1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Igreja catolica pode proibir venda de livro ...

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Franz Ferdinand, 12 Nov 2005.

  1. Franz Ferdinand

    Franz Ferdinand Usuário

    O livro Investigação Criminal - O Assassino do Sétimo Dia, dos jornalistas Vides Júnior e Carllos Santos, está sendo polemizado porquê traz na capa um crucifixo vendado, e na contra-capa a foto de um padre que abraça um menino chorando. A foto causa um choque consciente, pois o livro trata de muitos temas, entre eles 'Pedofilia na Igreja Católica'. A obra é séria e baseada em amplo material de pesquisa. Mas representantes da Igreja já pensam em entrar com pedidos de recolhimento, devido ao constrangimento causado pela imagem. O Livro é otimo , uma bela fundamentação nos dados e tudo mais. O que vocês acham disso???
     
  2. Deriel

    Deriel Administrador

    Acho que quero o meu com molho Rosè.

    Enfim, é claro que o autor quis polemizar utilizando imagens portes. Pesquisas sérias não precisam disso, portanto que ele tire as imagens e pronto.
     
  3. TheBlackLord

    TheBlackLord Elfo Negro

    Os Autores De Livros Polemicos Ou Nao Se Dao Conta Da Polemica Que Estao Causando Ou Se Fingem De Tolos!!
    Eu Acho Que Um Autor Deve Ter Coinciencia De Que O Seu Proprio Livro Vai Causar Alvoroço,pelo Seu Conteudo Em Si,e Nao Pelas Imagens Fortes Que Ele Apresenta!!
    Desse Jeito Ele Deixa Bem Claro Que Esta Defendendo Um Ponto De Vista E Nao Impondo-o.
     
  4. Ptah

    Ptah Usuário

    Não creio que a Igreja tenha taaaaanto poder para recolher um livro das prateleiras! Se fossemos seguir o Codigo da Vince a igreja podia simplesmente mandar matar o autor :)!

    O Deriel tem razão. Para vender muito um livro crie polemica em torno dele e logo venderá como agua, mesmo sendo ruim...
     
  5. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    eu prefiro o meu com mostarda plz.


    um padre abraçando um menino??? poxa acho q se a pesquisa deles eh bom eles nao tem q pelar tanto nao..... mas marketing rox.

    Dwarf
     
  6. Morpheu

    Morpheu Chato

    Existem meios legais para isso, mas não costuma ser aceito pelas instâncias superiores. Se bem que no caso da Igreja tem-se de considerar a convicção e a ética do juiz.
     
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    :eek: Vcs têm mau gosto. Eu quero o meu com maionese à pardaut.

    Enfim, acho que essas proibições não resultam em nada, mas apenas demonstram que a Igreja anda sem ter o que fazer, ou com medo de perder inteiramente sua influência. Não sou ateu nem anti-católico, mas certas indagações sobre algumas atitudes dos "senhores" das principais religiões foram responsáveis por minha atual agnostia. Vcs acham que tal imagem influiria de algum modo na fé de alguém?
     
    Última edição: 1 Dez 2005
  8. *Ceinwyn*

    *Ceinwyn* Ogra rosa

    Não acho que imagens desse tipo abalam a fé na Igreja entre as pessoas que têm fé na mesma. Falo isso porque sei de exemplos de pessoas muito próximas a mim que só começaram a questionar a Igreja depois de freqüentar grupos jovens por um bom tempo. E sei de pessoas que não perderam a sua fé na Igreja, mesmo com todos os escândalos.

    Mas, como instituição, a Igreja tem mesmo que zelar pela sua imagem. Eles seriam,afinal de contas, portadores da Palavra de Deus. Não, não acredito que sejam. Também não concordo com os métodos da Igreja de zelar pela sua imagem.

    E, bom, acompanho bem o que a Igreja tem feito porque me interesso pela sua história. Não a defendo 100%, aliás nem 40%. Mas tenho que reconhecer que, embora toscamente, a Igreja tem agido sim...

    E um dos problemas de detratores da Igreja é que muitos deles usam a apelação pra criticá-la, como se isso fosse necessário. Essa foto é só mais um exemplo.

    E não, não sou católica. Não faço parte da Igreja. Aliás, não tenho religião. Apenas me interesso pelo assunto.
     
  9. Coiote

    Coiote Fallin´

    Esse tipo de livro não afeta a fé das pessoas.Esse é um livro sério,argumentativo_O q ele afeta é a moral e o poder da Igreja.
    A Igreja não tem direito de intervir não-legalmente na compra e na venda de nada em um estado laico.Se ela quer proibir a venda do livro,ela q entre na Justiça como qualquer outra pessoa.
     
  10. Thais Tûk

    Thais Tûk (avulsa)

    Eles não farão isso porque não têm o que alegar. Vão dizer o quê? "Colocar fotos de padres abraçando criancinhas é ofensivo" - oras! Se eles abrirem a boca é capaz de abrirem outro inquérito e condenarem duas dúzias por pedofilia em massa!
     
