1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Top 10: Bordões mais relevantes do universo Marvel

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Turgon, 11 Dez 2011.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    10. Em chamas!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É a frase dita por Tocha Humana, do Quarteto Fantástico, toda vez (ou pelo menos muitas delas) que ele se transforma de Johnny Storm em Tocha Humana ao fazer seu corpo pegar fogo. Se tornou uma marca do personagem ao longo dos anos. A tradução veio da frase original em inglês “Flame on!” que, literalmente, seria um "ligar as chamas", mas a tradução que faz mais sentido é mesmo o "Em chamas!", como uma ignição.


    09. Imperius Rex!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    É uma frase em latim que significa “Rei do Império” a qual Namor, o príncipe submarino entoa em suas batalhas. Na sua forma de usar não é exatamente como se ele gritasse “Sou o rei!”, mas algo mais como “Por Atlântida!”, seu império em si. Interessante que é a única frase não dita em inglês, que combina com o fato de Namor não ser da superfície, portanto sem nacionalidade de língua inglesa, e um dos mais antigos personagens Marvel.


    08. Por asgard!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Semelhante à frase dita por Namor, mas aqui em outro reino que conhecemos de fora da Terra. Asgard, como todos sabem, é a terra natal de Thor e, quando este (ou outros Asgardianos) lutam, gostam de entoar a frase. Ela não é uma frase dita em todas as lutas, até porque, não teria sentido. Muitas vezes, Thor entoa a frase “Por Midgard!”, que é a Terra, quando luta pela proteção do nosso mundo. Fiquei até na dúvida qual frase seria mais característica do personagem, esta ou o “digo-te não” (“Nay”), mas acho que é melhor me ater aos “gritos de guerra” por assim dizer. A tradução é literal de "For Asgard!", porém como é dito em asgardiano eu não sei.


    07. Tá na hora do pau!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É a frase dita por Ben Grimm, o Coisa do Quarteto Fantástico, quando está prestes a entrar em uma luta. Já que seus poderes são basicamente de força e resistência e suas lutas corpo a corpo, vem bem a calhar. A frase se tornou um dos bordões mais conhecidos das HQs, estando, inclusive, em diversos bonecos do personagem que a falam ao apertar algum botão. No inglês a frase original é "it's clobberin ' time!” . Clobber é “bater em algo com força”, o que trouxe à tradução no português. Bem condizente, aliás.


    06. Hulk Esmaga!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Uma das frases mais populares dentro e fora das HQs. Provavelmente até uma pessoa que nunca leu uma HQ do Hulk na vida, já ouviu esta frase em algum lugar. Não teria como combinar mais com o personagem que luta com sua força bruta e frequentemente esmaga literalmente tudo ao redor. A frase quase primitiva, simples, também é a cara do personagem que, em sua forma de Gigante Esmeralda, não tem lá o maior intelecto que existe. A tradução é literal do inglês original “Hulk Smash”.


    05. Nick Fury estava certo...

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ok, esta foge da temática “gritos de guerra”, mas convenhamos, é bem dramática e usada em situações tais como. Nick Fury já foi soldado, já foi espião, já foi herói, mas passou grande parte da vida comandando a extinta S.H.I.E.L.D. – Superintendência Humana de Intervenção, Espionagem, Logística e Dissuasão ou, no original inglês, Strategic Hazard Intervention Espionage Logistics Directorate – que coordenava a maioria dos assuntos de segurança mundial. Não preciso dizer que o cara é foda e sabia muito bem o que estava fazendo. E, claro, nem sempre com os melhores métodos e, por isso, acabava criando discórdias. Contudo, vira e mexe, tinham que concordar e dizer “Nick Fury estava certo” (em inglês, "Nick fury was right"). Muitos já entoaram a frase, porém, mais recentemente, Maria Hill que o substituiu no comando da S.H.I.E.L.D. (e discordava frequentemente dele), ao sobreviver a um ataque Skrull adotando um conselho de Nick - possuir MVAs (modelo de vida artificial) -, disse “Nick Fury estava certo”. Então, não é um grito de guerra por assim dizer, mas merece seu valor nas frases impactantes da Marvel.


    04. A mim, meus X-Men!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Essa é a forma como Charles Xavier se referia a seus queridos alunos. Quase como um pastor que ordena as ovelhas. Ao mesmo tempo que a frase soa como algo paternal, existe um certo “tom” de posse nela. Mas, sem desmembrar sua origem ou ação psicológica, não tem como negar que é uma frase clássica do Professor X (e já dita até por outros líderes, como Scott Summers) em relação a seus pupilos. Não chega a ser um grito de guerra, porém o apelo também é forte, além de ser uma frase que convida a uma união de grupo. Também é uma tradução literal do original em inglês “To me, my X-Men!”.


    03. Eu sou o melhor no que eu faço

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Impossível quem leia HQ Marvel não saber quem é o dono dessa frase. A fala surgiu em histórias que pretendiam rever o conceito do personagem Wolverine com o roteirista Claremont e ajuda de Frank Miller, em 1982, se tornando um bordão do personagem desde então. E não é por ser bordão que não deixa de ser verdade, claro. Além do mais, a fala dá um ar de convicção que cai muito bem ao Logan. É como dizer “sou foda” de uma maneira mais elegante. Os dizeres completos, na verdade, são: “Eu sou o melhor no que eu faço, e o que eu faço não é o melhor” ou, em uma tradução mais literal, “Eu sou o melhor no que eu faço, e o que eu faço não é agradável”. A segunda parte da frase tem mais de uma maneira de aparecer (mas, na maioria das vezes surge como a primeira alternativa) e, por isso, o início dela é que é mesmo a marca do personagem. Ela já foi até satirizada mudando a segunda parte de forma brilhante por Joss Whedon em Surpreendentes X-Men quando, regredindo a uma imagem mental infantil de si, Logan diz “Eu sou o melhor no que faço... e o que faço é bunitinho!”, enquanto brinca com recortes. A fala é traduzida do original: “I'm the best there is at what I do. But what I do best isn't very nice”, que literalmente seria “Eu sou o melhor naquilo que faço, mas o que eu faço de melhor não é tão legal”. Um pouquinho diferente aqui no Brasil, mas modificado para manter mais próximo do sentido correto.


    02. Avante, Vingadores!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Dita pela primeira vez por Capitão América em 1965 na edição número 16 da revista “Avengers”, essa frase mudou o mundo dos heróis Marvel. Surgia o grupo de heróis que combateria o que eles não podiam combater separados: Os Vingadores. A formação do grupo variou bastante durante o tempo, como a maioria de vocês deve saber, e já chegaram a existir mais de um grupo de Vingadores ao mesmo tempo. Mas a frase continua um clássico! Tanto que, atualmente, uma das revistas lançadas recebeu o nome de “Avante, Vingadores!”. E a popularidade da fala aumenta mais ainda em tempos de estreia do filme do grupo em questão. Quem é fã, não vê a hora de ouvir essa frase vinda de uma telona de cinema. Já foi clamado por muitos dos integrantes do grupo, mas acho (e vocês podem me ajudar nessa) que o maior “utilizador” da frase seja o Capitão América. Em uma das últimas edições existe até uma brincadeira com o Homem-Aranha (do grupo Novos Vingadores) sobre ele nunca conseguir ser quem grita o “Avante, Vingadores!” na batalha. Esse é o típico grito de guerra. O original, inglês, é “Avengers assemble!”, que em uma tradução literal seria “Juntem-se, Vingadores”. Porém, convenhamos que seria um grito de guerra um pouco estranho, daí a adaptação para “Avante”, que ainda dá o ar de união, mas com o toque de urgência que possui no original, outra boa adaptação.


    01. Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Se você não vive em uma bolha ou em um mundo recluso, com certeza já ouviu esta frase. Ela é a “lei” que rege o Homem-Aranha desde os primórdios de suas HQs. Depois da morte de seu tio Ben, em que Peter não pôde impedir o assassino, esses dizeres passaram a ecoar nos seus atos pela vida toda desde 1962. Ela é traduzida literalmente do original, em inglês: "With great power, come great responsibility". Embora a maioria ache que a primeira vez que a frase apareceu nas histórias foi em uma fala do tio Ben, a verdade é que ela foi apenas um apelo narrativo em um quadro na página da revista Amazing Fantasy 15 como algo que marcou Parker dali em diante. Posteriormente, a lição de moral foi incluída em diálogos de flashback entre Peter e seu tio.

    Em outra mídias, como nos filmes, ela já foi logo colocada como um diálogo entre os dois desde o início. Inclusive, em histórias alternativas, universos diversos e what ifs, a origem do Homem-Aranha está sempre de uma maneira ou de outra vinculada aos dizeres , tornando-se parte obrigatória na “mitologia” do aracnídeo. Não só dele, já que ela já foi usada em outras histórias do universo Marvel também. Até porque, ela é, de fato, uma verdade constante na vida de qualquer herói. Mesmo que nas entrelinhas, mesmo que não dita abertamente, a ideia em si, sua moral, está presente em praticamente toda HQ de herói existente. Portanto, não poderia deixar de ser a fala mais relevante e o bordão mais conhecido do universo Marvel.

    Fonte: Universo Marvel 616

    -----------------------------------

    Gostaram da lista? Concordam com as colocações?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Como não sou um fã de HQs não conhecia algumas dessas falas, mas a do Homem Aranha é clássica, essa tá na posição certa.
     

Compartilhar