• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

A importância do palavrão

Balbo

Usuário
A importância do palavrão

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.

"Pra caralh*", por exemplo. Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que "Pra caralh*"? "Pra caralh*" tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas pra caralh*, o Sol é quente pra caralh*, o universo é antigo pra caralh*, eu gosto de cerveja pra caralh*, entende?

No gênero do "Pra caralh*", mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso "Nem fodendo!". O "Não, não e não!" e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade "Não, absolutamente não!" o substituem. O "Nem fodendo" é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciência.
Solte logo um definitivo "Marquinhos, presta atenção, filho querido, NEM
FODENDO!". O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicínio.

Por sua vez, o "p*rra nenhuma!" atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano
profissional. Como comentar a bravata daquele chefe idiota senão com um "é PhD p*rra nenhuma!", ou "ele redigiu aquele relatório sozinho p*rra nenhuma!". O "p*rra nenhuma", como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha. São dessa mesma gênese os clássicos "aspone", "chepone", "repone" e, mais recentemente, o "prepone" - presidente de p*rra nenhuma.

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um
"Puta-que-pariu!", ou seu correlato "Puta-que-o-pariu!", falados assim,
cadenciadamente, sílaba por sílaba...
Diante de uma notícia irritante qualquer um "puta-que-o-pariu!" dito assim
te coloca outra vez em seu eixo. Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

E o que dizer de nosso famoso "vai tomar no c*!"? E sua maravilhosa e reforçadora derivação "vai tomar no olho do seu c*!". Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: "Chega!
Vai tomar no olho do seu c*!". Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e saia à rua, vento batendona face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

Seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: "Fodeu!". E sua derivação mais
avassaladora ainda: "Fodeu de vez!". Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação? Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? "Fodeu de vez!". Sem contar que o nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"? O "foda-se!" aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas. Me liberta. "Não quer sair comigo? Então foda-se!". "Vai querer decidir essa merda sozinho(a) mesmo? Então foda-se!". O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição Federal.
Liberdade, igualdade, fraternidade e foda-se.

Millôr Fernandes
 
F

Fox

Visitante
Esse tópico que vá tomar no... :P

Ahahaha! Gostei. Pior que eu acabei me vendo até concordando com ele em certos pontos, como a sensação liberadora ao pronunciar um belo dum [CENSURADO]. :wink:
 

yávië

Usuário
ai fantástico....realmente tem hora q não existe expressão mais apropriada q aquele palavrão esperto....solta os cachorros...melhor q acumular dentro de si...
o ruim eh q não necessariamante as pessoas a volta tão afim de compartilhar seu peqn momento de abstração....bem ,elas q vão se f****.....hehe....soh brincando....
não eh algo bonito,mas alguém tem q fazê-lo...
 

Fosco Cachopardo

Ghost of Perdition
Hahahaha mto bom o texto!!!
Não fala nada mais q a verdade! Nada substitui um bom palavrão! Principalmente qdo vc tá 'p' da vida!
 

Strider

Usuário
Ah, o palavrao eh muito importante pro vocabulario. Mas nao é pra ser usado que nem um idiota, soltando toda hora! Eu so uso pra necessario, e sempre me mantendo na linha do mer** e por**, que sao mais leves...

Mas usar um vai se fud** ou vai tomar no c* de vez em quando nao faz mal a ninguem.... put* que pariu ou filho da put* tb! :lol:
 
Por mais moralista e chato que uma pessoa seje ela sempre vai falar um palavrão de vez em quando... ah coisas bem piores que isso, não sei porque as pessoas reclamam tanto.
 
É uma ótima desculpa para certas situações.
Sem falar que é uma analise muito boa sobre um assunto muito esculhamabado pelas pessoas.
Só mais uma coisinha:
Hauhauhauhauahuahuahuahauha!!!
Muito bom!
 

Fosco Cachopardo

Ghost of Perdition
Akinendel disse:
Por mais moralista e chato que uma pessoa seje ela sempre vai falar um palavrão de vez em quando... ah coisas bem piores que isso, não sei porque as pessoas reclamam tanto.

Nem sempre, tinha um amigo q o pior 'palavrão' q ele conseguia falar é "vc não presta".... huahuahuahua
 
Eu vivo sendo censurada na escola e no #terramedia por falar alguns palavroes..
Porra...
Ta no sangue, ta na voz, ta na lingua.. é como se o palavrao fizesse a traduçao da tua frase... é um vicio!
Acalma, relaxa...
Adorei esse texto...
Vai pros favoritos.
E quer saber?
Que se foda...
:P
ps:p*rra é diferente de droga... coloquem asteriscos, mas nao mudem o valor da palavra. Pq eu nao escrevi PN dessas substituiçoes.
 

Omykron

far above
auhuhauha
clarice eh uma das que mais falam palvrões no #terramedia , auhauhauah, mas ela fala pq ela eh, exaltada, como todo mundo lah
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
po....
ultimamente os unicos q venho falando são os clássicos:
"se fod.e ae"
"quer saber? fod.a-se!!"

d resto....só umas exclamaçõezinhas uma vez ou otra....

e axei mto bom o texto aí....
 

Ptah

Usuário
Muito legal o texto! mas eu não falo muito palavrão não. Abrevio tudo, meus amigos até riem... no trabalho eu nunca tinha falado um em 5 anos, ai outro dia soltei algo e todo mundo parou e começou a rir porque pareceu estranho.
 
Ptah Fëanturi disse:
Muito legal o texto! mas eu não falo muito palavrão não. Abrevio tudo, meus amigos até riem... no trabalho eu nunca tinha falado um em 5 anos, ai outro dia soltei algo e todo mundo parou e começou a rir porque pareceu estranho.

hehe... comigo é o contrário se eu não falo palavrão é que as pessoas acham estranho...
 

PleuraMan

Usuário
Eu não gosto de palavrões pq fui criado sem palavrões. Acho q os palavrões são inúteis, mas falo de vez em qd. Não dá pra segurar às vezes, vc acaba falando. Mas não daria vontade de falar se eles não existissem. Creio q o mundo seria melhor sem os palavrões, pq a maioria ofende(e o pior é que o kra fala e nem pensa no q significa na maioria das vezes). E naum falo pq a maioria fala algo relacionado a sexo, q é uma coisa muito íntima pra ser falada numa hora de raiva ou de brincadeira.
Os q eu falo direto é droga! m.e.r.d.a! b.o.s.t.a! O resto é difícil de eu falar.
 
F

Fox

Visitante
PleuraMan disse:
Creio q o mundo seria melhor sem os palavrões, pq a maioria ofende(e o pior é que o kra fala e nem pensa no q significa na maioria das vezes). E naum falo pq a maioria fala algo relacionado a sexo, q é uma coisa muito íntima pra ser falada numa hora de raiva ou de brincadeira.

Discordo. O ser humano usa isso como valvula de escape linguistica, o que é bem melhor do que usar de brutalidade física.

E quantoa ser relacionado a sexo, não é assim não. A palavra f*** pode significar isso, hoje em dia, mas o uso dela como xingamento, dificilmente usado com esse sentido.

Tem que lembrar de perceber a conotação da palavra usada, oras. Nem sempre é aquele significado que você conhece.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo