1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Intolerancia e Violência no Transito

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Pearl, 29 Mar 2012.

  1. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu decidir fazer esse tópico depois de um vídeo que vi no youtube.

    Acho que a maioria aqui sabe o estresse que o trânsito gera no nosso dia a dia. Muitos para trabalhar gastam 1, 2 ou 3 horas apenas para se deslocar de um lugar a outro, e para piorar, estamos videndo sob uma pressão imensa com o tempo, já não existe tempo para nada, e esse tempo "parado" muitas vezes parece eterno para quem está nele. Nessa panela de pressão que estamos vivendo não parece ter muito espaço para um pouco de consciencia e respeito. É tão facil mergulhar nesse estresse. Eu acho que o vídeo do pateta ilustra bem isso:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Acho que todos nós já passamos ou vivenciamos cenas de intolerância no trânsito. Eu mesma muitas vezes me vejo impaciente com os VAIMEUFI. E também sinto na pele o quanto é dificil abrir mão de certas coisas. Alguém aqui já passou pela situação de precisar pegar uma faixa da via, dar seta, e o carro de trás ao invés de dar passagem, acelera? Já levaram xingo porque mesmo tendo espaço para entrar a pessoa de trás não queria um carro a mais na frente dela? Eu vejo isso acontecendo praticamente todos os dias. Além de outras coisas como fechadas, gente SEACHANDOOBOM cortanto tudo mundo, pessoa no carro de trás com raiva porque quer que o da frente avance o sinal para avançar também, etc.

    O vídeo que eu vi e me deixou refletindo a respeito de consciência e violência no transito é esse:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eu fiquei chocada. Não sei nem por onde começar quando eu vejo os erros que aconteceram nesse vídeo. Mas além do que eu, vi vale comentar alguns comentários que estão no youtube. Vou citar alguns:

    ela fez o q muita gente nao teria coragem de fazer .Esses motoqueiros acham q sao donos da rua nada esplica o chute q ele deu no carro,mesmo q ela tenha fechado ele ,esses motoqueiros fecham e arrancam retrovisores toda hora !!!

    ou

    Aff, dá licença! Esse cara aí é um baita de um covarde. Nada justifica chutar o carro de ninguém e fazer o que ele fez não. Quantas vezes já me cortaram no trânsito e nem por isso eu saí por aí querendo bater em todo mundo. Se eu fosse ela talvez eu teria feito o mesmo, pq tu imagina só, um louco querendo tirar satisfações contigo daquela maneira, sendo que tu tá sozinha e é MULHER! Até eu ia pensar que seria mesmo um assalto, vai se saber? Covarde pra ele é pouco.

    Tem outros comentários em outros vídeos desse fato também. Muitos defendendo a postura da mulher. Alguns a do motoqueiro. Minha opinião? Nada justifica ela atropelar o cara. Tem gente que fala que era legítima defesa da parte dela eu realmente não sei. Também já vi motoqueito fazendo coisas que nem esse cara fez e não acontece nada! O cara sai vazado mesmo. Como eu falei, nem sei por onde começar nos erros que estão nesse vídeo.
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 8
    • Ótimo Ótimo x 6
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu tenho adotado a postura que nossos pais e professores sempre dizem não importar, errado é quem fez a primeira merda. Daí em diante é só consequência.

    No video parece que a mulher fecha propositalmente na frente da moto, o cara se irrita e chuta o carro. Mas não sei se antes disso esse motoqueiro tirou lasca do carro ou coisa similar.


    Mas realmente as pessoas perdem muito a noção quando estão dirigindo, seja carro, moto ou o que mais.
    Eu sou um pouco assim. Considero qualquer tempo de translado uma perda de tempo absurda. Seja carro, onibus, metro, etc, sempre fico stressado olhando o relógio.
     
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    meu professor na autoescola dizia: não se mete em briga de trânsito pq vc não tem noção de com que tipo de pessoa você está lidando. ele citou como exemplo uma história que era mais ou menos assim: pai de família cortou pitboyzão no trânsito. pitboyzão ficou puto e começou a seguir o pai de família. até que uma hora ambos param. pitboyzão já sai arregaçando as mangas, pronto pra socar o pai de família. pai de família está sentado esperando pitboyzão com uma arma na mão, e mete bala nele.

    pode até ser lenda urbana, mas acho que é o tipo de coisa que ilustra bem o que ele queria dizer. vc não sabe quem vai sair do carro e te encher de tiros por causa de um totó no carro dele. vc não sabe se vai encontrar gente surtada como aqui:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    aliás, é só escrever "briga de trânsito" para ver como pessoal perde a noção fácil fácil quando atrás do volante. pessoal é tão sem noção que dirige acima da velocidade da via e se acha no direito de buzinar para o "lerdo" que está seguindo na velocidade certa da via, por exemplo. eu tenho cá para mim que muito disso é de uma coisa que eu já tinha lido especialistas comentando, que o sujeito dentro do carro se acha protegido. a mesma coisa que leva fulano a tirar meleca do nariz e comer enquanto está parado no sinal vermelho, achando que ninguém está vendo, é o que leva sujeito a pirar e cometer uns atos bárbaros como esses.
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 4
  4. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Eu já fui bem mais estressadinho no trânsito, mas o tempo vai passando e chegamos a conclusão que não vale a pena. O risco de encontrar um maluco armado não é tão pequeno para que valha a pena arriscar a minha vida.

    Agora esse chute no carro não sei se relevaria não, se a culpa não houvesse sido minha. E não dá para dizer de quem foi, pois não se sabe o que aconteceu antes. E essa mania que os motociclistas tem de achar que conseguem (e que tem o direito de) passar em qualquer espaço quando o trânsito está parado pode ser bem irritante. E também essa mania de achar que não precisam pedir ultrapassagem ou ultrapassar pelo lado errado. Dai acabam ficando no teu ponto cego e a cagada está feita
     
  5. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Existe muita gente imprudente realmente no trânsito. Muitas vezes temos que relevar várias coisas para não arrumar briga com o outro. Temos vários casos de total desrespeito das normas de trânsito e que saem impunes por falta de fiscalização nas vias. Já vi pessoas que se transformam atrás do volante. Pessoas que são calmas no dia a dia, mas que ao ir embora ficam bravas e xingam a qualquer fechada.

    Esse vídeo é impressionante no primeiro post. Mostra total desrespeito de ambos. O complicado é que nenhuma parte admite ter provocado primeiro. Todos se acham no direito de fazer o que bem entender.

    Aqui em São Paulo temos problemas com lotações também no trânsito. Eles andam muito rápido ou muito lento. Parece que não existe um meio termo. Dão fechada, tentam passar em lugares que não dá e tantas outras imprudências a mais.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O trânsito nas maiores e mais agitadas cidades infelizmente é tratado como guerra.

    E também é o ambiente onde mais intolerância, falta de educação e impaciência reinam diante da eterna necessidade do ser humano querer chegar logo e ver alguém um pouco mais lento que ele sempre como um obstáculo a ser vencido e não como outro ser humano que assim como ele tem as mesmas necessidades.

    A partir do momento que o trânsito de automóveis nas grandes cidades saturou e travou de vez, cresceu o número de motos e aí o clima de guerra aumentou ainda mais.

    A moto tem a vantagem de poder deslocar mais rapidamente em espaços menores e nisso havendo a mínima brecha de espaço todos os motociclistas querem passar ou pedem passagem e como nem sempre essa passagem é feita de forma civilizada de um ou de ambos os lados aí o clima que já não era bom fica ainda mais tenso. Não vou aqui defender um ou o outro lado, pois ambos vivem cometendo excessos.

    E pelo fato da moto se deslocar com mais rapidez o motorista do automóvel mesmo se valendo de seus espelhos laterais e retrovisores, ainda assim ocorrem pequenos pontos cegos e numa fração de segundo se o motociclista passou em alta velocidade desapercebido por esses pontos quando o motorista vai perceber ele já está em cima dele.

    Infelizmente muitos acidentes e brigas irão acontecer porque a educação no trânsito da maioria dos brasileiros durante vários anos sempre foi precária, ruim e ausente, pois muitos simplesmente compravam a sua CNH. Esse erro grave começou lá trás. Os cursos de direção durante muito tempo não passavam de decoreba pura, não ensinavam quase nada. Ainda estão longe do ideal, mas ao menos passaram a ter mais conteúdo e melhorou um pouco.

    E só mais recentemente foram feitas medidas para fazer o pedreste ser respeitado ao atravesssar a faixa, coisa que sempre fez parte das regras de trânsito, mas que nunca era seguida em muitas cidades.

    Em SP agora estão sendo introduzidos radares pistola de precisão para finalmente começar a punir com mais rigor os motociclistas que abusam da velocidade. Ainda assim, mesmo enchendo as cidades com mais de um milhão de câmeras e radares, com toda essa tecnologia só a médio e longo prazo com uma melhor educação, respeito a vida e mais preparo psicológico é que toda essa intolerância finalmente irá cair.
     
  7. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Eu tenho um amigo. O apelido dele é pirata. Gente fina, educado, magrinho do tipo cara de bobo.

    Estava na 23 de maio aqui em SP e não viu o carro da frente frear. PUF.
    Bateu seu Corsa na traseira de uma carro sedã bacana que não me lembro. Acho que um CIVIC novo (isso era lá por 2004 ou 2005).

    Pirata desceu assustado, era a primeira vez que ele batia e ficou esperando o dono do outro carro descer pra ver o estrago.

    O cara desceu, chegou perto do Pirata (que esfregava a cabeça morrendo de vergonha do que fez) e deu um soco na cara do meu amigo. Não contente, deu mais dois.

    Só que não foi um soco comum. O cara, que deveria ter uns 35 anos (meu amigo tinha uns 23) deu 3 socos no Pirata com a chave do carro entre os dedos.

    Dois deles foram diretamente no olho do Pirata. Por isso do apelido.

    Nada. Nenhuma palavra, nenhum palavrão...nada. Simplesmente o Pirata pagou com o olho sua barberagem. Lógicamente o cara o diz que foi ameaçado e etc...

    Mas juro. O Pirata não poderia ser ser acusado nem pelo meu filho no quesito intimidação.
    Duro é o cara hoje ser cego de um olho por um simples amassado em um carro.
     
    Última edição: 29 Mar 2012
  8. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Moto e lotação.

    O incrível é que muitos motociclistas não sabem esperar quando não há lugar para passar. Muitas vezes com o carro parado no farol, eles querem que o motorista desloque seu carro para que possam passar ali, sendo que vão parar a nem 10 metros do local. Há muita impaciência de ambas as partes e é ai que começam as discussões mais básicas.

    Já vi motociclista quebrando o retrovisor de um carro do nada, só porque o cara não deixou um espaço viável no corredor de motos que se forma.

    Essa história de comprar carta existe até hoje. Uma amiga minha recentemente comprou a dela. Ela disse que vai aprender dirigindo e não na auto escola. Disse que prefere pagar ao pensar em pagar caro para fazer novamente o teste. O pior é que todos conhecem disso e nenhuma providência é tomada. Há cada vez mais motoristas despreparados nas ruas, o que trás mais acidentes e violências para as ruas.

    Radares irão ajudar no quesito velocidade, apesar de não serem 100%. Quem nunca ouviu alguém falando: "não se preocupe, nesse trecho não existe radar, assim posso acelerar à vontade. O radar aparece só lá na frente". Acontece isso direto, infelizmente.

    A diminuição na velocidade irá ajudar mais a combater um pouco os acidentes, mas não trará educação para muitos motoristas, algo que está faltando em muito hoje.
     
  9. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Uma das conseqüências do mercado de vendas de exames de CNH's é não saber quem estão colocando atrás de um motor. Além disso tem o fato de o mercado de motocicletas andar sub fiscalizado ultimamente o que aumenta em muito a chance de atrito com um condutor que não teve realmente capacidade para passar numa prova suportar pressões psicológicas do trânsito.
     
  10. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Engraçado é que com a nova lei e o advento dos CFCs era para esse problema ter sido resolvido. Eu me lembro ainda da época que todas as carteiras eram vendidas e ninguém conseguia tirar carteira se não passasse antes pelas mãos de um despachante. Minha tia comprou carteira sem nem ao menos saber dirigir. A mesma coisa que colocar uma bomba-relógio nas mâos de uma criança.
     
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Realmente.
    A minha mãe me deu dinheiro quando eu fui fazer minha prova prática pois ela achava que independentemente do que eu fizesse no volante, gabaritasse a prova prática/teórica, etc, só me dariam a aprovação se eu molhasse a mão de alguém.
     
  12. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Malucos no trânsito não faltam. E é por isso que eu evito ao máximo dar margem para qualquer conflito. É aquilo que a Ana disse, não dá pra saber até onde a outra pessoa pode ir por causa de pouca coisa.

    Até a buzina eu raramente uso. Depois que a pessoa faz a merda, buzinar dificilmente vai adiantar alguma coisa, a não ser para irritar o indivíduo. Prefiro utilizar a buzina para fins mais, digamos, pacíficos.

    E é frustrante vc se esforçar para ser camarada no trânsito e perceber que isso é raridade. Inclusive já me aconteceu de, na gentileza, quase "causar" um atropelamento: estava lá eu chegando na esquina de uma rua, e vi uma senhora que tentava atravessar mas ninguém dava a preferência pra ela, avançando direto na faixa de pedestre (não era uma esquina com semáforo). Quando chegou minha vez, parei o carro e fiz sinal para ela atravessar. Ela sorriu, agradeceu e começou a fazer a travessia. E nisso vem um maluco na pista do lado esquerdo e passa voando, quase atropelando a senhora. Ela ficou pálida, e quase não conseguiu mais atravessar, mesmo já estando no meio da rua. E eu fiquei puro nervos, por ter tentado ajudar e nisso colaborado para quase causar uma tragédia.

    Agora, esse vídeo do Pateta é ótimo. Representa bem a situação desses malucos de trânsito, que infelizmente são muito comuns.
    Sendo pedestre, vc tem todos os incentivos do mundo para ser gentil na rua. Vc é a parte mais frágil, e dificilmente conseguirá algo contra um carro, uma moto etc. Se vc não for gentil, vc tá ferrado. Agora, dentro de um carro, seu poder se multiplica. Vc está usando uma armadura, montado em vários cavalos e sentindo-se poderoso. Os outros que devem te respeitar, senão... pior pra eles. E assim é compensada a frustração da insegurança que é tão comum hoje em dia.

    A isso, soma-se a neurose cada vez maior com o tempo, com a incapacidade de esperar, de ficar parado, de não estar em movimento. E soma-se o "endeusamento" dos veículos como um dos objetivos máximos do consumo, objetos de desejo e de veneração, tratados como um membro da família.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  13. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Eu procuro ser bem pacífico no trânsito. Procuro ouvir minhas músicas e me divertir, para tentar passar o tempo e não me estressar com os outros veículos. É um modo de não deixar-se irritar por qualquer bobeira que possa acontecer durante o trajeto.
     
  14. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Mestre Fëa tocou em dois pontos importantes sobre os motivos dessa intolerância:

    1 - endeusamento do carro enquanto objeto de consumo absolutamente necessário e atrelado a outras necessidades humanas além do deslocamento
    2 - sensação de poder, de exercício da força bruta, competitividade absurda

    Existe um terceiro. O homem tem um relacionamento com o carro igual ao que sempre teve com seus meios de transporte mais básicos, como o cavalo, por exemplo. Isso não é tão comum nas mulheres que, IMO, costumam ser mais cuidadosas no trânsito, mas nos homens a coisa é psicológica mesmo!

    O homem pega no carro como pega numa arma pra atacar, como veste uma armadura pra guerra, dirige como para exercer tirania sobre outros que ele considera indignos de 'possuir' a pista. Sim, porque ele é 'dono' da pista, ele domina o território de 'batalha', todo o ato de dirigir parece ser inconscientemente um ato bélico, um ato de excitação nervosa, de compensação por frustrações, de liberação de instintos animais mais básicos e violentos.

    Tá, eu posso estar viajando aqui mas é essa a impressão que o trânsito me dá, não me parece só uma questão de imprudência, mas de algo mais complexo, mais profundo. Mas isso poderia sim ser amenizado se todos esses instintos que se exteriorizam em tanta violência pudessem ser controlados por um povo que tivesse educação, que participasse, compreendesse e pusesse em prática o que aprendeu na auto-escola.

    E educação de casa é essencial também.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Guardadas as devidas proporções históricas é uma comparação super válida mesmo.
     
  16. Pearl

    Pearl Usuário

    E no FB eu vi um anúncio do Grupon falando de 75% de economia para conseguir a carteira. Levei um susto!!! Ai fui ver que eram as aulas e tal. Conheço gente que tentou subornar o avaliador no exame de direçao e foi preso. Ao mesmo tempo hoje teve notícia aqui de máfia de compra de carteiras. Se não existe controle de documento, então fica complicado mesmo esperar que alguém vá se preocupar em seguir lei de trânsito.

    Aí depende. Eu sou desse raciocínio, eu vou brigar com um carro que é maior? Neva né! Mas pelo menos aqui em BH os pedestres costumam disputar com o transito sim. Inclusive hoje eu vi discussão entre um motoqueiro e um pedestre. Parece que foi porque o motoqueiro freiou em cima do pedestre que de repente resolveu atravessar no meio da rua.
     

Compartilhar