• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Fotos mostram soldados de Israel abusando de palestino

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
Reservistas israelenses críticos a forma como o Exército trata os palestinos divulgaram novas fotos mostrando soldados de Israel segurando rifles de assalto na direção da cabeça de um palestino vendado, e outros soldados pichando a frase "Voltamos logo" em uma parede de uma residência na Faixa de Gaza.

As imagens, divulgadas hoje pelo grupo Breaking the Silence (Rompendo o silêncio, em uma tradução livre), são as mais recentes de uma série de fotos vazadas nos últimos meses, mostrando o que parecem ser abusos de soldados israelenses contra palestinos.

O grupo afirmou ter divulgado as imagens em sua página do Facebook para rebater a versão dos militares de que a conduta imprópria dos soldados é uma exceção.

"Nós continuaremos a liberar fotos de tempos em tempos para provar que esta é a norma, desse modo é que os soldados se comportam e esse é o preço da ocupação",
afirmou um membro do grupo, Yehuda Shaul.
"Nós perdemos nossa habilidade de ver os palestinos como nossos iguais".



Não é possível confirmar de modo independente a autenticidade das fotos, mas elas são semelhantes às divulgadas nos últimos meses. Os militares dizem "lamentar" que o grupo tenha publicado as fotos, em vez de levar o material diretamente ao Exército para uma investigação. A instituição ressaltou que as imagens não refletem os valores dos militares.





As faces dos soldados registrados nas fotos foram escurecidas. Shaul disse que o grupo recebeu as imagens há duas semanas, e foi informado de que elas foram tomadas durante a guerra na Faixa de Gaza, há quase dois anos. Ele disse que não podia confirmar absolutamente que essa era a verdade, mas os detalhes das fotos, como as unidades militares ali mostradas, sustentam essa versão.





Mais cedo neste mês, os militares israelenses lançaram uma investigação sobre um vídeo divulgado no YouTube mostrando um soldado israelense dançando de modo sugestivo em volta de uma mulher palestina que estava parada perto de uma parede. Em agosto, uma jovem ex-militar de Israel divulgou fotos pela internet em que ela, de uniforme, posava em frente a prisioneiros palestinos algemados e vendados. Mais cedo neste ano, um vídeo mostrou um grupo de soldados patrulhando na Cisjordânia parando de repente para realizar uma coreografia musical.




Fonte
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
E tem essa aqui que jura que não sabe o que fez de errado:

A soldado israelense que provocou um escândalo ao publicar em seu perfil do Facebook fotos nas quais aparece sorridente ao lado de prisioneiros palestinos algemados e vendados disse, nesta terça-feira (17), que não entende o motivo de tanta revolta.
Segundo reportagem da rede BBC, mesmo sem admitir ter errado, Abargil pediu desculpas pelas fotos publicadas. "Peço desculpas, não tinha intenção de ofender ninguém". Ela também reclamou da atitude do Exército desde que a história foi divulgada e disse que foi tratada de maneira "nojenta" pelos militares. "Fui uma soldada modelo, estava disposta a morrer pelo Exército, sofria mais de 20 Kassam (foguetes lançados contra o sul de Israel a partir da Faixa de Gaza) por dia e me tratam dessa maneira?", se queixou.

As imagens da soldado vêm acompanhadas da legenda: "o exército, melhor época da minha vida".
Além das imagens, que já foram retiradas do Facebook por Eden, os comentários feitos por ela e por amigas provocaram críticas e renderam, inclusive, ameaças de morte. Em uma troca de mensagens, uma amiga escreve que "você (Eden) está muito sexy assim", e que um dos palestinos - na foto em que aparece sozinho ao lado dela - "está certamente excitado". Em resposta, ela escreve que deveria "etiquetar" o sujeito, indagando-se sobre a presença dele na rede social.
fontes:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2...om-presos-palestinos-nao-entende-reacoes.html

http://noticias.terra.com.br/mundo/...tos+diz+que+nao+deve+perdao+a+palestinos.html

Para mim é absurdamente assustador que ela não consiga compreender como é brutal ser fotografada desse jeito e o que fez ao postar essas fotos.
 

Anexos

Fernanda

Andarilho de Eriador e
O mais assustador é que ela pode não ser uma pessoa má.
Ou os outros soldados nas primeira fotos.

É só que a doutrinação faz com que o ser humano perca a capacidade de enxergar o "inimigo" como outro humano, aí então, na cabeça deles, não tem problema esse tipo de foto e de comentário.

Isso não torna humilhar de abusar de pessoas certo.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo