1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Para que somos? Sabem responder?

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Sauron, 16 Dez 2008.

  1. Sauron

    Sauron Dark Lord

    Sabe, observando a situação atual do nosso planeta me pergunto o quão longe a raça humana vai chegar com seu consumismo e se realmente temos noção do nosso real dever para com a natureza. Mas o que isso tem a ver com as obras do professor? Na verdade é apenas uma abordagem que decidi compartilhar com vocês, pois acho interessante. O ser humano a tempos dominou o planeta e hoje é, sem dúvidas, o maior responsável pelo mesmo.

    Hoje em dia presenciamos o avanço tecnológico acelerado e um padrão de vida comum e almejado pela maioria dos seres humanos, o que na verdade é, se analisarmos bem, o que nos afasta cada vez mais da natureza do mundo em si, pois apesar de ficarmos rodeados de material que veio da natureza, o que temos é matéria moldada para nosso bem estar. Claro que esses avanços da tecnologia favorecem também a preservação e criam meios de amenizar a exploração acelerada do planeta, mas me pergunto se não existe um limite que nosso planeta suporte.

    No mundo moderno um simples copo de leite que seria ordenhado de uma vaca, necessita de tratamento, máquinas para tal, energia para as máquinas, matéria prima para a embalagem, transporte para os lotes o que gasta combustível, também são necessários funcionários e através do trabalho há o desgaste físico, o que faz com que tenham que consumir mais, claro que qualquer tipo de trabalho traz desgaste, mas é apenas um exemplo grosso para mostrar o que quero dizer, enfim, evoluímos assim, não sei se poderia ter sido diferente, mas penso que se estivéssemos integrados à natureza, todo esse consumo seria menor. Só não venham me dizer que estou sugerindo que todos tenham uma vaca na cozinha.

    Agora iniciando o raciocínio relacionado a obra, sabemos que Eru propôs um tema e os Valar ficaram encarregados de desenvolvê-lo com a ajuda dos Maiar, através do vislumbre que tiveram do desejo do todo poderoso. Em Arda os Valar são a autoridade máxima, já na nossa sociedade, de forma comparativa, digamos que os Valar sejam os grandes líderes mundiais, visto sua grande capacidade de "mobilização" e autoridade que exercem, seguidos pelos seus assessores e grandes cargos da sociedade, o que poderiam ser os Maiar. Nosso “tema” é utilizar o planeta e tudo que ele oferece como meio de sobrevivermos, mas também tê-lo como prioridade. Será que nossos Valar e Maiar cuidam para que preservemos nossos laços com o planeta?

    Temos abundância de vida no nosso planeta e de longe, somos os mais evoluídos, com grande capacidade de criação e raciocínio para solucionar problemas, como dominantes da Terra, fica óbvio que animais, plantas e o próprio planeta dependem da nossa ajuda e vice-versa. Me pergunto se nós, que temos objetivos claros, não deveríamos mudar nosso pensamento, e apoiados por essas forças, moldar uma reintegração à natureza gradativa para poupar nosso futuro, porquê agora o planeta de um modo geral sofre, porém mais tarde seremos nós, a natureza sempre dá um jeito e uma catástrofe é possível, ou vocês acham que não? É bom abrir os olhos.

    Resumindo, no meu pensamento acho que devíamos usar nossa estatura maior perante às outras existências de vida do planeta para cuidar do mesmo e nos reaproximar da natureza sem prejudica-lo por coisas fúteis. Sei que falar é fácil, todos nós usufruímos de tudo que o mundo moderno oferece, não por mal, mas é uma questão de cultura evolucional que deveríamos mudar aos poucos.

    E aí pessoal o que acham?
     
  2. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Acho que o livre-arbítrio diz tudo.
    Estamos fazendo o que foi nos dados.
    Fazendo aquilo que nos dá na telha.
     
  3. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    E quem disse que a Humanidade teve algum salto evolutivo no últimos dez mil anos? Fora a escrita, em termos comportamentais continuamos tão símios quanto nossos amigos chimpanzés. Só um pouco mais "cultos", com melhores roupas e mais perfumados.

    Não houve nenhum avanço em termos de progresso social. Apesar de nossa civilização ocidental jurar de pés juntos, estamos cadas vez mais isolados em nossos pequenos mundos e ligados somente por um fio. Enquanto nada afetar nosso estilo de vida, pouco valor ou importância daremos para o que fazemos ou deixamos de fazer para com o planeta.
     
  4. O grande problema é q nos tornamos egoístas todo esse tempo, e deixamos de pensar no mundo, alguns já perceberam, mas a maioria ñ, o negócio agora é cada um fazer a sua parte e tentar concientizar o máximo de pessoas possíveis. Ñ esxiste outro modo, estamos cegos de tanto buscar conhecimento para tudo, e acabamos prejudicando a nós mesmos para consegui-lo.
     
  5. servo de Eru

    servo de Eru Chuck Norris passa vergonha

    o negócio é não pensar em tais problemas e se divertir
    isso tudo de que somos,aonde vamos,isso não passa de baboseira filosófica
    cada um deve acreditar no que acha correto e seguir tal linha
    para saber se existe um verdade universal é preciso saber o que é mentira
    e até hoje não conheci ninguém que saiba qual é a mentira universal
     
  6. Alcarcáno

    Alcarcáno Usuário

    Pergunta legal.

    As canetas são para alguma coisa.
    As cadeitras são para alguma coisa.
    Uma esfiha é para alguma coisa.
    Um trem é para alguma coisa.

    Nós somos ente-si.
     
  7. Asca

    Asca Usuário

    Disperçar as idéias de união, cuidar do mundo e essas paradas já eram. Não tem mais como fazer isso. Nosso estilo de vida está ligado a um sistema que já possui vida própria e os que fazem oposição ao sistema simplesmente perecem. É simples, é só esperar e ver o fim tranqüilo.
    Aí entra o livre arbítrio, se a consciência pesa, faça algo que o deixe melhor.
     
  8. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Eu tenho certeza que serei aloprado mas:

    A humanidade está destruindo o planeta, mas pra quê? O que o homem busca, hoje em dia? Normalmente sucesso financeiro, estabilidade, status, etc....não existem mais, no mundo moderno, espaço para coisas como "bem maior", etc.... E isso, na MINHA OPINIÃO, acontece desde quando saímos do Teocentrismo, e "evoluímos (se é que pode chamar isso de evolução) para o Antropocentrismo. A ciência e os ateus sempre quiserm "tirar Deus (igreja' do comando, da sociedade, pois diziam que a religião deixava o homem cego, era incoerente e blá blá blá. Desde quando o "homem tomou o controle do mundo", e deixou Deus de lado, a população cresceu, criamos máquinas de vapor, sistemas políticos mais "Justos", e nossa economia, saúde, bem estar e tudo mais deu um salto fenomenal.

    Mas, 500 anos (mais ou menos) depois, onde já podemos voar de SP até Toquio em poucas horas, conversamos com pessoas dos 4 cantos do Globo, e tudo o mais que temos as nossas mãos, estamos cada vez mais vazios. Hoje, apenas vivemos. Ninguém sabe bem pra que viemos, pra que fomos criados nem nada disso. Realmente, nos falta um "tema" na grande música, uma razão, perdida a um bom tempo, para que nossa existência tenha realmente, um sentido maior do que crescer, desenvolver, procriar, envelhecer e morrer.

    :roll:
     
  9. Roger

    Roger HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!

    Bem Neithan, concordo com quase tudo o que vc disse, só que num ponto acho que vc e o mundo todo tem cometido um erro fundamental.
    A humanidade não esta destruindo o planeta! que arrogancia é essa! quem somos nos, reles humanos pra destruir um planeta???
    O problema é esse, o planeta nao corre perigo, quem corre perigo são os seres vivos que aqui habitam!!!
    se detonarmos uma guerra nuclear, que é isso pro planeta? A vida acaba, depois de uns milhoes de anos estara de volta! O planeta ja viu especies e seres demais acabarem e nada. Ja viu eras de gelo, ou de vulcões, meteoritos! Tudo isso e nao se abalou! Agora a vida que existia acabou. e começou de novo, em outras formas, tudo bem, mas começou!
    É com isso que o ser humano tem que se preocupar, com nossa existencia, e nao com o planeta!
     
  10. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Siim, mas quando digo "planeta", é porque é mais fácil do que dizer "todos os seres vivos"... hehe
     
  11. :roll:Concordo com Neithan quando ele diz que tudo começou quando saímos do teocentrismo e passamos para o Antropocentrismo.Mas discordo quando ele diz que nos falta um "tema", algo mais além de nascer, crescer,reproduzir e morrer.Nós somos o que nós queremos ser.Nós temos o livre arbítrio justamente pra isso, pra não ficarmos como robôs, seguindo sempre as mesmas instruções.
    Mas, falando da situação do nosso planeta,achei interessante a citação do criador do tópico quando ele dá o exemplo do leite que hoje tem que passar por todo um processo e tal.Mas eu penso que muitas doas coisas que nós temos hoje nos são necessárias, mas a nossa ganância, a nossa sede de dominação perante a sociedade e a natureza e o nosso imediatismo, tem feito com que o mundo se torne um verdadeiro caos.Eu ainda acredito numa melhora,mas isso é uma mudança individual.

    "Anar caluva tielyanna"
    Nolyë de Ulca
    Nossë:Alassenóre:
     
  12. Lawliet_

    Lawliet_ Oni Giri

    "Provavelmente não existe sentido algum para a vida...", é nisso que a ciência leva a acreditar, por isso seria apenas questão de sobrevivencia e coisas como egoismo e individualismo não contariam para nada, não passariamos de animais muito inteligentes. Logo consumir e destruir seria realmente o melhor para os que estão vivos, apenas aproveitar o maximo da vida e esperar pela morte. Porém há o "problema" da crença, será que realmente algo tão diferente quanto o homem poderia ter "nascido" como os outros animais, por uma simples coincidencia genética? Será que não houve uma interferencia mesmo que indireta para a nossa criação? Por quê o unico ser que tem uma consciencia definida, que tem algo como a imaginação, e a capacidade de raciocinio (elevado) somos nós.
    Mesmo que por muitas vezes não usemos nada disso e que nos "perdemos" do caminho, uma das unicas soluções para todos tomarem consciencia e sairem de seus mundinhos fechados seria algo que afetasse a vida de todos de modo pleno e devastador, uma catastrofe mundial. Sem isso o homem continuará a crescer (por meio de poucos), e a decrescer (por meio de quase todos).
    Na questão dos "nossos" Valar e Maiar, a questão acho que é simples, eles só chegaram la por que souberam aproveitar as opotunidades e "dominar o mundo". Eles é claro só se importam com si mesmos e nunca sequer erguerão a mão para nada que não for afeta-los. E uma das outras soluções que pode-se ter, seria “virar” um deles e ai sim mudar por si mesmo as coisas.
    Quanto a questão do Teocentrismo e Antropocentrismo. Eu realmente penso que os homens perderam um objetivo unico quando ultrapassaram essa barreira e que apesar de evoluírem eles não saibam para quê. Mas como disse a lady_Arwen Undomiel nós temos o livre-arbitrio exatamente para isso, decidirmos o proprio caminho, mesmo que esse pareça totalmente obscuro (como a verdade universal). Devemos seguir o que quisermos e fazer com que nossas curtas vidas valham alguma coisa.
     
  13. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Só acrescentando, a Ciência não é um credo ou Governo para orientar ou servir de baliza para o comportamento humano. Não é uma Doutrina Dogmática. Apontar os avanços tecnológicos e medicinais como a causa da degradação dos laços sociais é atirar na direção errada.

    Infelizmente, os padrões sociais não mudam na mesma velocidade de uma máquina ou chip. Anos, ou talvez séculos são necessários para que novos conceitos de convívio em sociedade se estabeleçam. E o único erro de nossa atual humanidade está em espelhar-se em robôs. O que não deixa de ser uma grande ironia, já que os escritores de sci-fi de décadas atrás temiam que os robôs imitassem nosso estilo de vida e tomassem nosso lugar... agora é o contrário: juventude, beleza, perfeição, pontualidade, sem doenças ou mazelas e sempre felizes e bem dispostos.
     
  14. Pam EQA

    Pam EQA Usuário

    Viver, para mim, é algo confuso. Todos os dias tenho muito o que agradecer e muito com que me alegrar, porém o fato de estar em meio ao caos não me passa despercebido. Porque essa é a minha opinião. A sociedade é um caos.

    Já morei em muitos lugares nesta curta existência. Vi muitos rostos, desvendei alguns corações, me decepcionei e também me alegrei. Tive a alegria de aprender muito com todo o tipo de gente ou situação e tive alegrias ainda maiores quando podia ajudar. Assim ainda é. Minha vida parece ter sentido quando me proponho a aprender ou a ajudar ou simplesmente sentir as coisas mais simples.

    Nascer, crescer, procriar, envelhecer e morrer. Isso é o resumo de tudo e não apresenta nada de complicado. E de fato, não é complicado viver, ou ao menos não deveria. Por que queremos encontrar um sentido grandioso para a nossa existência? É tudo tão simples.

    A música...sim, talvez exista uma música, uma melodia que ainda una a essência de cada um de nós. Ela é feita de simplicidade, caridade e amor. Felizes são os que ainda conseguem ouví-la em meio a toda esta desordem.

    Não acredito que a Terra seja um lugar de felicidades. É tudo contraditório demais para isso...Talvez estejamos aqui apenas para tentar nos melhorar, o que já seria uma grande coisa. Se cada um que viesse a este planeta conseguisse isso com certeza haveria mudanças. E por que não ser otimista? Talvez as mudanças já estejam acontecendo.

    Nosso papel nelas? Bem, deve ser um trabalho de formigas, cada uma fazendo um pouco e as coisas vão acontecendo. Nem sempre temos a consciência de estarmos fazendo a nossa parte, mas acabamos por fazer, em outras, com a melhor das intenções buscamos a solução para o mundo e nada conseguimos...É tudo engraçado mesmo...O nosso poder em fazer as escolhas, as consequências que se desencadeiam a partir delas...

    Para que quebrar a cabeça se tudo acabará tão rápido? Enquanto isso...tentarei melhorar...
     
  15. Sauron

    Sauron Dark Lord

    É verdade, o fato de não existir uma verdade universal, algo que deva ser seguido ao pé da letra é uma faca de dois gumes, por um lado não há imposição de um sistema para a vida e por outro, muitas coisas que não deveriam ser feitas, são. Mas será que o ser humano tem essa capacidade de ponderação absoluta?

    Até tem como fazer, mas não seria alguma coisa imediata. É bem verdade que o sistema tem vida própria, e na boa, quem estaria disposto a largar a comodidade de seu conto de fadas para um bem maior?

    O ponto é esse, o ser humano só vai começar a usar sua capacidade de ponderar quando, como a galera já disse, algo muito ruim acontecer, é nesse momento que todo mundo vai ficar louco e sentir o peso das coisas "erradas" que foram feitas até agora, todos vão sentir falta de alguém que os pegue pelas mãos e mostre o caminho correto, mas isso não existe, ou não se revelou até agora. :hihihi:
     
  16. Elmarien

    Elmarien Mighty Mane Thorin

    Bom, em minha opinião, estamos vivos para fazermos do mundo um lugar melhor para aqueles que amamos, não para servir a uma entidade superior (de cuja existência veementemente duvido, sem querer ofender).

    O planeta Terra é só mais um, na imensidão do Universo, mas, exatamente por isso, ele é tão especial. É como uma coleção de brinquedos ou livros: cada um tem seus encantos, mas apenas um ganha o posto de "meu favorito". E, apesar de estragarmos esse livro ou brinquedo por usá-lo demais, não quer dizer que nós o amamos menos. Falta de afeto seria largar esse objeto quando mais precisa de reparo, ou não tomar providência alguma.

    (É, a metáfora foi boa.)

    E cada um de nós tem uma música própria. Quando pensamos e refletimos, podemos ouvir a música que toca no fundo de nossos pensamentos, e ver a luz que gerou suas idéias. Não quero dizer com "luz" inspiração divina, mas sim a natureza maravilhosa dos seres humanos.

    (Sim, eu sei que há pessoas de péssima natureza no mundo, mas vocês me entenderam, não?)

    Enfim, é isso :yep:
     
  17. Daewen

    Daewen Elener

    Me irrita essa mania das pessoas acharem que o homem tá ligando pro planeta. Ninguém ta nem ai pra nada mesmo. Nunca esteve. Ou vcs acham que o povo quer chegar a Marte ou mesmo a Lua pra estabelecer uma sociedade justa e igualitária? Td balela. O homem é um predador e um destruidor em sua natureza. Ele não consegue conviver harmoniosamente nem entre si, que dirá com o planeta e os outros animais. Enquando ele não dominar, não possuir, ele não descansa.
    A diferença agora é que as coisas se voltam contra ele. E faz muito tempo que isso tem acontecido. Na Europa Medieval, a população cresceu mais que a produção agrícola poderia suportar. Resultado: Peste Negra, mais da metade da população dizimada. Depois vieram outras catastrófes. Gripe Espanhola, Aids, Ebola, Gripe Asiática, Tsunami, e agora a onda de enchentes e tempestades que até por aqui ta chegando.
    Mas a ótica da sociedade não muda. A gente não muda. Ninguém quer deixar de ter seu carro do ano, ou sua casa de praia, ou perder seu emprego na fábrica por que está tem que fechar ou diminuir a produção para não acabar com o planeta.
    A lógica do capital é essa. Mais mais e mais sempre. Mais lucro, mais desigualdade, mais poluição. Até aquelas pessoas que sempre estão por ai vestindo camisas e empunhando bandeiras pela natureza, nenhuma abre mão de seu conforto real diário, para se preocupar com o futuro do planeta.
    Eu sinceramente posso até ser taxada de pessimista, mas não consigo ver nenhuma melhoria no quadro social ou ecológico nos próximos 100 anos.
    Não há um real interesse de ninguém de fazer isso. O sistema se baseia na desigualdade e na exploração. Alguém sempre vai ter mais que o outro. Porque se todo mundo tiver igual, a coisa desanda. Então eles vão assegurar para que sempre haja os pobres, os menos favorecidos e os miseráveis.
    Aí alguém idealista demais diz: VAMOS MUDAR O SISTEMA. :lol: :lol:
    Mais uma piada. Ninguém quer mudar o sistema, porque ninguém se contenta em ter a mesma coisa que todo mundo. A gente pode até falar que sim, mas na verdade, no íntimo, somos competidores e invejosos natos. Isso nos alimenta. Nos impulsa a crescer. A mostrar aos outros que vivemos melhor e temos mais que eles.
    Além do que sempre que houver um Estado, haverá uma casta privilegiada e mais desigualdades. Ou alguém ainda acha que o protótipo de socialismo que existiu foi igualitário? E como o homem não consegue viver em harmonia nem quando é governado, sem governo, mergulhado na anarquia, é que a coisa não ia pra frente mesmo.
    Não sei para que nós somos, mas sei que somos seres desarmoniosos natos. Talvez e aqui eu coloco um graaaande talvez, uma ameaça externa ao planeta unisse os homens. Unisse, e não so fizesse iguais. Mas como isso ainda não aconteceu...vamos continuar na mesma por muito tempo.
     
  18. Belladona Tûk

    Belladona Tûk Do what thou wilt shall be the whole of the law

    Eu adoro discutir sobre esse tema: Consumismo e Tecnologia. Segue abaixo um trabalho que fiz uma vez para quem quiser ler.

    O Consumismo e a Tecnologia
    18 de julho de 2008

    Nós somos bombardeados por anúncios constantes a comprar, comprar e comprar. Diariamente somos expostos a milhares de produtos de todos os tipos e variedades, que sobrecarregam os nossos sentidos, causam ansiedade e desfalcam a nossa carteira.
    Diariamente dessa profusão de ofertas, não escutamos a nossa voz interior e nos sentimos oprimidos pelas mensagens insanas da nossa cultura consumista. As nossas crenças, princípios de moral e sistemas de valores são suprimidos pelas mensagens em descompasso com o nosso verdadeiro eu. Somos instigados e estimulados a comprar mais do que precisamos, queremos ou podemos pagar. Assumimos mais tarefas, mais compromissos, mais atividades do que somos capazes de comprimir. Estudos recentes mostram que a cultura consumista é responsável pela maior incidência de depressão, ansiedade, infelicidade e até suicídios em culturas ocidentais como a nossa. Em resumo, o consumismo é um verdadeiro fardo na nossa vida e o seu impacto é extremamente negativo.
    Jennifer Cobb

    Acho que não é necessariamente um único motivo que causa tudo isso, existem vários.
    O que quero destacar são os produtos de alta tecnologia, como carros esportivos de ultima geração, computadores que fazem tudo, celulares super modernos, eletro domésticos que a pessoa apenas o programa e ele já faz tudo, aviões e etc.
    Todos os dias eu ouço que um novo modelo aerodinâmico que suporta até o dobro dos passageiros do modelo anterior, muito maior, espaçoso e confortável foi inaugurado. Todos os dias ouço os mesmos comentários sobre carros, como: muito mais rápido, seguro, confortável, elegante e etc. E sobre celulares, computadores...
    O que isso trás de mal para o meio ambiente? Mais poluição, mais pneus jogados nas ruas, mais dinheiro sendo gasto com besteiras, na minha opinião, mais lagos e rios contaminados com produtos tóxicos, mais entulhos jogado nos ferros velhos e etc.
    Sim, porque não temos a menor necessidade de mudar de carro a cada ano, de reformar nossa casa, renovar o guarda roupa... Podemos muito bem viver com o suficiente, mas vá dizer isso aos magnatas do petróleo!
    É claro, não podemos negar, que a tecnologia sem via das duvidas nos trás segurança, mas tê-la é que mos trás perigo, porque o que os bandidos querem é o seu dinheiro e invadem sua casa para roubar isso e suas maquinas super potentes e caras. Isso, é claro, é causado pela desigualdade social que impõem aos pobres uma única saída: roubar. Mas também há aqueles que não precisam e roubam, pelo menos na minha opinião eles não precisam não, não sei na sua.
    Acho que o que está mais em risco é a saúde mental das pessoas. Quando saiu ás ruas vejo pessoas com roupas de ultima moda e até me sinto instigada a comprar, mas penso: o dinheiro que tenho não é para ser gasto com “besteiras”, mas é claro que se eu tivesse dinheiro suficiente compraria. Mas fico pensando naqueles que não se controlam e enlouquecem, se enchem de dividas e tiram a comida de casa para comprar bolsas, sapatos e etc. O grande problema é O SER HUMANO que quer sempre mais, nunca se contenta com o que tem. Se tivéssemos parado de produzir maquinas novas há 20 anos estaríamos vivendo muito melhor do que vivemos hoje. Sem falar que a tecnologia “impede” que o homem realize exercícios físicos, pois as maquinas nos da tudo nas mãos hoje em dia.
    Acho eu, que a saída é as pessoas e empresas se conscientizarem de que NÃO precisamos de mais nada neste aspecto e o consumismo responsável seria sem via das dúvidas a única saída já que a chance de as empresas pararem de fabricar é quase nula. Sem falar, mais uma vez, que parece que as grandes potencias estão mais preocupadas em explorar Marte a que preservar a Terra e se importam mais com as estrelas do que com os nossos lagos, nossas crianças, nosso futuro enfim. Que olhemos mais para o mundo no qual vivemos e tomemos conta de que precisamos parar de competir para ver quem chega na frente, quem é o méis rico e poderoso, precisamos competir com a fome e a miséria e pensar no que está por vir, porque o nada vejo além se não fizermos nada agora.
    Graziele


    Seu texto todo foi muito bom, mas gostaria de comentar sobre este parágrafo em especial. Eu acho que a melhor solução para "todos" os nossos problemas é a redução da natalidade, a superpopulação do mundo hoje é que faz com que presizemos de tantos recursos. Com mais pessoas o mundo gasta mais energia, mais tudo! E se isso de repente parasse, se os governos estabelecessem um determinado numero de filhos para cada casal nós estaríamos seguindo pelo caminho certo, na minha opinião. Essa é a causa da superprodução de fabricas e coisas do tipo, para satisfazer a grande demanda. Seria uma ótima idéia termos uma vaca no quintal, mas muitos não podem, pois moram nas grandes cidades e em predios e mesmo aqueles que moram no interior, as vezes nao tem/ não querem ter - o que é totalmente compreensível -... 8-O
    Deveríamos seguir o exemplo da China, mas não esperar chegar á um determinado ponto em que não seja mais possível respirar nas ruas...
    E também uma grande causa dos problemas é o que eu já citei no meu trabalho, ganância. Por que temos que inovar sempre? Remobiliar a casa (os magnatas) toda quinzena? Comprar um novo carro á cada lançamento? Eu não sei REALMENTE não consigo entender este fato, de que o homem quer sempre mais e melhor, e daqui a pouco não haverá espaço para nós, pois o lixo tomará conta de tudo!

    Agora, quanto á pergunta do tópico eu realmente não faço a mínima idéia, fiquei um bom tempo quebrando a cabeça e me ocorreu!
     
    Última edição: 21 Jan 2009

Compartilhar