1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Evento As 5 melhores (85ª Semana) - Simply Red

Tópico em 'Música' iniciado por Fúria da cidade, 29 Dez 2014.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Simply Red:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O Simply Red foi uma banda inglesa de Manchester-ING, liderada pelo cantor e compositor Mick Hucknall. Após 25 anos de carreira, o grupo de pop britânico lançou sucessos como "Holding Back the Years", regravando o sucesso dos anos 70,"If You Don't Know Me By Now", "Stars", "Come to My Aid" e "For Your Babies", vendendo mais de cinquenta milhões de cópias.

    O Simply Red foi formado originalmente em 1984 na cidade de Manchester por Mick Hucknall, Fritz McIntyre (teclados), Dave Fryman (guitarra) substituído no ano seguinte por Sylvian Richardson1 , além dos ex-membros do The Durutti Column, Tony Bowers (baixo), Chris Joyce (bateria) e Tim Kellett (trompete).2 .

    Através de Elliot Rashman, empresário e amigo de Hucknall, conseguem um contrato com a gravadora Elektra Records em 19853 . Ainda no mesmo ano lançam o compacto de estréia, Money's too tight, 13º lugar no Reino Unido e o primeiro álbum, Picture Book. Mas, o grande êxito acontece somente um ano depois com lançamento de "Holding back the Years" nos Estados Unidos, que alcançou o topo da Billboard. Nesse período fizeram uma apresentação no Festival de Jazz de Montreux de 1986.

    Lançado em 1987, Men and Women não fez o mesmo sucesso do primeiro álbum apesar de alcançar 2º lugar em território britânico. Logo em seguida começam as mudanças na formação do grupo que passou a ser constante. A primeira substituição foi Aziz Ibrahim, futuro membro do The Stone Roses, no lugar de Sylvan Richardson para a turnê de divulgação desse disco que teve no roteiro uma apresentação pela primeira vez no Brasil no Festival Hollywood Rock de 1988.

    A New Flame de 1989 foi o primeiro trabalho da banda a ser número um no Reino Unido, devido em grande parte a canção "If You Don't Know Me By Now" que alcançou o lugar mais alto da Billboard e rendeu um prêmio Grammy de melhor Rhythm and Blues para a grupo em 1990. Antes da produção do disco houve nova mudança no posto de guitarrista que passou a ser do brasileiro Heitor Teixeira Pereira.

    Com o lançamento de Stars em Setembro de 1991, um álbum com todas as composições originais, o Simply Red alcançou seu maior sucesso comercial, vendendo mais de nove milhões de cópias e recebendo vários prêmios como melhor álbum do BRIT Awards e World Music Awards. Na gravação das músicas, Chris Joyce e Tony Bowers são substituídos pelo japonês Gota Yashiki e Shaun Ward, respectivamente; além disso, o saxofonista Ian Kirkham, que vinha participando dos trabalhos do grupo desde o segundo disco, passa a ser membro oficial. A banda aproveitou a oportunidade para começar uma grande turnê mundial que tem como destaques uma apresentação em 1992 no Festival de Jazz de Montreux, um concerto em Hamburgo registrado no vídeo A Starry Night With Simply Red e mais uma atuação no Brasil no Festival Hollywood Rock em 1993.

    Com mais uma baixa, a de Kellett, o Simply Red, oficialmente, era Hucknall, McIntyre, Kirkham e Heitor T.P. para a gravação de Life de 1995. Para suprir os músicos, houve a participação de artistas importantes como Sly Dunbar, Robert Shakespeare e Bootsy Collins. O álbum foi bem-sucedido no Reino Unido, junto com a faixa Fairground, primeiro single número um naquele país insular. No final da LifeTour, McIntyre e Heitor T.P. deixam a banda, que passa a funcionar como uma carreira solo de Mick Hucknall. Prova disso, foi a participação do grupo americano Fugees na regravação de Angel de Aretha Franklin para a coletânea Greatest Hits lançada em 1996.

    Em 1998, o japonês Gota estava de volta para produzir o próximo álbum de estúdio, Blue, com co-produtores Andy Right e Hucknall formando, assim, o trio AGM. Nesse período o Simply Red fez poucas apresentações ao vivo. No ano seguinte, lançam Love and the Russian Winter, último trabalho pela gravadora East West Records.

    Para gerenciar as gravações, turnês e outros trabalhos da banda, Hucknall e seus empresários, Andy Dodd e Ian Grenfell, criaram a marca simplyred.com em 20024 . O primeiro álbum desse selo foi Home, lançado no ano subseqüente, que não recebeu boas críticas5 , mas tornou-se o álbum independente mais vendido da história6 . Continuando as gravações, lançam Simplified em 2005, álbum com versões acústicas e influências latinas dos seus maiores sucessos, que voltou a fazer as pazes com a crítica7 .

    Em 2007 chega ao mercado o álbum Stay, considerado uns dos melhores trabalhos do grupo devido a experiência de Hucknall e sua postura em fazer canções fortes8 . Naquele mesmo ano, o líder do Simply Red anuncia que esse seria o último trabalho de inéditas.

    Em 2009, o grupo anunciou que sua próxima turnê seria a de despedida ("Farewell, The Final Tour") e em 19 de Dezembro de 2010, fez o último show da turnê que foi realizado na O2 Arena em Londres, Inglaterra.

    Discografia:

    1985 – Picture Book
    1987 – Men and Women
    1989 – A New Flame
    1991 – Stars
    1995 – Life
    1996 – Greatest Hits
    1998 – Blue
    1999 – Love and the Russian Winter
    2000 – It's Only love
    2003 – Home
    2005 – Run It Red
    2005 – Simplified
    2007 – Stay
    2008 - 25: The Greatest Hits
    2010 - Songs of Love
    2012 - Live at Montreux 2003

    Última formação: Mick Hucknall, Ian Kirkham, Kenji Suzuki, Dave Clayton, Pete Lewinson, Steve Lewinson e Kevin Robinson.

    Ex-integrantes: Tony Bowers, Chris Joyce, Tim Kellett, Sylvan Richardson, Fritz McIntyre, Aziz Ibrahim, Heitor Teixeira Pereira, Gota Yashiki, Tim Vine, Shaun Ward, Wayne Stobbard, Andy Wright, Mark Jaimes, Myllenda Lay, Dave Fryman, Colin Graham, Janette Sewell, Dolly James, Dee Johnson, Chris De Margary, Sarah Brown, John Johnson.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Comentários: Ótima banda do pop britânico que até já teve o guitarrista brasileiro Heitor Pereira integrando o grupo que marcou boa presença com som que mesclava bem pop, soul, R&B e rock.

    As minhas preferidas:

    1° Something got me started
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    2° The Right Thing
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    3° Holding back the years
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    4° If you know me by now
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    5° Sunrise
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Quickbeam

    Quickbeam Rock & Roll

    1 | "Come to My Aid" (Picture Book, 1985)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Foi a primeira música do Simply Red que escutei e ainda é uma de minhas favoritas. Lembro que quando a ouvi no rádio, achei que fosse uma mulher cantando, uma cantora de soul ou R&B. :dente:
    2 | "Night Nurse" (Blue, 1998)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    A banda sempre gravou covers e algumas se tornaram famosas ("Money's Too Tight (to Mention)", "If You Don't Know Me by Now", "The Air That I Breathe", "You Make Me Feel Brand New"), mas minha favorita continua sendo essa versão do hit de Gregory Isaacs, que, aliás, só conheci depois de muito escutar essa produção de Sly & Robbie com Mick Hucknall nos vocais.
    3 | "Your Mirror" (Stars, 1991)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Só fui descobrir o cunho político dessa música recentemente. :dente: Enfim, fora isso, foi difícil escolher apenas uma faixa de Stars para entrar na minha lista.
    4 | "Fairground" (Life, 1995)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Essa foi gosto adquirido, já que não fui com a cara dela de início, mas os vocais soft sobre a batucada dançante acabaram me conquistando. XD
    5 | "Sunrise" (Home, 2003)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Uso certeiro de um sample de "I Can't Go for That", sucesso de Hall & Oates, outro expoente do chamado blue-eyed soul.
     

Compartilhar