• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Gear Tatics

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Antes de ser um videogame, Gears Tactics nasceu como jogo de tabuleiro

Gears Tactics protótipo - Divulgação/Microsoft

Gears Tactics protótipo
Imagem: Divulgação/Microsoft

Para quem acompanha os grandes lançamentos de hoje e consome videogames diariamente, é fácil esquecer como tudo antes era mais analógico. Da bola de gude ao jogo de cartas. Por isso foi interessante saber que antes mesmo de uma única linha de código ser escrita para Gears Tactics, os desenvolvedores ficaram meses moldando o game como um jogo de tabuleiro.

O START teve a oportunidade de conversar com os desenvolvedores da The Coalition e Splash Damage, responsáveis pelo game, para saber mais dos bastidores e como as raízes de um board game influenciaram as novas ideias que Gears Tactics trará em 28 de abril no PC.

Do real para o digital


Criar versões físicas de games pode acontecer durante o desenvolvimento, normalmente na etapa de pré-produção. Como bem falou a game designer Thais Weiller em seu blog aqui no START, é nesse momento em que é feito um protótipo do jogo para que as ideias de mecânicas e jogabilidades sejam testadas.

Para alguns games, é mais fácil surgir um protótipo que seja uma versão física dele, como card games. Foi o caso de Legends of Runeterra, por exemplo. Para Gears Tactics, o que mais se aproxima do estilo e complexidade tática eram jogos de tabuleiro e, quem diria, Gears of War já tinha um board game oficial.

Protótipo para Gears Tactics usou figuras e peças do board game oficial de Gears - Divulgação/Microsoft


Protótipo para Gears Tactics usou figuras e peças do board game oficial de Gears
Imagem: Divulgação/Microsoft

Lançado em 2011, Gears of War: The Board Game hoje é uma raridade encontrada por preços bem salgados na internet. Para o time de desenvolvimento da Splash Damage, serviu de base para criarem um prótotipo para o videogame.

"Nós obviamente jogamos (o Board Game) para referência e até roubamos os bonequinhos, o que foi bem útil (para o protótipo)", diz Steve Venezia, diretor criativo do estúdio e quem teve a ideia de montar um protótipo em board game durante a criação de Gears Tactics.

Foi bem encorajador ver antes mesmo de começar (o desenvolvimento) que havia coisas possíveis de ter a essência de Gears of War e traduzi-las para um jogo baseado em turnosSteve Venezia, diretor criatvo de Gears Tactics.

Divulgação/Microsoft

Imagem: Divulgação/Microsoft

Steve e seu time foram bem minuciosos com o protótipo, criando regras e funcionamentos para os personagens, armas e inimigos. Eles se debruçaram por cerca de quatro meses em dados, cartas de Gnasher e movimentando bonequinhos vermelhos de Marcus Fenix e Dom sobre o tabuleiro feito especialmente para os desenvolvedores. Tudo para criar o que veremos em Gears Tactics no PC.

Foi um processo diferente para eles e que, para Steve, deixou toda a criação mais rápida e dinâmica. "Tudo é mais imediato, as ideias e sugestões de todo mundo são visíveis usando algo físico. Então, em vez de imaginar como um aspecto do jogo pode ser, é possível testar as experiências que você teve e é mais fácil de dizer que uma ideia é boa ou não".

Muito do que tá no digital foi pensado primeiro no analógico - Divulgação/Microsoft


Muito do que tá no digital foi pensado primeiro no analógico
Imagem: Divulgação/Microsoft

Além desses aspectos práticos, o board game protótipo teve um resultado na moral do time, por dar confiança de que transformar Gears em um jogo tático poderia, sim, dar certo. É o que diz Tyler Bielman, diretor de design na The Coalition e que supervisionou todo o projeto:

"Se tínhamos uma ideia para mudar como a movimentação funcionava ou o como combate funcionava ou diferentes tipos de inimigos, era só testar ali bem rapidamente".

Da Mágica para a Tática


Tyler Bielman, aliás, é uma figura bem importante para Gears Tactics. Ele é o principal porta-voz do game e quem aparece para promover o jogo, ainda mais agora com a saída de Rod Fergusson, principal nome da série Gears, da The Coalition, em fevereiro de 2020.

Tyler (esquerda) e Steve (direita) jogando o prótipo em board game de Gears Tactics - Divulgação/Microsoft


Tyler (esquerda) e Steve (direita) jogando o prótipo em board game de Gears Tactics
Imagem: Divulgação/Microsoft

Tyler também foi quem apostou na ideia de um jogo de Gears of War tático internamente no estúdio, em meados de 2016. Tudo isso pela sua história como criador de board e card games. Antes de entrar na Microsoft, ele trabalhou na Wizards of the Coast e foi diretor criativo de Magic: The Gathering.

Com uma bagagem dessa, é claro que Tyler foi importante para a criação do jogo: "Esse meu histórico ajudou porque, como um jogo por turnos, há muitos princípios e ideia parecidas em como você quer desafiar o jogador e os tipos de decisões a serem feitas para vencer, como balancear aleatoriedades, balancear o que o jogador terá de informação ou não para agir, esses tipos de princípios que estão no cerne de game design aplicados em jogos de tabuleiro, e foram fundamentais para como abordar a criação de Gears Tactics".
http://start.uol.com.br/album/2020/04/21/gears-tactics-do-prototipo-ao-game-final.htm?foto=1
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo