• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Caso RPG - Ouro Preto

TT1

Dilbert
Saiu a sentença absolvendo os rpgistas:


Eu arrepiei aqui, hein.

Mais detalhes AQUI
 
Última edição por um moderador:

Maglor

Lacho calad! Drego morn!
O cara de paletó preto tá com uma Bíblia na mão? Apelou, heim. Mas tá valendo, pra ser absolvido, vale tudo.

Bom saber que se o Ministério Público (pra quem tinha dúvida) é majoritariamente tosco, pelo menos o "povo", o nosso júri, consegue ser mais racional.
 

DW

Usuário
Gelei vendo isso.

Tinha ouvido falar dessa história, mas nunca fui a fundo. Que palhaçada.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Não conhecia esse caso.
Mas o texto aí não é nada isento também, né?
Fica complicado analisar.

Mas se for verdade, é mais um caso que eu digo que só vai se resolver quando os velhotes, que acham que enfiar cabeção-de-nego em cu de gato é mais saudável que videogame/RPG/internet, morrerem e derem lugar à nova geração.
 
Última edição:

Deriel

Administrador
Foi a primeira vez que eu via a cara do grupo de jogadores acusados... que ridículo. Tudo bem que todomundo é capaz de tudo, mas vocês viram o nível daquele grupo? Sem chance.

Obviamente que a vida de todos ali foi grandemente afetada e tenho certeza que o primeiro, de terno e Bíblia, não foi assim para convencer ninguém da inocência e sim, por pura falta de esperança deve ter se agarrado à religião.
 

ARABAEL

Ema Infame e
Maníacos...e com caras de bocós...devem cheirar legal. Umas caras de mané, sem noção mesmo.

RPG ... sou sincera em dizer que não sabia como era esse jogo, não sei se a explicação que deram na TV, estava correta, mas basicamente você tem que ter um acervo de conteúdo sobre mitologia, criaturas, histórias, para se dar bem e você encarnar o seu personagem, seria um teatro em forma de jogo. É isso? Os dadinhos não saquei, seriam os pontos, não entendi o lance do "ele te acertou" depois de jogar aqueles dadinhos.
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Credo, a sensação ao ler o link do TT1 foi de que tinha voltado a época da Inquisição. Pelamordedeus, quem é aquela Adauto que saiu caçando bruxas em pleno século 21? A acusação toda baseada no fato de que os quatro liam e jogavam RPG! Tá loco... esse delegado é mais perigoso do que o assassino da garota.
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
Maníacos...e com caras de bocós...devem cheirar legal. Umas caras de mané, sem noção mesmo.
Eu achei que estavam mais é com cara de apavorados. Quase oito anos passando todo tipo de m... porque foram acusados de um crime que não cometeram. A garota ficou meses presa, foram hostilizados e passaram da pior e estavam vendo o destino deles sendo decidido depois de ouvir as coisas que a promotora disse. Eles estavam era com medo, choque, e muita dor.

Não tou dizendo que são santinhos. Só que eles estavam em uma situação terrível.

RPG ... sou sincera em dizer que não sabia como era esse jogo, não sei se a explicação que deram na TV, estava correta, mas basicamente você tem que ter um acervo de conteúdo sobre mitologia, criaturas, histórias, para se dar bem e você encarnar o seu personagem, seria um teatro em forma de jogo. É isso? Os dadinhos não saquei, seriam os pontos, não entendi o lance do "ele te acertou" depois de jogar aqueles dadinhos.
RPG é muito bom de jogar. A explicação no link que o TT1 postou junto com o vídeo é básica, a da wikipedia é mais detalhada e tem uma explicação legal pro dadinhos:

wikipedia disse:
Exemplo: "Um personagem esta preso em uma masmorra. O narrador então descreve ao jogador que nessa masmorra existe apenas uma única porta de madeira. O jogador então decide tentar arrombar essa porta, para fugir. O fato é que arrombar uma porta é um ato que exige força e habilidade, e por haver grande chance do jogador falhar ele deverá fazer uma jogada de dados para ver se consegue realizar o feito. Ele joga os dados, consegue um resultado satisfatório, e arromba a porta."
Ou não arromba se não conseguir rsrsrsrsrs

Existem RPGs de Senhor dos Anéis, por exemplo. Ou HP, ou SW ou ST, só para falar de universos baseados em filmes/livros/séries.

Mas o grande lance dessa história toda que rolou, o que realmente me incomoda, é a Santa Iquisição. É como se fosse novamente uma caça às bruxas. Garotos sendo julgados não por um crime mas por gostarem de livros, musicas e jogos que certas criaturas cegas e fanáticas não aprovam e nem conhecem.

Jornal Hoje em Dia disse:
...enfatizou a promotora, que disse ter feito amplas pesquisas sobre o jogo, mostrando que fazem mal a quem o pratica assiduamente.
Ou são usados para desviar a atenção de crimes de quem deveria caçar criminosos.

Jornal Hoje em Dia disse:
Já a defesa de Edson Poloni, a primeira a falar, acusou o delegado que conduziu as investigações na época, Adauto Correa, de desviar a atenção da opinião pública dos inquéritos que ele vinha respondendo desde junho de 2001 em Mariana, três meses antes do assassinato de Aline, por atentado violento ao pudor e coerção no curso do processo.
E algo da imprenssa oficial, que concorda que houve mesmo imperícia.

http://www.otempo.com.br/otempo/not...&IdSubCanal=&IdNoticia=115265&IdTipoNoticia=1
 

Éomer

Usuário
O que me choca não é o fato de terem envolvido o RPG nesse caso. Dementes fanáticos existem desde que o mundo é mundo e continuarão existindo, infelizmente. O mais revoltante é uma investigação tão mal conduzida e uma acusação tão fragil e cheia de falhas como a apresentada terem sido levadas a julgamento. Esse é o típico caso em que a justiça não conta mais, mas sim o espetáculo para convencer a opinião pública.
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
Sim. O terrível nisso tudo é exatamente a manipulação para ganahr o quê? Notoriedade? Uma distração para seus próprio podres? Poder? Vender jornais?

E com, ou sem, RPG existem muitos exemplos disso.
 

Dorak

-Morgoth! Não me chame de
É por causa de um bando de imcompetentes com problemas mentais, e que não sabem se quer analizar um crime, e o pior, estão no poder público... que assuntos como o RPG ficam mal falados. Na tentativa de achar um culpado a qualquer custo cometem esses erros absurdos, prendendo pessoas inocentes. E o pior eles tentaram culpar o jogo.
OBS: não são todos que se encaixam nessa descrição acima.

Lembro na época que esse caso apareceu na televisão .... foi um sacrifício eu jogar RPG com os meus amigos....nunca discuti tanto com a minha mãe sobre um assunto, mas como aqui em casa a palavra dela é a palavra final...ja viram as coisas.

Vou fazer questão de divulgar essa notícia. E perdão pelos chigamentos, é que eu me exaltei.

E valeu TT1, por postar isso aqui no fórum.
 
Última edição:

Skywalker

Great Old One
Seria tão legal se, no final, descobríssemos que aquele livro não era a Bíblia, mas sim o Necronomicon...
 

Fringway

Andarilho do Norte (187)
Por mera curiosidade: http://www.nerdssomosnozes.com/2009/07/o-rpg-e-inocente.html
Com destaque para a parte que fala sobre ouro preto
Marcelo Del Debbio disse:
OURO PRETO

No dia 10 de outubro de 2001, Aline Silveira Soares viajou do Espírito Santo com sua prima e alguns colegas para Ouro Preto para participar da “Festa do Doze”, que é uma espécie de Carnaval fora de hora entre as faculdades da região, com R$40,00 e a roupa do corpo para passar três dias.

