1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Magia na Terra-Média

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Barbárvore., 7 Out 2003.

  1. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Alguém alem dos Istari é capaz de lançar magias tipo daquelas que conhecemos dos RPG (D&D)?
    Eu sei que botar uma pergunta em um tópico eh meio demais heehhhe mas tinha curiosidade. Como se adqire esses poderes mágicos e essas coisas?
     
  2. Alatar

    Alatar Sr. Sem Graça

    Não sei bem as tais magias sobre D&D, então pergunto, que tipo de magias? :eh:
     
  3. Passolargo

    Passolargo Your face warped in pain...

    Acho que os maiar e os valar poderiam fazer tais coisas, mas depois de algum tempo você percebe que o jeito que é colocado nos livros, como poderes mais "sutis" e não escandalosos como "bolas de fogo e etc" é muito mais interessante, pelo menos pra mim.
     
  4. Lord Tar-Palantir §

    Lord Tar-Palantir § 24° Monarca de Númenor

    Eu nunca responda às pessoas direito, aqui...


    Bom Barba, você pode dar uma lida nesse artigo aqui, acaba de sair na Valinor e fala exatamente tudo o que você poderia querer saber.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    :mrgreen:
     
  5. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    "Magia" propriamente dita não existia. Porque nós pensamos em magia como algo que pode ser aprendido, e em Tolkien ela é uma cosia natural, como para nós é natural falar e andar. Os ainur, os elfos e os anões tinham essa capacidade, em menor ou maior escala, mas os homens, não.
    Os ainur eram os mais poderosos, e fizeram as maiores obras: as Árvores, as Lâmpadas, as naves do Sol e da Lua, Angainor e tudo mais.
    Os elfos fizeram os anéis de poder, as silmarilli, os palantíri. Os homens reconheciam naturalmente a "mágica" dos elfos, porque eram essencialmente diferente deles.
    Os anões tinham uma habilidade muito caraterística. A sub-criação deles eram sempre sobre as coisas fruto do trabalho deles, trabalho manual, principalmente as armas.

    Mas os Homens podiam aprender a "Arte do Inimigo", que dizia respeito aos mortos, e como controlá-los. Isso que se chama de feitiçaria, e era contra a Lei de Ilúvatar.
     
  6. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Eu li o Ensaio, vlw Tar-Palantir, que os pêlos de seus pés jamais caiam!
    Mas me surgiu uma duvida: TODOS os Elfos tem esse poder dentro deles? TODOS Anões tem aquele outro poder dentro deles?
     
  7. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Sim, todos todos. Era uma coisa natural, intrínseca para esses povos. É como perguntar de todos os humanos têm braços e pernas, sabe?
     
  8. Alatar

    Alatar Sr. Sem Graça

    Os anões, pelo que eu saiba, tiveram essa abilidade herdada de Aulë, seu criador.
    Agora elfos...hmm...elfos são elfos :mrgreen:
     
  9. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Por vontade de Aulë ele os fez assim, nada de herdada

    mas que tipo de magia seria a dos elfos? Embelezar suas casas, como diz o texto?
     
  10. Alatar

    Alatar Sr. Sem Graça

    Opa! Eu disse herdada? Eu acho (acho que li isso), que Aulë 'ensinou' os anões algumas coisas...e sendo Aulë, um Vala que criava muitas coisas, ensinou isso..mas não sei ao certo..vou olhar no Silma e daí posto aqui...

    Agora sobre magia dos elfos, entro na fila para saber. :)
     
  11. Fory

    Fory Usuário

    Vejam bem... "o que é magia?" Os próprios elfos não se definiam como mágicos, nem sabiam que o que faziam era mágica.
    Vejam a passagem de SdA por Lothorien, Galadriel pergunta para SAM se aquele espelho era mágica...
    Elfos poderiam ser poderosos, mas seu poder era subjuntivo, não era... digamos... pirotécnico.
    Imaginem-se no lugar de um elfo, vivendo entre elfos, você não se acharia mágico... pois aquilo seria normal para você.
    Entre os poderes dos elfos, seria de ter certo "controle" sobre a natureza, poder de cura, etc etc etc.


    Att

    Foryaránon, o Viajante
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  12. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    E o termo "magia" não era o ideal para a obra de Tolkien. Ele criou um termo que é o "sub-criar". Partiu do princípio de que o Universo tinha uma única força criadora, que é Ilúvatar. Todos os outros poderiam apenas transformar a realidade criada por Ilúvatar, moldar aquelas coisas, seriam "sub-criadores".

    Aqui:
    "Eu não usei a palavra "mágica" consistentemente, e realmente a Rainha Élfica Galadriel é obrigada a advertir os Hobbits em seus usos confusos da palavra tanto para os artificios e operações do Inimigo quanto para os Elfos. Eu não diferenciei as duas formas porque não existe uma palavra para a segunda forma [uma vez que todas as histórias humanas sofrem da mesma confusão]. Mas os Elfos estão lá [em meus contos] para demonstrar a diferença. Sua "mágica" é Arte, que os livra de muitas de suas limitações humanas: menos esforço, mais rápido, mais completo [produto e visão numa correspondência sem falhas]. E seus objetivos são Arte e não Poder, sub-criação e não dominação e reforma tirânica da Criação. Os "Elfos" são "imortais", pelo menos até quando o mundo existir: e portanto são preocupados principalmente com os sofrimentos e aflições da imortalidade no tempo e nas mudanças, do que com a morte. O Inimigo em sucessivas formas é sempre "naturalmente" interessado na Dominação completa, logo Senhor da magia e máquinas. Então o problema: este mal assustador pode e realmente surge de uma raiz aparentemente boa, o desejo de beneficiar o mundo e outros* - rapidamente e de acordo com os próprios planos do benfeitor - é um motivo recorrente." "*Não no Iniciador do Mal: a sua Queda foi uma Queda sub-criativa, e portanto os Elfos [os representantes da sub-criação por excelência] eram particularmente seus inimigos, e o objeto especial de seu desejo e ódio - abertos às suas fraudes. Suas Quedas seriam na possessividade e [em um grau menor] na perversão de suas artes em poder." [Tolkien, "Letters", Letter 131]

    Dêem uma olhada nesse texto do Martinez, que é muito bom:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar