1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Novo avião desenvolvido pela Nasa e Boeing poderá ter asas mais leves e ultrafinas

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Fúria da cidade, 9 Jan 2019.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A Boeing divulgou seu novo conceito para um avião comercial ultra eficiente de nova geração. O modelo terá asas extremamente finas com envergadura de 51,81 metros e apoiada por treliças.

    O conceito é baseado no estudo Transonic Truss-Braced Wing (TTBW) foi projetado para oferecer uma eficiência aerodinâmica sem precedentes ao voar a Mach 0,80. A revisão do projeto permitiu aumentar a velocidade após a otimização do ângulo de ataque das asas e redesenho do suporte, que permitiu uma redução na espessura da asa, que se tornou mais leve. O projeto se aproveita da maior eficiência das asas de grande alongamento, similar ao princípio utilizado nos planadores.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Modelo rompe com conceito estabelecido na indústria aeronáutica desde a década de 1950

    As novas mudanças seguem um extenso teste de túnel de vento no NASA Ames Research Center. Por quase uma década, a Boeing e a NASA vêm estudando o conceito como parte do programa Subsonic Ultra Green Aircraft Research (SUGAR). A pesquisa se concentra em conceitos inovadores que reduzem o ruído e as emissões, melhorando o desempenho.

    A expectativa da indústria é que a próxima geração de aviões quebre com os atuais paradigmas de engenharia, que concentraram seus esforços no modelo derivado da década de 1950. A redução de consumo, novas matrizes energéticas e motores mais eficientes devem ser os três pilares que deverão definir o layout básico das aeronaves de próxima geração.

    ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Já passou da hora dos aviões comerciais romperem com um velho padrão, se tornarem mais econômicos em combustível e por tabela isso refletir em custos menores de passagens.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Béla van Tesma

    Béla van Tesma Usuário

    Ficou bizarro o visual mas... questão de hábito. Já que o teletransporte ainda vai demorar um pouquinho, vamos nos adaptando aos poucos às novas tecnologias :lol:
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Realmente é uma sensação bem estranha um avião de grande porte da Boeing viajar com asas tão finas como essas, pois dá impressão que não vai aguentar o peso e pode estourar levando-o a queda, mas nada é colocado em uso comercial sem antes muitas horas de testes e nas mais severas condições.
     

Compartilhar