurro, de Machado de Assis (Achei bem triste, viu? =/ )
    - Trilogia Fronteiras do Universo, de Philip Pullman (Amor juvenil que não termina em "tragédia" propriamente, mas é bem triste.)
    - A Queda da Casa de Usher, de Edgar Allan Poe (Um conto. Trágico!)

    Editando com mais um que acabei de ler:

    - Um Conto de Duas Cidades, de Charles Dickens (Porra, Sidney Carton! :( )
     
  5. Spartaco

    Spartaco James West

    Concordo com o Gigio.
     
  6. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Os Sofrimentos do Jovem Werther -- Goethe
    Ulysses -- James Joyce
    Madame Bovary -- Flaubert
    Anna Kariênina -- Tolstói
    Orlando Furioso -- Ariosto
    Faust (primeira parte) -- Goethe


    Vou ver se me lembro de mais alguns... Vou dar uma pesquisada, de toda forma.
     
  7. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Clara, Grandes Esperanças tem final triste? Ebaaaa! Aumentou-me ainda mais a vontade de ler!
     
  8. Chantili

    Chantili Usuário

    "Manon Lescault", de Abbé Prévost, e "Judas, o obscuro", de Thomas Hardy: toneladas de reviravoltas amorosas. =)
     
  9. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    A maioria das tragédias racinianas possuem um fundo amoroso, como "Fedra" ou a "Tebaida". Mas ontem mesmo eu li uma peça, brazuca, que é linda, linda, linda: "Leonor de Mendonça" do Gonçalves Dias. A forma como o Gonçalves cria o enredo e maneja a tensão das personagens, em especial no terceiro ato... É sublime, é fortíssimo. Não tem como você não se emocionar com o final da peça.
     
  10. G.

    G. Ai, que preguiça!

    O morro dos ventos uivantes, de Emily Brontë é bem trágico também(dá pena do Heathcliff, apesar de ele ser tão mal:mad:)
     

Compartilhar