1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Livros + umidade = O que fazer ?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por nortonff, 3 Set 2010.

  1. nortonff

    nortonff Usuário

    Eai galera...pois é...estou com este problema e gostaria de algumas dicas sobre o que fazer.
    Estou comprando bastante livros ultimamente e sempre cuidei o máximo possível deles (afinal, não são baratos). Mas aqui onde eu moro, no centro do RS, o tempo nesta época do ano é extremamente úmido, de deixar o piso e as paredes da minha casa molhados.
    Antes eu deixava eles numa estante aberta do meu quarto. Agora passei para dentro de um armário. Mas mesmo assim sinto umidade neles.
    O que vocês aconselhariam para um clima tão umido assim ?
    Será que só guardando eles em caixas de papelão ? Não gosto muito dessa ideia, pois gostaria que ficassem a mão, não escondidos numa caixa em baixo da cama. Mas se for a única solução, farei mesmo assim.
    Valeu galera !
     
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    pior coisa para se fazer. o ideal é deixar no lugar mais ventilado possível. e até por isso que também não é uma boa ideia fazer isso que vc falou depois

    até pq papelão -> papel -> absorve umidade -> nheca nos seus livros

    Se você tem uma estante alta o negócio é mantê-los ali mesmo. E estar sempre passando um pano seco na estante. e de preferência deixar a estante (e os livros) em um lugar em que bata bastante luz. Outra coisa que pode ajudar é usar aqueles produtos antimofo tipo esse:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    mas é aquela coisa: solução definitiva (e fácil) eu não acho que tenha =/
     
  3. lisseminte

    lisseminte Nox!

    Ih , problemas... Tem que fazer o que já falado, deixar com um pouco de ventilação, mas na parte mais seca da sua casa que você conseguir se lembrar. Onde entraria menos umidade? Acho que esse é o primeiro passo para te auxiliar na conservação de seus livros. ;) Boa sorte!
     
  4. nortonff

    nortonff Usuário

    Obrigado pelas dicas galera.....dando uma olhada pela casa...minha primeira idéia foi uma sala de TV que não está mais sendo utilizada...possui uma estante que vai até o teto e é aberta....bate o sol o dia inteiro praticamente...mas não diretamente na estante....acredito que isso faça dela o lugar menos umido da casa e bastante ventilado. Irei deixa-los bem longe do chão agora e com ventilação.
    Vou ver como fica agora.
    Valeu de novo galera.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Do que eu já vi com amigos e parentes que vivem/viviam em locais muito úmidos, mesmo tendo problemas no cômodo mais seco possível, o fato é que se não há como mudar de local, a única solução é instalar um aparelho chamado desumidificador que literalmente drena todo o excesso de água do ar.
     
  6. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Isso me lembra da casa que eu morava, eu tinha uma biblioteca de mangás no quarto, uns mil volumes. No quarto havia um aparelho de ar refrigerado que ajudava a manter os papéis secos mas havia o problema do custo de se manter o aparelho ligado continuamente. A solução para "quebrar galho" foi colocar uns saquinhos de "silica-gel" usado em câmeras cujo efeito não alcançava o local inteiro. Em alguns volumes se criava um "micro-clima" entre as páginas e a tinta reagia com a alta umidade do ar e se transformava numa espécie de "cola" inutilizando o produto.

    Não obstante, tinha também os casos que ficavam no lado oposto do espectro. Às vezes o material ressecava demais e o papel podia ficar quebradiço e virava tipo uma bolacha "cream cracker". O sonho seria ter um controle da porcentagem da umidade constante igual naquelas bibliotecas da Europa para conservação de relíquias.
     
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Os desumidificadores de pequeno pra médio porte já tem esse controle que por sinal funciona muito bem, desde que se mantenha as portas e janelas do recinto fechadas, seguindo o mesmo princípio do ar condicionado.
     
  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Pior que em se falando aqui pelo lado criterioso da coisa, me parece que pelo visto não daria para fugir de algum tipo de planilha de custos de investimento se fosse mesmo para encontrar uma solução definitiva e sair do quebra galho (na época em que ainda não tinha me mudado). A medida que a conservação se profissionaliza o custo fica querendo subir e aparecem perguntas como "é mais barato mudar de endereço para um local mais seco ou consumir mais energia?". "Como baratear a manutenção com uma estação úmida de uns 3 ou quatro meses e um aparelho ligado 24/7?" "Valeria a pena mudar superfícies porosas como forros?" "Quem consome mais, ar ou desumidificador?" "Como fazer minha própria adega de mangás?" É para deixar louco :P
     
  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O desumidificador e ar condicionado, ambos tem em comum o fato que deixam o ambiente interno mais seco e tecnicamente são adequados pra conservar livros, mas no que diz respeito a consumo de energia o desumidificador sem dúvida consome menos, pois ele não interfere na temperatura ambiente, enquanto o outro sim.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar