1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fatos esquisitos, mas reais sobre a Segunda Guerra Mundial

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Liero, 2 Ago 2009.

  1. Liero

    Liero Asperger

    A fonte da matéria foi tirada desse site:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eu apenas traduzi e adaptei alguns dos fatos mais curiosos pra vocês lerem, e não se tratam apenas de coisas engraçadas, mas de fatos que também são algo a se refletir a respeito.

    * * *

    1. O primeiro Alemão morto em serviço na guerra foi morto por Japoneses (China, 1937), o primeiro servidor Americano morto foi morto pelos Russos (Finlandia, 1940), e o americano de mais alta patente morto foi o tenente-general Lesley McNair, morto pelas pelos Air Corps do exército americano. Grande perda para os Aliados.

    2. O mais jovem americano em serviço na guerra foi Calvin Graham de 12 anos. Ele foi ferido e recebeu Baixa Desonrosa por mentir sobre sua idade. (seus direitos foram restaurados mais tarde por um ato do Congresso)

    3. Na época de Pearl Harbour o alto comando da Marinha Americana era chamado CINCUS ( pronuncia-se "sink us" = afunde-nos), a braçadeira da 5º divisão de Infantaria do Exército AMERICANO era a Suástica, e o trem particular de Hitler chamava-se "Amerika". Todos os três foram mudados a propósito de relações publicas.

    4. Mais Americanos morreram a serviço do Air Corps do que do Marine Corps. Durante o decorrer das 30 missões requeridas, sua chance de ser morto era de 71%.

    5. Não é que aviões bombardeiros eram imdefesos. Um B-17 carregava 4 toneladas de bombas e 1,5 toneladas de munição de metralhadora. A 8º Força Aérea Americana abateu 6098 caças, 1 para cada 12700 tiros disparados.

    6. Falando de modo geral, não havia essa coisa de piloto de caça de desempenho regular. Ou você era um ás ou era um alvo. Por exemplo, o ás Japonês Hiroyoshi Nishizawa abateu 80 aviões. Ele morreu enquanto era passageiro de um avião de carga.

    7. Era uma prática comum em aviões caça carregar cada cinco balas com munição especial que deixa rastro para auxiliar na mira. Isso era um tremendo erro. As munições de rastro tinham balística diferente, então se o rastro acertava o alvo, 80% dos tiros de fato não o estavam atingindo. Pra piorar, os rastros avisavam instantaneamente seu inimigo de que ele estava sob fogo e de que direção este procedia. Mas o pior de tudo era a prática de carregar uma fileira de munições de rastro no fim do pente de balas para sinalizar que você estava sem munição, e isso era uma informação que você definitivamente não queria dar ao seu inimigo. Unidades que paravam de usar as munições de rastro viram seu ritmo de sucesso em missões dobrar e as perdas despencarem.

    8. Quando exércitos Aliados alcançavam o rio Reno na França, a primeira coisa que os homens faziam era urinar nele. Isso era uma prática quase universal desde o soldado raso até Winston Churchill (que aproveitou pra fazer seu showzinho pessoal) e o General Patton (que foi fotografado na ocasião).

    9. Os aviões bombardeiros alemães Me-264 eram capazes de bombardear Nova Iorque, mas os Alemães achavam que não valia a pena o esforço.

    10. Os Russos destruíram mais de 500 aviões Alemães por colidirem com eles em pleno ar e algumas vezes limparam campos minados simplesmente marchando sobre eles.

    11. O Exército Americano tinha mais navios que a Marinha Americana.

    12. A Força Aérea Alemã possuia 22 divisões de infantaria, duas divisões de blindados e 11 divisões de paraquedistas. Nenhuma delas era capaz de realizar operações de paraquedas. O Exército Alemão por outro lado tinha paraquedistas que ERAM capazes de fazer operações de paraquedas. Vai entender...

    13. Quando o Exército Americano desenbarcou no Norte da África, entre os equipamentos trazidos havia 3 usinas completas de envasamento da Coca-Cola.

    14. Entre os primeiros "Alemães" capturados na Normandia havia vários Coreanos. Eles foram forçados a lutar pelo Exército Japonês até serem capturados pelos Russos e forçados a lutar pelo Exército Russo até serem capturados pelos Alemães e foçados a lutar pelo Exército Alemão até serem capturados Pelo Exército Americano.

    15.
    Um submarino alemão U-120 afundou devido a mau-funcionamento do toalete.

    16. A única nação a qual a Alemanha declarou guerra foi os Estados Unidos.

    17.
    O pentágono até hoje possui o dobro de banheiros além do necessário. Isso porque quando foi construído em 1940, ainda havia leis de segregação que exigiam banheiros separados para negros e para brancos.

    18. 80% dos soviéticos do sexo masculino nascidos em 1923 não sobreviveram à Segunda Guerra Mundial.

    19. Entre 1939 e 1945 os Aliados lançaram 3,4 milhões de toneladas de bombas, o que representa uma média de 27.700 toneladas de bombas por mês.

    20. 12.000 aviões Bombardeiros foram abatidos durante a Guerra. 2 ou 3 dos membros de tripulação desses aviões bombardeiros foram mortos para cada avião destruído. 6 membros de tripulação de Bombardeiros eram mortos para cada um ferido. Mais de 100.000 membros de tripulação de aviões Bombardeiros foram mortos só na Europa.

    21. Entre as tropas de solo, 3 ou 4 eram mortos para cada um ferido.

    22. As mensagens de rádio transmitidas entre os Aliados e interceptadas pelos Japoneses revelavam conversas indecifráveis composta de sons guturais tão estranhos que despertaram a atenção até de criptozoólogos (estudiosos de formas de vidas desconhecidas). Tratava-se na verdade de operadores de rádio Navajos (etnia indigena da América do Norte), trocando mensagens em seu próprio idioma. Essa foi a estratégia dos americanos para enviar mensagens seguras para seus aliados.

    23. Em menos de um ano, entre 6 de junho de 1944 e 8 de Maio de 1945, os Aliados tiveram 200.000 baixas e 550.000 feridos só na Europa.

    24. 40.000 homens serviram em submarinos alemães U-Boat durante a Segunda Guerra. 30.000 deles nunca retornaram.

    25. Vários membros de tripulação de aviões morreram de gases (!?) Acontece que ascender a 20.000 pés de altura (cerca de 6.000 metros) em uma aeronave sem pressurização causava a expansão dos gases intestinais em até 300%.

    26. A Alemanha perdeu cerca de 40 a 45% de sua frota aérea devido a acidentes.

    27. Um cargo de oficial Alemão ficava vago e tinha de ser reposto em média 9,2 vezes (snipers Russos devem ter contribuído muito para essa estatística!).

    28.
    A Alemanha perdeu 136 generais, o que representa uma média de um general a cada duas semanas. Ataque aéreos causaram 1/3 das mortes de generais Alemães. 84 generais Alemães foram executados por Adolf Hitler.

    29. Um dos métodos dos Japoneses para destruir tanques era enterrar um enorme projétil de artilharia apenas com o nariz exposto. Quando um tanque se aproximava o suficiente, um soldado golpeava o projétil com uma marreta. ("Falta de armas não é desculpa para derrota." - Tenente General Mataguchi).

    30.
    Durante um massivo bombardeio naval, 35.000 tropas composta de Canadenses e Americanos assolaram a costa de Kiska (uma das ilhas da costa oeste do Alasca). 21 dessas tropas foram mortas no tiroteio. Poderia ter sido bem pior se houvesse algum Japonês na ilha.

    31. Muitos dos membros da Waffen SS alemã não eram sequer Alemães.

    32. No Dia-D (6 de Junho de 1944), de todos os soldados Alemães 35% foram feridos ao menos uma vez, 11% duas vezes, 6% três vezes e 2% quatro vezes ou mais.

    33. O físico nuclear Niels Bohr foi resgatado em cima da hora da Dinamarca. Enquanto soldados da resistência davam cobertura à fuga, Bohr saiu pela porta dos fundos de seu laboratório para pegar uma garrafa de cerveja cheia de um composto conhecido como "água pesada" (óxido de deutério, com o dobro da massa da água comum). Ao chegar à Inglaterra, ainda com a garrafa, ele finalmente percebeu que tratava-se de cerveja (será que algum alemão bebeu água pesada?).

    34. Estimativas de mortes na Segunda Guerra Mundial variam, mas sugere-se cerca de 60 milhões de pessoas incluindo 20 milhões de soldados e 40 milhões de civis. A União Soviética perdeu cerca de 29 milhões de pessoas, ou quase metade de todas as mortes. Aproximadamente 85% das perdas humanas foram do lado dos Aliados e apenas 15% do Eixo.

    35. Na Primeira Guerra Mundial, apenas 5% das baixas eram de civis. Na Segunda Guerra, 2 de cada 3 mortes foram de civis (e o padrão de guerras com maioria de baixas civis prossegue até nossos dias).

    36. Estima-se que cerca de 20 milhões de mortes foram relacionadas à fome e doenças e 4 milhões de POW (prisioneiros de guerra) morreram em campos de prisioneiros. Estima-se que 12 milhões de pessoas morreram em campos de concentração sendo 6 milhões judeus (a maioria Asquenazes), bem como 2 milhões de minorias étnicas como eslavos, soviéticos, africanos, asiáticos (exceto japoneses) e latino americanos não-brancos, além de 4 milhões de considerados "indignos de viver" ou seja: deficientes físicos e mentais, não-brancos, homossexuais, Maçons, Testemunhas de Jeová e Ciganos).

    37. Com o fim da Segunda Guerra Mundial começou uma nova era chamada de Guerra Fria, que durou quase 50 anos e resultou na morte de cerca de 74 milhões de pessoas incluindo 27 milhões de pessoal militar e 47 milhões de civis. Fontes imprecisas mencionam de 20 a 60 milhões de mortos devido á perseguição política e fome durante o regime comunista de Josef Stalin.
     
    Última edição: 4 Ago 2009
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Roger

    Roger HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!

    Como ja disse e algumas conversas na fac, com com amigos, se o Hitler nao tivesse atacado a russia, seriamos todos nazistas
     
  3. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Hitler cometeu o mesmo erro de Napoleão tentanto conquistar a Rússia, tsc tsc tsc...


    Muy lecaiz essas informações :lol:
     
  4. ximbinha

    ximbinha Usuário

    deixa de ser burrinho
    de onde iam tirar o petroleo e os minerios que as fabricas precisavam ? invadir a russia foi uma medida necessária , ou invadia , ou se rendia
     
  5. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Morreram aproximadamente 24 milhões de soviéticos na Segunda Guerra Mundial (entre civis e militares), aproximadamente 8 milhões de alemães e aproximadamente 6 milhões de judeus foram assassinados em campos de concentração ou executados nas invasões.

    Não há estimativas precisas sobre a China, mas especuala-se um número entre 10 e 20 milhões de mortos.

    No total calcula-se um número entre 60 e 75 milhões de mortos. Em termos comparativos o Brasil tinha uma população de 40 milhões de pessoas no início da Guerra.
     
  6. ccgimli

    ccgimli Homo homini lupinus

    O único erro de Hittler foiter ido à Rússia,onde perdeu parte de seu exército, como o foi do nosso velho Napoleão...:yep:
    Mas deve ser considerada também a intromissão estadunidense na Segunda Grande Guerra.:bamf:
     
  7. Roger

    Roger HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!


    É facil demais conquistar a russia né? e ainda por cima atacando a africa e a inglaterra. e tendo que manter os paises conquistados, entre eles a frança.
    E tudo ao mesmo tempo?

    PS: nao gostei do burrinho ok?
     
  8. lisseminte

    lisseminte Nox!

    Muito interessante as curiosidades.Cada coisa esquisita que acontecia nessa guerra...^^
    É dava pra ter noção que quem trabalhava na força aérea morria mais cedo_Ou era atirar no alvo ou morrer.Era um horror.E a história do menino de doze anos?Incrível é o fato dele ter conseguido entrar no exército.

    Tem mais curiosidades?Se tiver posta mais,ok?
     
  9. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Incrível foi tantos meninos e meninas de 12 anos ou menos terem sobrevivido.
     

  10. Intromissão estadunidense...tudo isso, por causa de um navio.
     
  11. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Ximbinha, parece que é novo, tente tratar as pessoas com mais respeito e terá uma recepção muito melhor ;)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Gostei das curiosidades
    Eu gosto de estudar a segunda guerra, quanto mais informação melhor ^^
     
  13. Essa segunda guerra, apesar de ter ocorrido no século xx, continua sendo horrível e as marcas do nazismo ainda não foram apagadas.

    Se teve um saldo de mortos muito elevado na primeira guerra, imagine na segunda guerra (com a invenção da bomba atômica, aposto que tirou o sono de muita gente, naquela época). Fico pensando se ocorrer a terceira guerra mundial e se eu vou viver para vê-la, tomara que não, mas,todo ano inventam um novo conflito. Esses novos conflitos podem, imprevisivelmente,gerar algum mais sério.

    Já há a hipótese de fazer uma bomba de hidrogênio (eu vi isso em algum lugar) que tem uma energia superior ao da bomba atômica e poderia varrer o planeta terra do mapa. Será que um país totalitário e ignorante pode usar, caso seu líder sinta que vá perder a guerra?

    O fantasma da guerra anterior ainda assombra.
     
  14. Roy Batty

    Roy Batty "Inconsertável"

    [FONT=&quot]A intromissão dos EUA na 2ª Guerra Mundial não pode ter sido ocasionada por uma agressão de pequeno porte a Pearl Harbor. O governo usou esse pretexto, obviamente, para, de fato, assumir a hegemonia do mundo, tendo, a partir daí, a solidificação da bipolarização mundial entre EUA e URSS. Num preâmbulo, pegamos a situação política, econômica e militar dos países-chave na Segunda Guerra. Se podemos interpretar a agressão do Japão como ofensa grave à soberania militar estadunidense? Sem dúvida, mas os EUA naquela época viam uma Europa minada em conflitos, desgastada e sem reais líderes que ditassem os rumos político-econômicos de forma equilibrada e dinâmica. Havia a Inglaterra, mas esta já estava enfraquecida, mesmo militarmente, apesar da força aérea ter imposto uma derrota vexatória à até então invencível esquadrilha da Luftwaffe de Hitler.Muita gente esquece que Hitler não perdeu apenas quando decidiu invadir a Russia (e já tinha conquistado vastos territórios nas adjacências), mas perdeu inesperadamente a batalha no que tange às forças aéreas. A Itália não era uma preocupação, já que Mussolini possuía tantos inimigos em seu próprio país quanto fora.[/FONT]