  11. Deriel

    Deriel Administrador

    A Igreja pode sim se manifestar contra o livro e pedir o boicote ao mesmo. É o direto de cada pessoa e entidade de se manifestar, oras.
     
  12. Erulasto

    Erulasto Equipe Valinor

    Oba, teremos um Index novamente :joy:

    Falando sério agora, ela pode até se manifestar e propor um boicote a seus fiéis, mas em pleno século XXI, essa prática do séc. XVI soa no mínimo estranha e pode ter efeito colateral: com o Index havia a ameaça de excomunhão para quem tivesse as obras proibidas, mas hoje isso não faz muita gente tremer como na Idade Média e pode provocar uma busca ainda maior do livro.
     
  13. Deriel

    Deriel Administrador

    Não faz diferença nenhuma. Quando você faz parte de uma organização, se sujeita á suas regras. Pode ser a Igreja, a OAB, um clube. A Igreja tá no direito dela, como entidade, de esperniar sim.
     
  14. Thais Tûk

    Thais Tûk (avulsa)

    Eu sei Deriel, o que eu quis dizer é que os argumentos de defesa são a pior forma de ataque a si mesmos, então não compensaria para eles.
     
  15. Coiote

    Coiote Fallin´

    A Igreja pode se rebelar contra o livro.Mas não é correto fazer chantagem espiritual com os fiéis (apesar de legal) e nem pressionar politicamente de qualquer forma para q o livro sofra quaisquer restrições.Mas logicamente a Igreja poder recomendar ,de preferência com base em argumentos,q os fiéis não devam ler o livro.
     
  16. Almië

    Almië cute as a button

    sim sim, obvio que todos podem se defender do jeito que quiserem, o que eu acho é que ela não deve "proibir" o livro alegando insulto ou calunia pois todos sabem da crise pela qual ela vem passando, que algumas acusações são infundadas, mas de outras ja não se pode dizer o mesmo...
    *na minha opinião ela deveria fazer uma carta declarando que esse livro não é recomendavel por tais motivos, seja la quais forem... e não tomar uma atitude conservadora como esta de proibir...



    ps.: o Index foi criado em 1559 pela sagrada congregação da Inquisição da igreja católica romana (mais tarde chamada de congregação para a doutrina da fé).

    >sec XVI não é mais Idade Media, já é considerado como idade Moderna!

    kisses

    :D
     
  17. Erulasto

    Erulasto Equipe Valinor

    Sim, sei disso, mas estava referindo-me a duas coisas diferentes. O index criado na Idade Moderna ainda assustava muita gente, mas a Igreja estava perdendo muito de sua força com a Reforma e o Renascimento. A prática de proibir e deixar os fiéis assustados com o inferno já existia desde a Idade Média. A própria Inquisição não é coisa da Idade Moderna, mas foi reavivada como parte da Contra-Reforma.

    Pode espernear, mas não pode subjugar as vontades de seus seguidores. Ter regras é uma coisa, tomar atitudes em um espasmo é outra bem diferente. A infalibilidade do Papa (e da Igreja como um todo) já é questionada desde o séc. XVI, ela não pode proibir a manifestação de quem a critica.
     
  18. Deriel

    Deriel Administrador

    Ela pode proibir sim. Se algum fiel não gosta/aceita as regras, a opção é sair fora. Quem dita as regras é a Igreja, não os fiéis, portanto ela pode sim instituir que tal livro é prejudicial e não deve ser lido.

    Um paralelo tosco é se resolvessmos aqui no Fórum proibir discutir Harry Potter. Os não concordantes teriam a opção de não mais utilizar o Fórum já que a outra (discutir Harry Potter) foi proibida no âmbito Fórum. E a Igreja pode fazer a mesma coisa: instituir regras que devem ser seguidas pelos fiéis que se dizem Católicos. Ou seja, pra ser Católico você segue o que a Igreja diz.
     
  19. A Igreja a tempos já quer proibir varios Livros de Circulaçao, devem se lembrar de O Codigo da Vinci, e quem nao leu, leia, é uma obra brilhante, enfim, a Igreja anda realmente em alerta, pelo fato de que muita gente que le realmente abre os olhos para a realidade, e isso causa um graaaande constrangimento para a igreja, alem de muita polemica, pelo lado dos fieis.
    Na sociedade atual, muita gente já tem consiencia de vaaarios problemas da Igreja, pedofilia é um deles, claro, fora estupros que ocorrem devido a pessoas que usufruem do cargo de padres para atacar freiras e mulheres que se confessam(sim, isso parece piada muitas veses, mas é real) sem tirar o fato da igreja ja se livrar de provas que podem prejudica-la desde os tempos da idade media.

    Porem nao acho que realmente consigam, já que estariam martirisando um escritor que expoe suas ideias, por mais polemicas que sejam. A sociedade tem o direito de pensar e ver os assuntos em geral de sua propria maneira.
    XD é isso
     
  20. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Mas isso não significa, evidentemente, que o poder da Igreja é tão amplo assim a ponto de proibir a venda com maior facilidade do que outrem tipos de entidade. Ou sim? :? A igreja ainda representa tão influente poder no executivo?
     

Compartilhar