1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[COLUNA] Por que as celebridades brasileiras não sabem rir de si mesmas?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 4 Jun 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Fernanda Young estava ótima no "Saturday Night Live" de domingo passado. Parecia absolutamente à vontade no monólogo de abertura, como se fosse uma atriz com muitos anos de estrada (o que de certa forma é). Mas o que realmente me chamou a atenção foi sua desenvoltura em tirar sarro de si própria.

    Ela comparou o fracasso de audiência da estreia do "SNL" com a baixa vendagem da "Playboy" para a qual posou. Não foi exatamente novidade: em seus programas no GNT, Fernanda sempre foi muito sarcástica consigo mesma.

    Isto é saudável, e também bastante raro no showbiz brasileiro. Semana passada comentei aqui na coluna como os nosso famosos lidam mal com paródias e gozações. E aí aconteceu um fato que só confirmou a minha tese.

    Silvio Santos conseguiu uma liminar proibindo os humoristas do "Pânico" não só de se aproximarem dele, como também de imitá-lo. Acho até compreensível que um artista não queira sofrer o assédio implacável da trupe do programa da Band: os caras frequentemente exageram na dose, e o que era para ser engraçado se torna simplesmente agressivo.

    Não querer ser imitado já é outra história. E mais incrível ainda é existir juiz que emita este tipo de decisão. É um sintoma perverso da nossa cultura, ainda extraordinariamente patrimonialista e patriarcal.

    Coisa parecida jamais aconteceria nos Estados Unidos. A versão original do "SNL" foi cruel com Sarah Palin durante a campanha eleitoral de 2008, quando ela era candidata a vice-presidente pela chapa republicana. E como foi que a ex-governadora do Alasca reagiu? Não, não acionou seus advogados. Foi participar do programa, o que só pegou bem para sua imagem.

    Por aqui é o contrário. A intolerância com piadinhas não atinge só as celebridades. Agora todo mundo tem os brios feridos e se sente no direito de reclamar de qualquer piadinha na TV. A reação exagerada dos jogadores de polo aquático ao quadro que o "SNL" veiculou semana passada me fez suspeitar de que eles são mesmo uns dodóis.

    O mais grave é a possibilidade da decisão judicial em favor de Silvio Santos abrir um precedente. Vai estar assim de gente querendo calar a boca dos humoristas, principalmente entre os políticos. Já houve uma tentativa nas eleições de 2010, felizmente abortada. Mas não duvido que voltem à carga este ano.

    É normal que qualquer pessoa com exposição na mídia queira controlar a própria imagem. O que não é normal são juízes que fazem uma interpretação antiquada da lei, passando por cima da liberdade de expressão. Pois é --ainda falta um bocado para que o Brasil seja uma democracia plena.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    Morfindel Werwulf Rúnarmo is on a killing spree...
     
  3. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Mais um mito foi por terra, de que o brasileiro tem senso de humor. Sabe rir da desgraça dos outros, mas quando é o alvo da piada, aí quer advogado e meter processo por danos morais.

    Saudade dos anos 80...
     
    • Gostei! Gostei! x 2

Compartilhar