1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vírus Mortal, mas não para todos...

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Thor_theOld, 14 Abr 2007.

  1. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Pelo que parece, o desenvolvimento de armas biológicas está cada vez mais avançado... :think:


    Seria verdade? :think:
     
    Última edição: 14 Abr 2007
  2. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    Isso não é sensacionalismo. Existem até investigações especializadas em laboratórios farmacêuticos multinacionais sobre a fabricação de novas doenças para que se desenvolva o remédio exclusivo que proporciona a cura.

    Caro amigo, esse problema vai além das pesquisas militares...
     
  3. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    Sério? E como você sabe disso com tanta certeza?
     
  4. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Ele viu no Missão Impossível 2.
     
  5. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    Desculpe, mas não assisti o Missão Impossível II

    Esse filme fala disso?

    Eu mencionei que há Investigações, não há nada comprovado, mas se você puder pegar reportagens da BBC de Londres e consultar jornais japoneses sobre processos de laboratórios uma contra a outra vc poderia ter uma idéia melhor sobre o assunto, que não é brincadeira.

    Aliás o cinema há um bocado de tempo usa essa suspeita de várias organizações de investigação (o Japão pesquisava sobre isso há uns 5 anos atrás, mas não tenho mais informações se continua ou não) como tema de filmes.

    Mas eu afirmo e reafirmo: Tanto a suspeita de militares como de laboratórios de fazer esses procedimentos são suspeitas. Ninguém está afirmando nada. Mas muita gente desconfia deles e eu sou um deles. Gente já sumiu do mapa (inclusive aqui no Brasil) por causa disso.

    O assunto é sério, tanto que tomara que ninguém deles estejam lendo isso
     
  6. Angelique

    Angelique Mau como pica-pau x)

  7. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    Sim. O assunto é sério. E sendo sério devemos tratá-lo com seriedade. A minha pergunta era de onde você tinha tanta convicção. Agora eu não vou poder procurar reportagens, mas assim que possível eu vou dar uma procurada. Mas acho que se possível seria interessante você postar algumas reportagens (ou o link delas) para termos uma idéia melhor do assunto. Assim dá pra discutir de forma séria o assunto sem ficar na base do "achismo".
     
  8. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    Concordo!!!

    é que o assunto me pegou desprevenido...

    assim que eu possuir matérias eu posto...
     
  9. DiegoFerrite

    DiegoFerrite Usuário

    Então, também não tenho matérias em mãos que comprovem nada, mas já vi reportagens sobre a suspeita de empresas farmaceuticas que descobriram a cura pro vírus HIV e não divulgaram ainda por estar tentando uma maneira de fazer patente antes, visto que se elas simplesmente abrissem o produto para o uso de todos, ele seria rapidamente copiado pelas outras empresas e ela não teria lucro nenhum.

    Acho meio absurda a idéia, mas não duvido que isso ocorra não.
     
  10. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    As indústrias farmacêuticas já possuem a cura para várias doenças, inclusive da AIDS. Isso é fato. A questão de patentes, a autorização de distribuição, e o teste de segurança do remédio (para evitar processos de indenização caso dê problemas ao paciente) são questões que retardam em anos o lançamento de um novo remédio ao mercado.

    Mas a pesquisa de manipulação de patologias e curas específicas para tais EXISTE em qualquer laboratório farmacêutico muitinacional. O problema é que nunca dá para afirmar nem provar que eles deixam vazar essas cepas manipuladas geneticamente para o meio ambiente e assim ter a cura para tal "nova" doença
     
  11. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    Repito. Como assim "fato"? Pra mim isso é uma afirmação bastante forte, e nem um pouco justificada.
    Sim, os testes retardam um monte, mas se algum medicamento estivesse realmente avançado nesses testes, provavelmente teriamos notícias na mídia a todo instante.
    E outra vez. Como pode ter tanta certeza de que já existem essas "curas específicas"? E como é que eles fazem pra fazer vazar essas cepas geneticamente modificadas p/ o meio ambiente?


    edit: e lembrei. Estou esperando as tais noticias. Dei uma pesquisada na BBC brasil e as citações a armas bioloógicas que encontrei falavam de um tal de Antraz. E foram as noticias mais recentes que encontrei.
    Quem sabe eu não procurei direito... mas estou no aguardo.
     
    Última edição: 28 Jun 2007
  12. ShidoSan

    ShidoSan Traí o mov. vegetariano véio

    Cara, é fato essas pesquisas, tanto que vacinas são produzidas assim, o vírus é desativado e injetado para estimular o organismo a produzir anticorpos, sem contar que essas pesquisas podem ser muito úteis, e podem nos trazer a cura de várias doenças congênitas talvez. O que não é fato e não se pode afirmar, é que as indústrias deixam os vírus modificados escaparem, deliberadamente, para terem as patentes da cura e lucrar com isso, embora não ache que seja muito difícil...
    Quanto a ter cura para a AIDS, e outras doenças, creio que seja besteira. Se elas tivessem, poderiam estar lucrando e MUITO divulgando e lançando no mercado...
     
  13. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    Cerca três indústrias farmacêuticas poderosas já possuem a cura da AIDS. Isso é fato porque foi noticiado SIM pela TV, Jornal e pelo bulletin medical e drug administration dos EUA. Mas ela ainda está em fase de testes, e como todo mundo sabe, esses teste DEMORAM um bocado, porque nenhuma indústria farmacêutica é idiota para colocar um remédio no mercado sem todos os testes de segurança feitos (que demoram repito) e depois dar efeitos negativos e consequências à saúde dos usuários.

    Colega as indústrias já fizeram isso antes e amargaram prejuízos de bilhões, repito, bilhões de dólares só de processos movidos de clientes lesados por remédios fabricados por tais indústrias. Eu te informo que a justiça sempre dá causa ganha ao paciente lesado por remédio que o prejudicou, e a indenização que envolve lesão à saúde é pesada.

    É claro que as indústrias vão lucrar com a comercialização da cura da AIDS, mas se o negócio causar algum tipo de mal não previsto pelo fabricantes aos usuários, aí ferrou pra empresa, porque o que vai ter de gente comprando esse remédio ou a vacina (que já existe também) não vai ser brincadeira. Imagina se der errado a todas essas pessoas de algum problema que esse remédio cause? Esse prejuízo irá para o Guiness Book como o recorde de todos os tempos. É decretar a morte da empresa.

    Rapaz, pesquisas como essas são difíceis de serem localizadas... você está me pedindo provas de um assunto polêmico que é justamente difícil de provar (que aliás eu nem quero). Já pensou se alguém tiver alguma prova de que essas mega indústrias deixam vazar cepas só para comercializar as curas? Esse cara vai sumir do mapa rapidinho... eu que não quero...
     
  14. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    O que eu realmente estava perguntando é como saber se existem mesmo "curas especificas" ja prontas e como saber se há uma conspiração rolando por aí pra que a gente compre medicamentos. Eu não estou duvidando de que existam pesquisas. E por curisosidade, a que pesquisas exatamente você está se referindo?

    Bem. Sim... testes com medicamentos são demorados e a maioria das empresas os fazem não só com medo de ter de pagar indenizações aos clientes, mas também porque esses testes tem de ser feitos para o medicamento ser legalizado.
    E agora entramos em um debate de conceitos. O que é uma cura pra você? Se está em fase de testes pra mim ainda não é uma cura. Em que fase de testes se encontra o possível medicamento? Já está em testes clinicos? Ou ainda está em modelos animais? Até conseguir passar por todos os testes que são necessários a um medicamento eu acho que não se pode julgar como uma "cura". Eu não assisto muito a TV e não costumo acompanhar muito noticiarios, mas em geral eu costumo ler alguma coisa sobre notícias de ciencia. Por essa razão talvez as noticias que você citou tenham me passado despercebidas. Eu realmente acharia bem legal se você conseguisse me mostrar as noticias que voce citou (tanto as sobre a aids como as da bbc). Eu procurei, mas talvez eu tenha procurado da maneira errada.

    Como você disse, é um assunto sério, mas até agora você fez um monte de afirmações fortes que (até eu ter acesso a suas fontes) me parecem interpretações pessoais e não fatos, como você disse. Eu realmente tenho interesse no assunto. Caso seja possível peço que poste algumas referências das quais você se baseou para afirmar de forma tão categórica os "fatos". E de novo repito, não acho que esse seja um tema que possa ser debatido na base do achismo, e por isso insisto tanto para poder ver as referências.

    Isso me parece uma grande teoria de conspiração. Mas tudo bem, cada um acredita no que quer.
     
  15. Rise from Darkness

    Rise from Darkness NightWalker

    Compreendo. quando mencionei cura, referia-me ao sentido genérico coloquial da palavra, mas se realmente a utilizarmos da maneira conceitual que você se refere, têm razão, não podemos afirmar categoricamente como uma "cura". Os testes foram feitos sim com humanos, não com animais, cerca de 2.700 ou 2.400, não vou saber lhe precisar agora os números, e neles, as porcentagens de "cura" foram satisfatórias. Por isso foi noticiado como cura. Mas ainda está em fase de testes e pode até ser que não seja aprovado em todos os estágios de testes de segurança (muitas drogas que combatiam e curavam alguns tipos de câncer foram reprovados nos estágios finais de testes, causando prejuízos), como aconteceu com uma vacina eficaz contra a AIDS noticiada há vários anos atrás, mas descontinuada por ser maléfica em algum ponto ao organismo. Então, para ser mais preciso, eu vou lhe dizer: Cura entre aspas, OK?

    Quanto às fontes, compreendo a sua postura de "eu quero provas", e de "eu quero ver para crer", "cadê as fontes?". Infelizmente agora vai ser difícil de lhe provar tudo, tanto que no caso dos noticiários que passaram na TV eu não gravei e seria um tanto difícil localizar tais artigos para consulta. Na época, eu costumava ver e depois acompanhar o desfecho através da internet, mas eu sinceramente não vou lembrar as fontes exatas e as datas dos referidos artigos. Quando lhe falei da BBC, eu lembro que foi na TV, sobre suspeitas de contaminações de cepas ao público que foram manipuladas em laboratório, mas na época ninguém se manifestou com uma acusação e as indústrias negaram tudo (óbvio). Quanto ao artigo do japão, foi na internet que eu vi, que foi apresentado também na televisão, na TV Cultura (não lembro o dia), sobre cepas de bactérias manipuladas para se desenvolver novas vacinas.

    Eu lhe garanto que eu não posto aqui na base do achismo, só não sou um especialista no assunto, com todas as fontes, provas e argumentos na mão. E repito, são apenas suspeitas, ninguém está acusando ninguém de nada. Não há nenhuma conspiração.
     
  16. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    Certo. Dois os principais motivos que eu insistia pra você botar as fontes. O primeiro deles era que eu realmente tenho interesse de ler sobre o assunto e queria dar uma olhada em tudo aquilo a que vc fez referencia. O segundo era pra dar uma base pra sua argumentação, principalmente por causa de algumas afirmações fortes.


    Um grande problema que temos em hoje em dia é que quem passa as informações dos avanços científicos atuais para o publico leigo são jornalistas. E muitas vezes passam informações extremamente parciais e sensasionalistas. Principalmente quando se trata de assuntos do momento ou que geram polemica, como AIDS e células-tronco por exemplo. Por isso eu não consigo ficar sem questionar quando pessoas aparecem com afirmações fortes [como falar que algo é um fato cientificamente provado, por exemplo]. Quando você mexe com ciência você começa a perceber que afirmações assim são perigosas, principalmente porque é dificil (eu diria impossivel até) se provar com total e absoluta certeza qualquer coisa. Depende da metodologia, depende de quem analisou os dados, depende de informações prévias, etc. E tudo isso está sujeito a um erro.
    Existem avanços na pesquisa contra o HIV? Sim, a cada dia se descobrem mais ferramentas que poderão ajudar a solucionar o problema. Mas até todos os testes estarem concluidos eu acho que não podemos afirmar nada sobre uma possivel "cura", por mais avançados que os ditos testes estejam.
    Acho que é ruim ter tanto alvoroço por avanços. Você colocar em uma notícia de jornal que a cura da AIDS é possivel gera esperanças para muitas pessoas no mundo inteiro. Imagina você descobrir que a tal cura de repente foi barrada por motivos de segurança. A mídia gera muitas expectativas em torno de diversos assuntos.

    Quanto as cepas de bactérias modificadas para produção de vacinas, eu não estava duvidando de que existam pesquisas a esse respeito. E aliás, existem muitas pesquisas nessa direção, principalmente porque em muitos casos elas são mais viáveis economicamente falando e são bem eficientes. Eu me referia mais a questão das doenças criadas e largadas no meio ambiente.

    E que bom que não há nenhuma conspiração. Mas parecia, por causa da grande preocupação com a possível queima de arquivo.

    E por fim... pra saciar pelo menos o que eu conseguir da minha curiosidade...
    Você lembra quando mais ou menos você viu os noticiarios, artigos etc? talvez sabendo o ano fique mais fácil para eu procurar.
     

Compartilhar