1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tristão da Cunha, a Ilha mais remota do planeta, procura por professores aventureiros

Tópico em 'Planeta Bizarro? Estranhices? Bizonhices?' iniciado por Fúria da cidade, 26 Mai 2016.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Conhece Tristão da Cunha? Se não for expert em geografia ou simplesmente curioso em conhecer os quatro cantos do planeta, provavelmente nunca tenha ouvido falar. Trata-se de uma ilha com apenas 207 km² e com 268 habitantes. Sua localização rendeu o título de ilha mais isolada do mundo, reconhecido pelo Guiness Book. Ela fica mais próxima da África do Sul, mas mesmo assim está a longínquos 2.400 km de distância. Para chegar à ilha são necessários sete dias de viagem de barco, partindo da Cidade do Cabo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tristão da Cunha: procura-se professores

    A ilha, que é parte do território do Reino Unido, abriu recentemente 6 vagas de emprego, sendo duas delas destinadas a professores. Uma é para ser professor do ensino fundamental e outra para professor do ensino médio. O início do trabalho será ainda para este ano ou a partir da primavera do ano que vem. O contrato terá duração de dois anos.

    O salário das vagas foi anunciado como “negociável” e o governo local será o responsável pelas despesas da viagem e do alojamento. Para preencher as vagas, os candidatos precisam possuir inglês fluente e já ter lecionado por pelo menos dois anos no Reino Unidos e, acima de tudo, ser apaixonado por ensinar e ser aberto a aventura, visto que isso vai ajudar o professor a se instalar e se adaptar à vida da remota ilha.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Os professores contratados serão responsáveis por lecionar para cerca de 23 alunos. Para quem preenche os requisitos, esta pode ser a chance de viver uma experiência considerada única na ilha mais remota do planeta, além de ter todas as despesas da viagem e da hospedagem pagas. Se está interessado, basta acessar o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da ilha, que inclusive também é bastante simples.

    Apesar disso, o local possui inúmeras belezas naturais, comprovadas pelas incríveis imagens abaixo, que são de tirar o fôlego de qualquer um.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ----------------------------------------------------------------------------------------------

    Apesar da notícia ser do ano passado, recentemente outros portais de notícias voltaram a divulgar porque houve um pequeno aumento da oferta de empregos e quando vejo uma notícia como essa sempre me lembro do @adrieldantas .

    Até que os salários divulgados
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    são bons e em libras esterlinas. Só não me agrada, não o fato do lugar ser muito remoto e pouco povoado e sim de ter clima frio e nevoento a maior parte do ano (não é a toa que inglês adora colonizar lugar assim :lol:), senão até eu encararia se tivesse vaga na área elétrica.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Parece o esquema de estímulo de trabalho em algumas ilhas japonesas. A pessoa vai para a ilha e vai acumulando o dinheiro do salário no banco até o fim do contrato. Uma vez que não se tem aonde gastar é mais fácil pra economizar. Se eu fosse fazer essa rota arrumaria primeiro vaga para dar aula em uma escola de intercâmbio por uns anos e depois me candidataria.

    Não fosse minhas responsabilidades e promessas de infância eu faria algo assim, acho que me adaptaria.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    É impressionante a ilha ser totalmente dependente do transporte marítimo não tendo nenhuma pista de pouso (nem heliponto), mas eu já tinha visto alguns documentários que falam que o relevo natural dela não ajuda. Só com um investimento elevado fazendo uma pista artificial como já foi feito em vários lugares com dificuldade de implantar um aeroporto.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  4. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Fiquei curioso sobre a ilha, e fucei mais na internet, e é bem interessante. Tem apenas 7 sobrenomes, recebe visitantes umas 3x por ano só, possui internet via satélite, e se morar lá 1 ano dá pra juntar um bom dinheiro, já que não tem nada pra fazer. :think:
     
  5. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Se eu tivesse dado aulas no Reino Unido, iria.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  6. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Pois é. O problema desses lugares é a burocracia para conseguir entrar. Principalmente sendo governo Britânico .

    Mas eu toparia ir tranqüilo. Ela ainda é maior que Noronha, só que tem menos gente.

    Se tiver uma biblioteca eu vou sem pensar duas vezes.

    ...Att...

    2016 Recruitment Update

    The Tristan da Cunha Government have been recruiting for the posts of Education Advisers, Agriculture Adviser and Vehicle Mechanic in 2016 and applications have now closed as recruitment has / is taking place.

    Foi triste Josefina.
     
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Procriar :lol:

    Pra lugares onde as mesmas pessoas de sempre casam e tem filhos com os primos(as), ter um dna diferente vindo de fora é sempre bom.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Outra ilha isolada, mas... mais habitada desta vez no bilíngue Canadá que além de trabalho oferece até terra pra quem se estabelecer por mais de 5 anos.

    Fico só sugestionando ilhas, pra alguém que já tá ficando expert no assunto, né @adrieldantas? :lol:

    Mas essa olhei no Google Maps e pelo menos é mais habitada com ponte para o continente e até uma certa proximidade com a charmosa província francófona do Québec e também da fronteira com os EUA.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Uma empresa localizada em uma ilha do leste do Canadá está oferecendo terra e trabalho a quem estiver disposto a se mudar para lá.

    Trata-se de Cape Breton, na província litorânea de Nova Escócia, no extremo oriente do país, cuja população não chega a 150 mil moradores.

    Diante disso, donos de um estabelecimento rural na aldeia de Whycocomag publicaram um anúncio que gerou interesse em todo o mundo.

    Eles oferecem emprego na loja e a possibilidade de ocupar, sem custo, dois hectares contíguos de terra na ilha. Segundo o contrato, a área passa a ser de propriedade do funcionário após cinco anos de trabalho.

    Oferta
    A medida, considerada desesperada por muitos em Cape Breton, tenta frear o êxodo da população da ilha.

    Segundo a imprensa canadense, mais de 3.100 pessoas do mundo todo se candidataram à vaga.

    No entanto, os interessados têm de cumprir com os requisitos de imigração do governo canadense - a vaga só pode ser preenchida por quem tem permissão legal para viver no país.

    'Felicidade'
    Em uma mensagem compartilhada nas redes sociais, os donos do estabelecimento disseram que era difícil escolher entre tantos bons candidatos.

    A empresa diz já ter contratado uma pessoa e assegura que planeja oferecer duas outras vagas com as mesmas condições.

    Trish Trait, a primeira funcionária, compartilhou sua alegria nas redes sociais. "Estou muito emocionada... Pessoas que conheço de todas as partes do Canadá estão tão felizes quanto eu por essa contratação", afirmou.

    Os contratados terão a vantagem (ou a desvantagem, de acordo com o ponto de vista) de viver em uma comunidade rural isolada, longe do mundo urbano.

    A ilha de Cape Breton tem uma área de pouco mais de 10 mil quilômetros quadrados. A cultura celta está por toda a parte, trazida por escoceses que emigraram para lá principalmente durante o século 19.

    E à medida que a indústria pesada perdeu força na ilha, o turismo se tornou uma nova fonte de receitas para os moradores.

    A população, contudo, caiu mais de 5% desde 2006, uma vez que cada vez mais jovens têm decidido migrar para as cidades grandes - e é por isso que os negócios locais estão tentando buscar formas de atrair mão de obra.

    Da Rússia ao Senegal
    A ilha canadense não é primeira no mundo a oferecer terra gratuita como contrapartida a quem aceita mudar-se para lá.

    Neste ano, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, prometeu um hectare de terra a quem fixasse residência no despovoado leste do país.

    Em 2011, a aldeia espanhola de Cabestany oferecia moradia a quem se mudasse para o vilarejo.

    E em 2010, o Senegal ofereceu terra aos haitianos que migrassem para lá.

    Durante o século 19, países como os Estados Unidos, Brasil e Argentina também receberam milhões de imigrantes com promessas semelhantes, mas que nem sempre foram cumpridas.
     

Compartilhar