1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Blind: músicos técnicos?

Tópico em 'Música' iniciado por Curunír, 13 Nov 2002.

  1. Curunír

    Curunír Usuário

    Gente, apesar de BG ser uma das minhas bandas prediletas, sempre achei que seus músicos não eram tão técnicos.

    Pra mim, o destaque absoluto da banda é o Hansi no vocal, que acho mais fraco no ANATO...

    Mas os outros? O que vcs acham?
     
  2. Nunis

    Nunis Steve Young

    hmmm... O André não é nenhum Guitar God... mas as melodias que ele cria na guitarra são extremamente belas...
    Mas o destaque com certeza é o Hansi... e acho que no ANATO ele está tão bom ou até melhor que no Nightfall... O ANATO é outra obra de arte do Guardian
    Eu tenho até duvida de qual cd do Blind eu mais gosto.. do NIME ou do ANATO... cada vez que eu escuto o ANATO eu percebo uma coisa nova... e isso que eu tenho ele há algum tempo já...

    O Blind Guardian vem sim usando bastante técnica nos ultimos albuns... mas mesmo assim eu não os considero técnicos, pois é o felling que se sobressai em todas as suas músicas...
     
  3. Hot Sauce

    Hot Sauce Usuário

    Bom, sinceramente eu não sei...
    Quanto à técnica eu não sei mesmo, mas uma das coisas que mais me encanta no Blind são as melodias do André, sejam elas técnicas ou não. :D
    O vocal também é muuuito bom, e está melhor a cada disco.


    E eu também não acho que o BG seja técnico não.
     
  4. Curunír

    Curunír Usuário

    Cara, pra mim a agressividade do IMFTOS foi o ápice!! Agora acho o vocal dele muito normalzinho... Mas tbm, ele teve problemas, né? Pelo menos voltou a cantar... Mas realmente acho que aquela agressividade característica dele já era :cry:
     
  5. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    A agressividade do IMFTOS é falsa

    Perceba que em CD's ao vivo (...eu tenho vários Bootlegs, como bem sabe...) eu noto que aquela "rasgação de voz" ele nào faz ao vivo

    E agora que estou fazendo aula de canto, aprendi que essa "rasgação" acaba com as cordas vocais

    Por isso eu digo que no ANATO Hansi está sim cantando como nunca, agora eu digo que ANATO é o MEHLOR do Blind

    (...e quem diria que eu, que tenho TODOS os CD's do Blind, diria uma coisa dessas...)
     
  6. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Eu acho eles técnicos sim. Não são grandes virtuoses da música, mas compensam com uma imaginação extraordinaria nas composições. Sem contar que todos evoluiram muito conforme os anos passaram.
     
  7. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

    Com certeza Faramir.

    Mas o Hamsi é aquele tipo de vocal que NINGUEM consegue imitar...tente classificar a voz do cara! 8O não da....é ele, 100% personalidade :mrgreen:

    Agora o Andre compõe riffs muito bons e compensa os seus solos, que são relativamente simples, com uma utilização inteligentissima de recursos no som
     
  8. marton

    marton Usuário

    O Hansi canta pra kct ao vivo. Eu fui no show do Rio e pude comprovar isso ao vivo. O cara canta pra caralho, tem uma puta presenca no palco, fala com o publico o tempo todo sem ser repetitivo e ainda é gente fina pra caralho... Eu e uns amigos fomos até o hotel deles pedir umas fotos, e fiquei contando pro cara sobre aquele clipe do Lord of the Rings com cenas do filme, q ele nao conhecia. =)
     
  9. Avenger

    Avenger Usuário

    É vc resumiu bem a questão.
    Mas ao passo q eles evoluiram como músicos o peso e a pegada das músicas diminuiu...
    Blind é a principio uma banda de Bardos e pelo q sei bardos não precisavam de técnicas musicas hiper apuradas... (Viajei na maionese?? Acontece as vezes... :obiggraz:)
     
  10. Curunír

    Curunír Usuário

    KBral, desculpe perguntar... Todos são obrigados a concordar com vossa excelência?

    Agressividade falsa?? Peraí, vc tá dizendo então que quem gravou tudo não foi ele?

    Seu gay, claro que ele podia fazer essa voz a hora que quisesse, só que em turnês de 500 shows, dia a dia, ele não teria condições de forçar tanto sua voz...

    Acho que vc nunca ouviu Tokyo Tales!! :twisted:
     
  11. Thico

    Thico The Passenger

    Eu acho que eles são tecnicos sim.
    O Hansi não tocava baixo bem, o proprio André disse isso numa entrevista, por isso ANATO nem é ele mais o baixista, mas em compensação ele canta pra kralho, e realmente no IMFTOS ele é perfeito!
    O André não é nenhum Deus da guitarra como disse o Relgal, mas as melodias são lindas.
    O Thomas bem bem bateria... pra quem quer perceber isso bem, ouça Born In A Mourning do IMFTOS! Ele destroe!! :twisted:
     
  12. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

    Pra mim quem se destaca é mesmo o Hansi, principalmente no ANATO, o cara canta muito.
    Mas o Thomen também é bom na bateria, é só dar uma escutadinha em And Then There Was Silence.
    como ja disseram, eles não são monstros, mas possuem uma grande originalidade.
     
  13. Nunis

    Nunis Steve Young

    Quanto ao ANATO... muitas pessoas acho que não o curtem tanto assim.. porque muitas pessoas esperavam um "Nightfall 2" mas o Blind veio com o ANATO... totalmente diferente e original, mas ainda com aquele sentimento que os caras tem nas musicas, que dá pra saber que é Blind...
    Ele pode parecer complexo no ínicio (e é).. mas depois que você o "pegar" é o melhor album que o Blind fez....
     
  14. Thico

    Thico The Passenger

    O Endorel me contou que na verdade o Blind lançaria um CD que seria uma especie de continuação do Nightfall... mas como eles iriam lançar na epoca dos filmes do SdA eles resolveram fazer o ANATO, isso é verdade? :?
     
  15. Nunis

    Nunis Steve Young

    não.. eu não quis dizer que as pessoas esperavam que o Blind fizesse uma continuação... e sim que eles fizessem um album seguindo a mesma linha musical do Nightfall... o que não aconteceu
     
  16. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Eu fui no show e vi que o Hansi canta sim, se quiser, como no Imaginations. Não viu quem não quis. Cantou Born in a Mourning Hall inteira como no cd, uma das mais rápidas e rasgadas. Realmente aquilo destrói a voz, por isso ele se limita, faz show dia sim, dia não. Não tem como dar tudo da voz sempre.

    Um vocalista não pode trocar as cordas do instrumento, nasceu com aquelas e vai morrer com elas. Na gravação de um cd em que o vocal é extremo (e no Imaginations o hansi rasga tanto ou mais que muitas bandas de Black Metal), as músicas são gravadas em sessões, cada música levando tempo. Não sei ao certo, mas já ouvi que o Dani, do Cradle, passa dias na base do sussurro antes de gravação de cd's e de alguns shows. O Dio é outro, chegou nesse idade com esse gogó porque se cuida.
    Adoro a voz do Hansi, mas é lógico que nesse ritmo a tendência é diminuir o alcance... por enquanto tá aumentando, mas até quando? Ele tem estudado e sabe que não faz bem, e eu vi pessoalmente que ele fala baixo e pouco antes do show, além de usar umas pastilhas especiais para cantar.

    Especificamente sobre a técnica do Blind. O grande mérito deles é a evolução absurda no espaço de tempo. Quem ouve o Batallions e o Anato chega a rir e se perguntar se realmente é a mesma banda.
    Técnica não é só quebrar os compassos que nem o Dream Theater faz e o Symphony X tenta fazer ( 8-)). Muita gente reclama que o Blind ao vivo não tem o peso dos cds, mas sabem por que? Não lembro se o Somewhere foi, mas a partir do imaginations os discos são gravados com TRÊS linhas de guitarra. Uma base e duas solando, em algumas músicas o tempo todo. Isso definitivamente é técnica e[/e] criatividade(a maior qualidade deles).
    O Marcus é só razoável, tem uma presença de palco animal, toca com vontade e prazer mesmo. Mas como músico, acho que faz o trabalho dele e só.
    E se o Thomen não é um Portnoy em técnica, está anos e anos longe de alguém poder dizer que não tem técnica. Conheço bateristas que dizem que a bateria é um trunfo do Blind, porque é rápida e pesada como poucas(e é mesmo), e o cara consegue brincar ainda. Tipod e coisa que eu nunc aia perceber na minha ignorância aqui, mas um desses amigos identificou quando ele começa a tocar com uma mão só em Mirror Mirror, com a outra só brincando no contra-tempo. Fora ATTWS, como já disseram...

    ...aliás, depois do Anato, não sei como alguém se pergunta se aquela banda tem técnica. Aquele disco, na minha opinião, pecou pelo excesso de técnica, de arranjos grandiosos... Mas, apesar das críticas, tem mesmo milhares de detalhes ali... ir ouvindo a melodia de UMA guitarra ao longo de uma música é quase descobrir outra música que se encaixa na harmonia toda.
     
  17. Curunír

    Curunír Usuário

    Maglor, vc falou tudo! Sempre achei o Thomen the Omem fantástico!! A bateria é um destaque tbm do BG.

    Com certeza, a banda tem técnica... Seus músicos, individualmente, não são os mais técnicos do mundo, mas o conjunto adquiriu uma maturidade e entrosamento dificilmente encontrada em outras bandas.

    Ei!! Que história é essa? Tentam fazer?? Eles dão aula disso!! :evil: :evil: :evil:
     
  18. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Ser um bom guitarrista não implica em jogar amontoados de arpejos tocados a velocidades absurdas. Alías, guitarristas que fazem isso são taxados de desprovidos de emoção. Eles são frios e mais parecem estar tocando por obrigação que por vontade. Além disso, eles acabam se tornando enjoativos. Sejamos realistas, ninguém quer ficar vendo e/ou ouvindo o cara tacando inúmeras técnicas em solos intermináveis. Esse tipo de coisa só impressiona mesmo outros guitarristas, e ainda assim, nem todos.
    Tome Malmsteen como exemplo. Ele toca muito, é absurdo, mas o estilo dele é muito enjoativo, pois quando tem aquela quedinha ou parada para começo de solo, vc já sabe o que virá. Um monte de notas em alta-velocidade, e arpejos aos montes. Sem falar que a atitude dele é muito ruim, ele é antipático. Um grande babaca. Eu ouso dizer que Malmsteen tem uma técnica invejável, mas, em contrapartida, o timbre que ele tira quando toca não tem nenhum feeling, e como eu já disse, enjoa, e torna-se patético perto de outros Deuses da Guitarra. A gente reconhece Malmsteen pela técnica e não pelo timbre, o que, na minha sincera opinião de músico, é o que deveria garantir a identidade do músico. Por exemplo, pelo timbre, reconhecemos facilmente guitarristas como Slash, Zakk Wylde, Eddie Van Halen e Jason Becker.

    Mas Malmsteen, ao contrário, esconde-se atrás de seus inúmeros arpejos.
     
  19. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

     
  20. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Escutei uma coisa dessas sim, mas seria um single. Harvest of Sorrow ia estar nesse single que terminaria o Silma(porque o Nime acabou na Nirnaeth, tem bastante história ainda...)
    Harvest é sobre o Túrin e Nienor, e teria mais. A ATTWS seria Tolkien based, sabiam? Foi por causa do filme que o Hansi mudou de idéia sim.

    E tem banda aí que só não faz conceitual no filme porque a New Line num deixa... :roll:
     

Compartilhar