1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

As orações de Abbah-leh

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Luciano R. M., 20 Set 2009.

  1. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Nós perdemos todas as guerras.
    Começamos cansados e nem
    sequer lutamos.

    Abba-leh me conta histórias,
    contos de fada, mitos
    sobre tempos já perdidos
    em que se tinha uma
    escolha a ser feita.
    Não entre a prosa e a poesia,
    nem entre o direito e a medicina
    ou entre o amor e a renúncia.
    Devia-se escolher entre
    tornar-se um assassino em nome
    do poder e da riqueza- de outro homem,
    pois a guerra é a mais altruísta das
    atividades- ou ter suas vísceras
    espalhadas no chão.

    Nós perdemos todas as guerras.
    Começamos cansados e nem
    sequer morremos.

    Abba-leh me dá conselhos,
    orientações e me ensina a
    rezar para os deuses.
    Não deuses distantes e altivos,
    mas deuses palpáveis, nos jornais
    e na televisão, engravatados
    e barbeados.
    Pai nosso que estás na merda
    nos dai hoje o chumbo quente
    e a radiação da bomba H.
    Mas não nos deixei cair em tentação
    e que a guerra não se torne
    mais um jogo de video-game.
     
  2. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    "Eu só peço a Deus que a Guerra não me seja indiferente." Da letra de uma música que lembrei.

    Muito bom o poema, Luciano.
     

Compartilhar