    [FONT=&quot]Apenas os EUA, sossegados do outro lado do mundo, não tinham tido nenhum desgaste mínimo do potencial militar desde o início da Segunda Guerra (1939 à 1941), sendo que, pelo contrário, armava-se e desenvolvia-se numa escala muito maior que os países do Velho Mundo. Pois não desperdiçavam matérias-primas com vários focos de pequenas batalhas ou com acordos múltiplos tão comuns nos países europeus que, no fundo, limitavam a expansão total de uma potência européia. Assim que entrou na Guerra, os EUA já estavam com uma vantagem que só fazia atrair para si todo tipo de tentativa de persuasão a fim de não comprometerem as investidas alemãs que, até então, estavam sendo um sucesso. A Alemanha já tinha controlado o [FONT=&quot]Norte da França, Iugoslávia, Polônia, Ucrânia, Noruega e territórios no norte da África. [/FONT][FONT=&quot]Uma estratégia tentadora para os EUA foi a de impedir que um país saísse vitorioso (e fortalecido) sem contar com a ajuda dos norte-americanos. Pois a disputa futura pela supremacia seria longa e mais desgastante e nociva, devido ao fato dos EUA, naquela época, já estarem bem avançados científica e militarmente, por isso seria um desperdício deixar de usar seu potencial num momento crucial como aquele que foi o pretexto do bombardeio em Pearl Harbor. Queriam tirar vantagem e fortalecer o seu prestígio diante de algumas potências - os EUA, antes de entrarem na guerra, forneciam suprimentos ao Reino Unido e à Russia. [/FONT][/FONT][FONT=&quot]Sem os EUA na Guerra, a Alemanha teria chances de vencer, pois lembremos que foram os EUA a bombardear todas as principais fábricas que alimentavam o arsenal nazista. A tendência é que tais países no contexto europeu enfraqueçam uns aos outros e partilhem a decadência num determinado momento. E foi isso que aconteceu no início do Séc XX.


    A Europa ainda respirava resquícios de um mecanismo arcaico nas estruturas político-sociais, baseadas não em líderes capazes, mas antes ligados a uma importante família/ dinastia. Muitos líderes de capacidade intelectual superiora foram preteridos em prol de outros que só tinham fama por combaterem a monarquia (o discurso pró-república dizia que existiria uma transformação total, etc. Houve uma certa transformação, mais muito aquém de fazer frente ao novo poder que nascia na América .É fruto de mecanismos inadequados frente ao ideal do Novo Mundo. E como os EUA surgiram como potência dentro de uma atmosfera livre de políticas ultrapassadas, era óbvio que encontrasse um ambiente prolífico em todos os segmentos para dar sustentação ao plano de assumir a supremacia no novo século. Além desse espírito prático e mais realista, os EUA sempre abafaram qualquer foco de idéias retrógradas de monarquia, extrema direita, extrema esquerda ou whatever. A política americana no início do século XX era a mais moderna e equilibrada do mundo, e isso não deixa de ser um ponto positivo. A europa, sem grandes líderes desde Napoleão, tornava-se gradativamente decadente frente a essa promissora potência que era os EUA.
    [/FONT]



    [FONT=&quot]Os EUA se viram, então, depois de um século de desenvolvimento, sem nenhum desgaste de cunho militar e econômico tão comprometedor como acabou ocorrendo com os países europeus. A Guerra Civil não afetou logisticamente os territórios nortistas (industrializados). Era uma questão de tempo até surgir uma nova hegemonia. Não precisaram impor uma hegemonia através da bagagem histórica como sempre tentavam impor os países europeus. . A Alemanha, coitada, teve sucessivas humilhações que até serviriam para justificar as atitudes tomadas por Hitler. No entanto, um erro não justifica outro: a Alemanha foi humilhada na Primeira Guerra Mundial, Hitler queria dar o troco, mas de forma absolutamente doentia e sem equilíbrio emocional. Nesse turbilhão de guerras, tramóias e dissensões políticas européias, os EUA, do outro lado do oceano, assistiam a tudo com algum tipo de prazer sádico, e riam à toa de seu futuro promissor. A bomba atômica jogada sobre Hiroxima e Nagasaki foi uma das maiores, mais rápidas e avassaladoras “vitórias” políticas já vistas. E isso já é o suficiente para entendermos o porquê da Velha Europa sucumbir. Vivia num estado de espírito excessivamente romantizado. Enquanto que os EUA eram mais práticos e olhavam para as possibilidades futuras e não para as glórias passadas, como faziam os europeus.[/FONT]
     
  15. Liero

    Liero Asperger

    Você manda, já editei o tópico com mais curiosidades que eu tirei traduzi de várias fontes. Espero que achem interessante assim como eu, pois realmente não dá pra entender a história da humanidade sem recorrer às guerras.

    Realmente eu também duvido muito que os Estados Unidos tenham entrado na Guerra "por causa de Pearl Harbour". O mais lógico é que este tenha sido apenas o pretexto, como o Roy Batty comentou acima. C'mon guys, vocês devem saber como funciona a política humana, lembram da Guerra de Tróia? Ou será que o rei Agamenon iria mobilizar quase toda o exército Grego por 10 anos só para recuperar a esposa fujona do irmão?

    Se eu souber de mais fatos interessantes eu posto, OK?
     
  16. Bem interessante todo o tema abordado .
    Oque me deixou mais intrigado foi o lance da coca-cola .cera que era necessario naquele perildo..
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pra mim o unico fato estranho foi os EUA o "câncer" do nosso planeta praticamente sair de "heroi" nessa guerra.. ah como teria sido bom se tivessem levado um pau feio e tivesse ficado com seu território esmigalhado, mas nem caindo toneladas de neve da mais pesada e dezenas de furacões aquela p**ra não vai pro chão.
     
  18. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Esse foi o acordo selado. Os EUA seriam proclamados os heróis do lado de "cá" e os soviéticos os heróis de "lá".

    Quando os EUA finalmente chegaram a Berlin a bandeira soviética já estava asteada há uma semana por lá. Só que a URSS não tinha nem contingente (24 milhões de baixas), nem armamento suficiente e nem vontade (vários anos ininterruptos na guerra) de entrar em conflito direto com os EUA, e além disso tinham medo (a bomba americana já estava pronta e funcionando).

    O maior feito dos EUA para Guerra não foi ter participação decisiva na derrota dos Alemães, os soviéticos iriam conseguir isso sem a ajuda americana, só levariam mais tempo. O grande feito americano foi meter o pé na Europa e dizer à URSS: "Opa, pode parar por aí, esse lado de cá (leia-se Inglaterra, França e adjacências, a chamada europa ocidental) não vai ficar sob a bandeira de vocês."

    Além do mais, os EUA financiaram a reconstrução da Europa Ocidental e Japão e com isso tiveram vários países "livres" subservientes. Já a URSS reconstruiu seu território e a Europa Oriental, mas sob um regime ditatorial, que com o passar dos anos vimos como ruiu. Nesse sentido os EUA realmente ganharam a Guerra, mas só um ignorante os chamaria de heróis.
     
    Última edição: 4 Ago 2009
  19. Lyllith

    Lyllith Usuário

    Tem uma coisa boa sobre a Segunda Guerra Mundial: Vocês sabiam que foi graças a ela que descobriram que o que causa doença celíaca é o glúten???????
    Durante a Segunda Guerra, ficou muito difícil conseguir farinha de trigo para fazer pão, e por isso muitas crianças que estavam internada nos hospitais vítimas da doença (que causa sintomas de desnutrição) acabaram melhorando. Daí a descobrirem a relação foi um pulo.
    A Doença Celíaca é conhecida desde antes de Cristo (não sei bem o ano), mas até quase metade do século XX ninguém sabia a causa e a única coisa que o paciente poderia fazer era conviver com ela. Hoje em dia, graças a Deus, sabemos que basta eliminar completamente o glúten que o celíaco tem uma vida normal.


    *Minha filha é portadora desta doença, viemos descobrir este ano e ela melhorou quase 100% depois que adotamos a dieta.
     
  20. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Além do fato que a guerra bem ou mal faz a tecnologia avançar... senão ainda estaríamos ouvindo musica em radios valvulados e talvez nem poderiamos estar escrevendo num forum como esse.
     

Compartilhar