1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Questão de Tempo ( About Time, 2013)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Erendis, 20 Ago 2014.

  1. Erendis

    Erendis I'm a motherfucking woman

    este tópico vai, inevitavelmente, conter spoilers do filme, então se você não curte isso, nem leia!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.
    pessoal deve saber que eu normalmente não comento nessa área aqui, nem muito menos abro tópico, mas depois de assistir esse filme eu me senti na obrigação...

    Eu gosto de filmes com viagem no tempo, alguns deles eu já assisti uma dezena de vezes, vide De Volta para o Futuro - tá, esse não conta porque é um clássico - ou então o menos famoso Efeito Borboleta e até A Máquina do Tempo; porém quando se trata de romance + viagem no tempo, a coisa quase nunca termina bem, Te Amarei Para Sempre (The Time Traveler's Wife) é prova disso, então quando eu peguei esse filme na mão foi sem muita fé, já que se tratava de romance com viagem no tempo, a capa dele é bonita, mas a sinopse não empolga muito, como não tinha nada melhor na locadora aquelas alturas de um sábado a noite...
    O começo do filme bem parecia um daqueles filmes água com açúcar: o Tim é um guri "bugio", magrelo, não muito bonito, doido pra arrumar uma namorada e falhando miseravelmente nisso. Então, o pai dele chama ele pra conversar e contar um segredo: na família deles, todos os homens tem o dom de viajar no tempo quando quiserem, basta entrar num armário, um lugar escuro ou em último caso um banheiro, fechar as mãos e pensar no momento para onde quer voltar e voilá! Porém, o dom impõe algumas restrições: eles só podem voltar para lugares e momentos bem específicos que já aconteceram (nada de viagem pro futuro e nada de voltar sem saber ao certo pra onde). Daí por diante, o Tim tenta usar seu poder pro propósito mais "adolescente" possível: arrumar uma namorada. Ele passa por algumas situações inusitadas e começa a perceber que, apesar de ele não conseguir causar um "efeito borboleta" ou "alterar o continuo espaço-tempo causando a destruição do universo", ao modificar uma determinada coisa que aconteceu, ele estará fadado a uma reação em cadeia.
    O filme conta com momentos engraçados, momentos de reflexão, uma fotografia linda e uma ótima trilha sonora, incluindo uma música italiana que, aparentemente é uma das favoritas da minha mãe :hihihi: e algumas "podreiras" dos anos 90.
    Apesar de ser um filme que tinha tudo pra ser um mega-master-clichê, ele consegue passar sentimento sem ser chato e ainda tem umas reflexões bem interessantes sobre família, amor e acima de tudo, sobre usar bem o tempo que nos é dado (tá, o Gandalf já tinha feito essa reflexão, mas é sempre bom olhar de outra perspectiva).
    Recomendo! E vou deixar aqui embaixo um gostinho da trilha sonora, que eu gostei muito.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ok, na cena do filme que toca essa música, de repente eu olho pro lado e o_O minha mãe altos empolgada cantando porém, me chamem de cafona, me chamem de brega, eu adorei a música e a cena ficou perfeita com ela...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    eu provavelmente não consegui me expressar tão bem, mas vou deixar aqui um comentário sobre o filme que disse tudo que eu queria dizer e não consegui:

     
    Última edição: 20 Ago 2014
  2. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Vi este filme ano passado no Festival do Rio. É muito lindinho :amor:
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar