1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Tia Neera][O Começo em uma nova terra] [L]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Tia Neera, 21 Set 2006.

  1. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    Algumas explicações: Essa estória foi criada com intenção de agradar minha filha, que não gosta muito de ler (Se bem que ela ainda não leu).


    Genero: Romance ficção, com dragões, seres alados, etc. Amor, honra, orgulho, resgate, alguma batalha, vingança, algum mistério são alguns ingredientes deste texto:
    Autora: Rita de Cássia Troiano, vulgo Tia Neera.

    Aí, Caranthir. Como prometido, mas demorou só um pouquinho a mais.

    Cap I

    01*09​

    “Que diabos! Em que se metera desta vez!”
    A primeira coisa que viu, ao abrir os olhos é que o céu estava alaranjado. Tudo bem. A tarde deveria estar no fim. Olhou para os lados. Nunca vira essas árvores...O tronco prateado, as folhas de um verde muito escuro e cachos de flores rubras...
    “Vamos recapitular: - pensou ela – estivera correndo atrás de um... objeto de metal! É. Um objeto que cruzara seu caminho. E, muito curiosa, foi atrás, se enfiara num beco, uma luz branca, cegante e... não se lembrava de mais nada. Acordou ali.
    Sentiu um vento frio soprar. Parece que o outono chegava com força. Mas... No começo de setembro? Arrepiou-se. Saíra de casa com uma blusa leve e de minissaia. Olhou para si mesma. Parecia que rolara na lama! Estava suja e...Perdera as sandálias! Que ótimo! E agora? Sentiu a mochila, presa às suas costas, junto com a espada. Bem, ainda estavam no verão, não deveria esfriar muito. Mas achou melhor fazer uma fogueira, ao menos afastaria os animais...Espera um pouco! Não ouvia nada...Será que ficara surda?
    - Oi, meu nome é Ríni e ouço perfeitamente! – Testou. É. Não havia som algum por ali. Nem de animais, pássaros ou insetos noturnos. Ficou com medo. Começou a recolher alguns gravetos, por ali. Depois olhou em volta. Estava em uma clareira, pelo que pode perceber. É, essas árvores nunca vira mesmo. Mas havia uma grande pedra no meio; uma relva muito verde e macia recobria o chão. Aproximou-se da rocha, fez a fogueira ali, já que esfriava rapidamente. Sentando-se bem próximo á pedra, olhou para o céu...e teve um choque! Agora tinha certeza de que algo estava errado! No céu, azul escuro brilhavam duas luas. Duas! Uma maior e outra menor...Olhando com mais atenção, percebeu que as estrelas estavam em lugar errado também! Encolheu-se, pois o vento aumentava a sensação de frio. Estava acostumada a sair de encrencas, em que volta e meia se metia, mas desta vez ficou com medo. Era demais até mesmo para ela!
    Começou a recordar o passado.
    Aos quinze anos perdera a mãe, depois de uma longa doença, ficando só com o avô. Que se fora também, um ano após a mãe.
    Tudo o que recebera de herança fora uma espada, que pertencera ao seu avô. Só que nunca usara a espada; então hoje saíra com a firme intenção de vende-la ou empenha-la, pois o dinheiro que possuía era pouco e daria somente até amanhã! Não conseguira emprego! Estava sozinha no mundo, pois o pai há muito falecera. Ela era um bebê ainda.
    Com as mãos geladas, procurou a corrente que carregava no pescoço, com pingente em forma de coração que a um toque se abriu. Um rosto de homem, muito bonito a olhava, sorridente. Cabelos negros e olhos azuis. Ao lado, uma mulher, com traços orientais, cabelos negros e, estranhamente, olhos verdes! Sabia que trouxera traços de ambos. Só não sabia de onde viera o cabelo castanho claro, com um tom avermelhado. O avô a chamava de “pequeno por do sol”. Os olhos no mesmo tom de verde da mãe, e infelizmente, ela achava, o tamanho também. E era o que mais a aborrecia! Era do tipo mignon, com pouco mais de metro e meio de altura!
    Aconchegou-se ao fogo... Tinha que por mais lenha na fogueira... Estava muito frio...Mas estava tão cansada... Com tanto sono... Daqui a pouco faria isso... Fechou os olhos e lentamente adormeceu.
    Quando a noite avançou para a madrugada, o fogo se extinguiu, lento, o frio aumentou. Ríni não percebeu... estava inconsciente.
     
    Última edição: 21 Set 2006
  2. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

  3. Nessa Lúinwë

    Nessa Lúinwë Usuário

    Re: O começo em uma nova terra

    Gostei Tia Neera.
    A narrativa está escrita de forma que nos faça querer saber o que vêm em seguida, então, não demore:D
    A leitura realmente me prendeu a atenção.
     
  4. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!

    Re: O começo em uma nova terra

    Tá, desculpe!
    Devia ter lido antes...:wall:
    Mas de acordo com as Regras, ficaria assim: [Tia Neera][O Começo em uma nova terra] [L].

    Autor: Rita de Cássia Troiano
    Gênero: Ficção (ver
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    isso aqui não abre)
    Título: O começo em uma nova terra


    E agora, como edito?
     
  5. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

  6. Tia Neera

    Tia Neera Pinguin. Aditivada com café!


    Brigadu...:abraco: :kiss:
     
    Última edição: 22 Set 2006
  7. Edu

    Edu Draper Inc.

    Gostei bastante, Tia! Você deu justificativa para tudo o que é justificável nesse momento, como no caso da espada e tals. E traçou um perfil físico do personagem do qual gostei muito, embora a personalidade dela nós ainda não podemos ver; só sabemos que escapa bem das encrencas!
    Quando comecei a ler, me lembrou Alice no País das Maravilhas, e logo depois, o anime Inu Yasha. Como adoro as duas obras, só posso ter adorado o texto! :grinlove:

    Sugiro que invista no título. Me parece o nome de um capítulo, mas isso é você quem sabe. No mais, adorei a leitura e espero ansioso sua continuação! =]
     

Compartilhar