1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

À mesa com o Chapeleiro Maluco (Alberto Manguel)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Dindii, 17 Jun 2011.

  1. Dindii

    Dindii Usuário

    [align=justify]Entrei em contato com a obra de Lewis Carroll, mais precisamente com Alice no País das Maravilhas, através da versão em animação da Disney, quando criança. Anos depois, ganhei o livro e me tornei mais uma das fãs dessa narrativa tão cheia de divagações, questionamentos e personagens diferentes. A curiosidade me levou a também buscar autores, artistas e músicos que foram inspirados por Carroll, além de outras adaptações para o teatro, games e cinema. Dessa forma, quando me deparei com o livro de Alberto Manguel intitulado À mesa com o Chapeleiro Maluco, o mínimo que eu senti foi uma vontade de reencontro com o País das Maravilhas, dessa vez, seguindo a proposta de Manguel, que era uma análise na forma de ensaios, em que o autor depararia atitudes de personagens de Alice com comportamentos da sociedade atual.
    Sentados à mesa para o chá das cinco, Manguel compara, por exemplo, as atitudes de egoísmo do Chapeleiro Maluco, que insistia em trocar de lugar para se beneficiar, pouco se importando com os outros. A mesma atitude se revela em muitas pessoas da realidade. Além disso, o autor mostra as preferências e mudanças sociais que vêm acontecendo, que consistem, por exemplo, na velocidade de informação ao invés de qualidade, na exaltação da publicidade e no valor mercadológico acima do valor estético e artístico das obras de arte.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Liv

    Liv Visitante

    Egoísmo no Chapeleiro Maluco :think:

    Sempre achei que era "loucura" mesmo :dente: Enfim, adorei a resenha!
     

Compartilhar