Segundo o laudo, Aline consumiu drogas durante o dia anterior ao de sua morte. Esta informação foi confirmada por diversas testemunhas que também participavam da festa, em Ouro Preto (testemunhas que foram solenemente ignoradas pelo delegado Adauto Corrêa após as investigações tomarem o rumo circence). Aline não tinha dinheiro e acreditou que conseguiria fugir do traficante sem pagar pela droga que consumiu, mas no dia de sua morte (14 de Outubro de 2001), foi abordada pelo criminoso no caminho de volta para a república onde estava hospedada (o cemitério fica exatamente no meio do trajeto entre o local da festa e a república). Testemunhas (que também foram ignoradas no inquérito oficial) disseram ter visto Aline conversar com um conhecido traficante da cidade na porta do cemitério algumas horas antes de sua morte.

De acordo com especialistas em crimes relacionados a drogas, Aline provavelmente teria se oferecido para ter relações sexuais com o traficante para pagar a dívida, pois as roupas da garota foram encontradas “cuidadosamente dobradas e dispostas ao lado do local do crime, sem nenhum indício de violência ou de coerção”. Aline tomou o cuidado de deixar suas sobre uma das lápides, dobradas com a jaqueta por baixo, para que não sujassem.

Ainda segundo o laudo oficial da perícia técnica, durante a primeira facada que Aline recebeu, o corpo estava na posição acocorada, popularmente conhecida como “de quatro”. Segundo especialistas em crimes de estupro, o traficante provavelmente teria tentado obrigar Aline a realizar sexo anal, que possivelmente foi rejeitado pela garota, resultando no primeiro golpe com a faca. O traficante, tendo ferido Aline seriamente, não viu alternativa a não ser terminar de matá-la. Para disfarçar, o assassino colocou o corpo de Aline em posição deitada sobre a lápide (pelas fotos da perícia e rastros de sangue, pode-se atestar que o corpo foi movido APÓS a sua morte) para tentar atrapalhar as investigações.

Quando o corpo foi encontrado, os policiais começaram as investigações pelos locais em que Aline se hospedou e em uma das repúblicas foram encontrados alguns livros de RPG, que o delegado, evangélico confesso, classificou como “material satanista”. A partir disto, um vereador oportunista chamado Bentinho Duarte (sem partido) viu nisso uma chance de se promover realizando terrorismo psicológico e, junto com o Promotor Fernando Martins (conhecido por ter tentado proibir a distribuições de jogos como Duke Nuken e Carmagedon), moveu ação contra as empresas Devir Livraria e Daemon editora tentando a proibição de 3 títulos (Vampiro: a Máscara, Gurps Illuminati e Demônios: a Divina Comédia).

Resumindo: um crime que não teve nada a ver com RPG, mas sim com DÍVIDA DE DROGAS resultou até agora na prisão de 4 garotos injustamente (que NÃO são jogadores de RPG, fato comprovado pela mãe da vítima em depoimento ao vivo na rede Bandeirantes de TV) e um completo show de aberrações e absurdos na mídia.
 

Elrond

"OFF" it will last two months
Assisti em alguns jornais e percebi que a imprensa detonou com o RPG, e até em alguns casos domonizou esse tipo de jogo.
 

Daisy_Lee82

Humano, Demasiado
Nossa! Solidariedade aos garotos... a vida deles foi marcada para sempre!

Além do culpado real, deveriam verificar a própria participação desse delegado ridículo, preconceituoso e ignorante, quanto sua "cagada" desde o início das investigações... não fosse pela incompetência dele, o caso poderia até ter sido solucionado!

É impressionante como certas pessoas, envoltas da mais pura ignorância e fé cega julga os outros e detona com a vida de inocentes... em nome de suas próprias perspectivas religiosas...

NÃO ME ADMIRA VOLTAREM A QUEIMAR GENTE EM PRAÇA PÚBLICA NOVAMENTE.
 
Nossa!Nunca tinha ouvido falar em um crime envolvendo RPG.Deveria ser algo inocente,mas detonaram com a reputação dele.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo