1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Vida íntima de Olórin

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Parisio, 24 Dez 2004.

  1. Parisio

    Parisio Usuário

    Existe alguma informação sobre se Olórin, ao vir para a Terra-média como o avatar Gandalf, deixou uma esposa em Aman? E mesmo que não haja essa informação e nem mesmo indícios vagos, que hipótese lhes apetece mais, um Olórin solteiro ou casado?
     
  2. The Freak of Broken Toys

    The Freak of Broken Toys Hoobit nada bonzinho!

    Olha, nunca vi nem sombra de escritos que possam sugerir algo assim...

    Mas pra mim, a figura de casado não combina em nada com ele...sempre ocupado com os povos, viajante...não parece o tipo de figura que se preocuparia com coisas assim... :|
     
  3. Mith

    Mith This server is too busy!

    Hum, acho que Olórin casado não diz nada com o personagem mesmo. Eles nasceram com uma missão apenas: lutar contra as forças de Sauron. A vida deles se baseava nisso, nada mais. Casar e ter filhos não devia fazer parte da sua natureza.
     
  4. Bagrong

    Bagrong RaG

    É,e Tolkien deu um bom destaque para ele,contou sua vida e tudo mais,teria dito se ele estivesse casado
     
  5. Parisio

    Parisio Usuário

    Por que dizes isso? Os Valar e Maiar costumavam se casar, creio eu.
     
  6. Arnostalion ¥

    Arnostalion ¥ Usuário

    Olórin não nasceu com o objetivo de lutar contra as forças de Sauron, ele foi incumbido dessa responsabilidade por Manwë muito tempo depois quando os Istari foram enviados à Terra Média. Sauron e Olórin se originaram na mesma época, antes da criação do mundo, nessa época Sauron não era ainda servo de Melkor e sim de Aulë.

    Quanto a esposa não acho que Olórin tenha tido alguma esposa, pois os únicos relatos que se tem sobre sua vida em Aman é que ele andava no meio dos eldar mas não em uma forma visível a seus olhos e sempre vagava pelas terras de Lórien.
     
  7. Aldamar

    Aldamar Creating a shining future...

    Olórin, na minha opinião, sempre foi um dos mais reclusos dos Maiar, ele devia ser meio solitário, mas mesmo assim, os casamentos entre os Ainur deviam ser casamentos mais simbólicos, e não o casamento comum, ele era feito por afinidade. Manwë e Varda (O ar "sustenta" as estrelas), Aulë e Yavanna (A terra serve de base para os seres vivos), já existe um tipo de Ainu que seria mais solitário, acho que a esse "grupo" pertenceriam Gandalf e Ulmo. Lembrando que os Ainur não possuíam desejos carnais...
     
  8. Erúnamo Kalring ¥

    Erúnamo Kalring ¥ Templo do Conhecimento

    Não sei não....Melian meio que teve...(ou como Luthien foi gerada?) mas acho que, ja que Tolkien não quis revelar nada a mais sobre Olorin Aman, (ele fala nos contos inacabados), talvez ele amasse alguem............né? :o?:
     
  9. Dagdá

    Dagdá Usuário

    Ele parece ñ ter tido nenhum romance pq nunca comentou c/ ninguém (da comitiva por exemplo)... Mas vai se saber o q se passa nos pensamentos de um mago...

    Os maiar se casavam sim, pois Melian "se casou" de certa forma...
     
  10. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Melian não teve "desejos carnais"... ela apenas realizou a sua missão na terra-média quanto ao destino dos povos livres do mundo. Melian foi a única dentre o seu povo a se "casar" e principalmente a ter filhos, pois tudo isso fazia parte dos planos de Eru.
    Mas eu não creio que, por exemplo, Manwë sinta um tipo de amor por Varda e outro tipo de amor por Ulmo... eu acho que eles sentiam a mesma coisa uns pelos outros e por tudo que existe no mundo. Como disseram acima, existiam afinidades e uniões entre ainur com propósitos específicos, mas a existências deles no mundo era voltada para os eruhíni, e não para os seus próprios prazeres.
     
  11. Cësárin

    Cësárin Usuário

    Eu concordo, acho que os valar que "se casaram" na verdade só estavam juntos por certa afinidade de pensamento e gostos. É possível, por exemplo, que Varda e Manwe se dessem tão bem por terem brotado da mesma parte da mente de Illúvatar. De qualquer forma, eles não viviam como um casal comum, pois não transavam, não trocavam beijinhos, etc.
     
  12. leoff

    leoff They will bend the knee or I will destroy them.

    Uma vez num hröa, os istari estavam sujeitos a todos os prós e contras da carne, desejos inclusos. Afinal, Gandalf não se viciou em tabaco? Mesmo num fána, Gandalf o Branco ainda não sentia sono, de tão acostumado que estava a isso? Os istari podiam ter se desviado de seu propósito e se apaixonado, mas isso não aconteceu. Tolkien teria abordado o assunto.

    Acho que o Silma menciona esse lance de Melian atender o desejo de Eru, mas não dessa maneira. Mesmo que isso estivesse previsto na Música, os ainur ainda tinham livre arbítrio. Melian e Thingol não se apaixonaram por imposição, foi algo natural. Claro que ela tinha desejos carnais e os consumou com muito prazer. :twisted: Elfos talvez não vissem o sexo como os humanos, ou seja, fizessem a toda hora como não tivessem tempo a perder (o que para humanos era verdade), mas ainda assim o faziam.
     
  13. Erúnamo Kalring ¥

    Erúnamo Kalring ¥ Templo do Conhecimento

    Acjo que a coisa era meio que diferente entre os Elfos e os Valar. O amor, entre eles devia ser mais elevado, repleto de "sensações" diferentes - uma foema de prazer filosoficamente definid em livros como Eter - o Eter filosofico, a plenitudo, o momento em que se atinge a consciencia no comos.
     
  14. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Ela tinha o livre-arbítrio claro, todos eles tinham, mesmo assim a vontade de Ilúvatar sempre prevalece no final, e os seus planos são realizados. No mundo de Tolkien, o final é sempre feliz.

    Vc insinua que Melian sentia prazer quando tinha relações com Thingol, assim como os Istari sentiam as necessidades da carne. Faria sentido se isso não fosse um sinal de fraqueza da parte dela. O que torna um ainu corrupto é o seu, digamos, materialismo. Quanto menos um ainu encarnado se torna apegado à matéria e às suas frivolidades melhor ele realiza a sua missão. Melkor, Sauron, Saruman, e provavelmente os outros magos se apegaram demais à matéria e às sensações carnais em diferentes níveis e qualidades. Melian e Gandalf, podemos afirmar, se tornaram o mínimo possível apegados à carne. Os simples prazeres se tornaram os únicos prazeres, como uma boa erva do fumo por exemplo. Mas principalmente do ponto de vista católico de Tolkien, a luxúria muito provavelmente não estava incluída nos desejos de seres elevados como estes.
     
  15. Cësárin

    Cësárin Usuário

    Eu acho que Melian talvez tenha sentido prazer, mas nada tão incrível que a fisesse pensar nisso. Acho que se ela fazia sexo, é porque Thingol sentia vontade.
     
  16. Dagdá

    Dagdá Usuário

    Eu acho q Melian devia gostar tbém da coisa, e ñ só Thingol q tinha vontade... Um exemplo disso é Gandalf, q tbém é uma Maia, e que tinha muitos prazeres pelas coisas da TM...
     
  17. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Lembrem-se que Melian encarnou em um hröa com o consentimento de Ilúvatar. Não considero sinal nenhum de corrupção ou coisa do tipo por parte dela. Ela viu Thingol e ele a viu, e ficaram anos paralizados se olhando de mãos dadas. Melian amava Thingol, e para que o amor entre eles fosse completo nada melhor para ela que encarnar em um corpo de Quendi, não? E foi o que ela fez. E estando em um corpo como o dos demais Filhos, ela sentiria todos os prazeres e dores que eles sentem.
     
  18. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Não concordo. Devemos analisar isso sobre o espectro das crenças de Tolkien como autor. Melian era um grande espírito da bondade, quase perfeito, que assumiu uma missão a mando de Ilúvatar para ajudar os povos do mundo. Assim como Jesus Cristo, um anjo perfeito que assumiu o desafio de ajudar a raça humana. Ambos encarnaram em corpos imperfeitos, entretanto eles não eram em sua natureza imperfeitos ou corruptos. Jesus Cristo era, segundo a definição cristã, perfeito e Melian, de acordo com a lógica tolkiena, não-corrupta. Eles eram puros.
    Da mesma maneira que Jesus não pode ter cometido pecados em sua vida ou cometeu ao menos o mínimo possível de pecados, Melian não deveria ter apego nenhum pela matéria ou deveria ter o mínimo possível de apego. Oras é apenas lógico que um espírito próximo da perfeição se apegue o mínimo possível à carne e aos sentimentos bárbaros. Gandalf não era exatamente um modelo de perfeição, ninguém realmente o é à exceção de Ilúvatar, mas ele mesmo sabia que não estava apto para o cargo desde o início em Aman. E algumas vezes seus gozos terrenos quase interferiram em sua missão na Terra-média, como a sua incapacidade em perceber que era o Um Anel de Sauron que Bilbo utilizava. Mesmo assim eu duvido muito que Gandalf tivesse mais do que esses simples prazeres na Terra-média.
     

Compartilhar