• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Jornalista de Goiás denuncia censura em TV pública

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
O jornalista Paulo Beringhs, apresentador de um programa noticioso na TV Brasil Central --mantida pelo governo de Goiás--, declarou que estava sendo censurado pelo governador Alcides Rodrigues (PP). A declaração foi feita ao vivo, durante a transmissão do Jornal "Brasil Central", na noite de quarta-feira (20).

"Estamos sendo censurados. Estamos sob intervenção",
disse o jornalista.

Beringhs se referia ao veto à entrevista com o senador e candidato ao governo de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) --adversário político de Rodrigues. Perillo disputa o segundo turno com Iris Rezende (PMDB), que tem o apoio do governador e que não compareceu ao programa para a entrevista.

veja o vídeo

"Iris não veio, Marconi Perillo viria hoje [quinta-feira, dia 21], só que eu recebi ordens de não trazer Marconi Perillo ao programa",
disse o jornalista no ar, durante o programa noticioso. A Folha não conseguiu contato com a assessoria do tucano para confirmar se a entrevista estava agendada.

Ainda no programa, Beringhs também declarou que o grupo de Iris Rezende
"tem tradição em censurar a imprensa",
embora afirmasse que o jornalismo da TV Brasil Central tinha liberdade até então.

O jornalista ainda fez referências a Jorcelino Braga (PP), ex-secretário da Fazenda de Alcides Rodrigues e que atualmente integra o marketing da campanha de Rezende, sugerindo que ele teve participação na ordem de censurar a entrevista.

Beringhs também anunciou a presença de outro jornalista na bancada do programa e disse que ele estava lá para substituí-lo a partir do dia seguinte --o que é negado pelo colega.
"Você sabe exatamente o que aconteceu. Garanta o seu emprego, que eu garanto minha dignidade",
disse Beringhs.

OUTRO LADO

O presidente da Agecom (Agência Goiana de Comunicação), Marcus Vinícius de Faria Felipe, que é responsável pela TV Brasil Central, do governo do Estado, nega que tenha havido censura.

Segundo ele, a entrevista com o candidato tucano não chegou a ser desmarcada, e não houve ordens para que fosse.

"Não há censura à participação de nenhum dos candidatos; o espaço está aberto",
disse. Ele afirmou que o Jornal Brasil Central já havia entrevistado Marconi Perillo na última quinta-feira (14).

Sobre as declarações de Beringhs, disse que "não sabe das razões" do apresentador para afirmar que houve censura.
"Às vezes, acontece esse tipo de conflito. Não é a primeira vez que um apresentador é intempestivo no ar. Não sei das razões do Paulo",
afirmou Felipe.

O diretor ressaltou que a TV quer que o jornalista continue na emissora e que ele não foi demitido. No telejornal de ontem, Beringhs afirmou:
"Certamente, amanhã [hoje], já não estarei mais à frente deste programa".
Beringhs tem um contrato com a TV Brasil Central, em nome de sua empresa, para produzir o telejornal. O contrato, que prevê que ele seja o apresentador do programa, não foi rompido, de acordo com Felipe.
"A gente o reconhece como um bom profissional",
afirma.

Segundo Felipe, se Beringhs se afastar da apresentação do telejornal, terá sido por iniciativa própria.
 
Última edição:
Se for verdade, não surpreende nada. Não é a primeira vez que o governo petralha faz esse tipo de coisa, nem será a última.
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
E julho o Serra demitiu dois da TV Cultura.

As digitais de Serra na TV Cultura começaram a aparecer quando Heródoto Barbeiro foi afastado do Roda-Viva, justamente depois de insistir com Serra na questão do alto preço dos pedágios paulistas e ser acusado de repetir um “tololó petista” (veja aqui). Heródoto deu seu testemunho ao cruzar uma determinada rodovia paulista, mas o candidato tucano, como sempre, ao invés de responder, tratou de desqualificar a pergunta.

O afastamento de Heródoto ainda nem tinha sido digerido, quando na última sexta-feira rolou também a cabeça do diretor de jornalismo da TV Cultura, Gabriel Priolli, que vinha preprando uma matéria sobre os pedágios das rodovias paulistas. Como mandam as normas do bom jornalismo, Priolli mandou que fossem ouvidas todas as partes envolvidas na questão. A TV Cultura entrevistou os dois candidatos ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin e Aloizio Mercadante, mas a secretaria estadual de Transportes não quis se pronunciar nem por meio de nota oficial.

O que pode levar uma secretaria a não querer se manifestar sobre o assunto de sua pasta mesmo para um veículo ligado ao governo a que serve se não o temor de represálias? Ainda no processo de produção da matéria, Priolli foi convocado pelo novo vice-presidente de conteúdo da TV Cultura, Fernando Vieira de Mello, como contou o blog do Nassif, e a matéria foi derrubada. No dia seguinte, Priolli foi afastado.

Fonte:

http://bodegacearense.blogspot.com/2010/07/censura-e-demissao-na-tv-cultura.html
 

marktl82

Usuário
Ué, mas o que o PT tem a ver com a história? O PP tem mais ligação com o PSDB do que com o PT. É um partido de extrema direita, que tem como um de seus maiores representantes o senhor Paulo Maluf.
 
Os dois lados do jogo tem exatamente a mesma posição. Liberdade de imprensa é ótimo, mas só até o ponto em que está do lado de cada uma das partes.
 
Ué, mas o que o PT tem a ver com a história? O PP tem mais ligação com o PSDB do que com o PT. É um partido de extrema direita, que tem como um de seus maiores representantes o senhor Paulo Maluf.
Onde foi que você viu citação ao PT na reportagem? :ahn?:
Eu não vi, só citei algo que é comum acontecer por iniciativa petista há algum tempo. Não me surpreende serem da esquerda moderada, não extrema-direita, de onde tiraram isso? Existe algum partido de direita no Brasil?:think:
 

Lordpas

Le Pastie de la Bourgeoisie
Eu não vi, só citei algo que é comum acontecer por iniciativa petista há algum tempo. Não me surpreende serem da esquerda moderada, não extrema-direita, de onde tiraram isso? Existe algum partido de direita no Brasil?:think:
:wall:


e realmente, Jair Bolsonaro não é de direita...
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Eu não vi, só citei algo que é comum acontecer por iniciativa petista há algum tempo.
Se for verdade, não surpreende nada. Não é a primeira vez que o governo petralha faz esse tipo de coisa, nem será a última.
Se você não insinuou que foi um ato do governo petista, eu tenho que fazer um curso de interpretação urgente. :eh:

Não me surpreende serem da esquerda moderada, não extrema-direita, de onde tiraram isso? Existe algum partido de direita no Brasil?:think:
PP esquerda moderada? :uau: Leia um pouco da história do partido no próprio site deles: http://www.pp.org.br/textos/453/27432/NossaHistoria/?slT=119032 A origem do partido é o antigo PDS, de onde saiu o PFL. O PP surge com a fusão do PDS ao PDC (Partido Democrata Cristão).
 
Última edição:
:wall:


e realmente, Jair Bolsonaro não é de direita...
Se você não insinuou que foi um ato do governo petista, eu tenho que fazer um curso de interpretação urgente. :eh:

PP esquerda moderada? :uau: Leia um pouco da história do partido no próprio site deles: http://www.pp.org.br/textos/453/27432/NossaHistoria/?slT=119032 A origem do partido é o antigo PDS, de onde saiu o PFL. O PP surge com a fusão do PDS ao PDC (Partido Democrata Cristão).
Quanto ao PP, é verdade. Nem li direito a notícia, mas... o que é direita pra vocês? Há algum partido que se intitule 'defensor' do neoliberalismo? Eu quis dizer algo mais escancarado, que não se prendesse ao conservadorismo cristão.

Bom, eu realmente mal li a notícia, e falei merda. Vc quer uma confissão de ignorância também?
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Quanto ao PP, é verdade. Nem li direito a notícia, mas... o que é direita pra vocês? Há algum partido que se intitule 'defensor' do neoliberalismo? Eu quis dizer algo mais escancarado, que não se prendesse ao conservadorismo cristão.
O problema é você considerar o PP uma representação de esquerda moderada. Se ainda se pode fazer a distinção de esquerda x direita (há quem discorde), definitivamente o PP estaria longe da primeira. Pense no PP dividindo bancada com o PSOL!

Bom, eu realmente mal li a notícia, e falei merda. Vc quer uma confissão de ignorância também?
Não, queria uma confissão de que você já leu mal intencionado. :hanhan:
 
Não, queria uma confissão de que você já leu mal intencionado. :hanhan:
Bem, não nego... não odeio o PT. Mas não me importo que ele morra...

Uma armadilha fácil de cair. E eu caí.

Voltando ao assunto, tenho me preocupado com isso. Não concordo com o povinho que acha que o PT está fazendo chavismo, mas não me agrada essa insatisfação do governo contra a imprensa. Golpista ou não, espera-se serenidade de governantes.
 

Lordpas

Le Pastie de la Bourgeoisie
Bem, não nego... não odeio o PT. Mas não me importo que ele morra...

Uma armadilha fácil de cair. E eu caí.

Voltando ao assunto, tenho me preocupado com isso. Não concordo com o povinho que acha que o PT está fazendo chavismo, mas não me agrada essa insatisfação do governo contra a imprensa. Golpista ou não, espera-se serenidade de governantes.
Golpista ou não? se é golpista, qualquer uma que seja golpista não merece respeito.

A globo/folha/estadão são a versão wanna be fox.

se eu fosse o lula, faria como o obama fez nos eua, não falaria mais com eles.

o que se reclama é o fato de insistentemente se dizer que o governo censura a imprensa... agora apresentar provas desta censura fica sempre para o depois. :zzz:
 
se eu fosse o lula, faria como o obama fez nos eua, não falaria mais com eles.

o que se reclama é o fato de insistentemente se dizer que o governo censura a imprensa... agora apresentar provas desta censura fica sempre para o depois. :zzz:
não são necessárias provas porque nem todo mundo é cego, e também por não estou acusando ninguém.

Falo de um certo 'mal-estar' que o esse governo parece sentir com relação a críticas. Resquício dos tempos de oposição, quando eram a palmatória do mundo, os moralistas por excelência? Não sei, isso nem faz diferença.

Não acuso formalmente exatamente de censura, mas só comento certo mal-estar, indisposição, desgosto com críticas, com qualquer democracia não-conveniente.

E concordo. Era mais fácil e menos suspeito o Lula ignorar esse povo.
 

Lordpas

Le Pastie de la Bourgeoisie
nem todo mundo é cego não é a melhor das provas, imo.

como disse chauí: desinformação não serve a democracia.

não se trata de mal estar com críticas, se trata de uma imprensa extremamente parcial que dedica 4 minutos do jornal nacional a provar (sem sucesso) que um objeto borrado é uma fita adesiva de meio kg (depois de ter veiculado informações que na verdade o objeto pesava 2 kg). Ou uma imprensa que publica uma ficha criminal falsa de uma ministra, ou uma imprensa que tenta sistematicamente fabricar escandalos e os esquece depois que eles são "desmentidos".

Trata-se de uma imprensa que julga e setencia um político como Ibsen Pinheiro e depois de oito anos prova-se que o cara era inocente.

A democracia tem um tripé: partidos, sindicatos e imprensa. A imprensa é hoje o menos democrático dos trës.

A ANJ já afirmou que hoje a imprensa no Brasil faz o papel de oposição, isso não é uma constatação do presidente ou do PT. Não digo que sou contra o posicionamento político por parte dos meios de comunicação... assim como o Le Monde na França é claramente de esquerda e o Le Figaro é de direita. Isto representa sim uma atitude democrática, não questiono a Folha declarar seu voto pela primeira vez, acho interessante (até porque todo mundo sabe onde ela sempre esteve desde antes do golpe de 64).

Agora é uma afronta as liberdades civis a distorção dos fatos, ignorar o contraditório, se auto-intitular independente e sob o estigma de perseguida fabricar uma suposta guerra contra a democracia. Até porque na lista do The Economist do tal ranking democrático, a maioria dos países com democracia plena possuem orgãos reguladores de mídia.
 
Ahh, agora a coisa muda de figura. A parcialidade da imprensa tem mais a ver com defesa de interesses próprios do que própriamente golpismo.

Porque quando ouço golpismo, entendo algo como uma conspiração, preparação para um golpe de Estado. não me parece o caso, certo?
 

Lordpas

Le Pastie de la Bourgeoisie
E quando o golpe militar ocorreu e isso serviu aos interesses dos mesmos que controlam hoje a dita grande mídia, como ela se posicionou?

Quando fazia sentido lutar pela eleição de Collor e acabar com o brizola-lulismo que vinha polarizando a cena nacional, o que fez a grande mídia?

Existem razões históricas para se chamar a imprensa de golpista... para mim usar outros adjetivos é um eufemismo.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo