1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

A Clonagem na Visão do Espiritismo e Kardecismo

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por thaina.nca, 20 Mar 2015.

  1. thaina.nca

    thaina.nca Usuário

    Olá, meu nome é Thainá e estou fazendo um trabalho para a faculdade ,mais precisamente, para a aula de Biologia Celular, sobre Clonagem, e meu grupo ficou com a parte da religião, enquanto outro grupo fiou com a parte da ciência. O ponto é, em ambos temos que mostrar o ponto positivo e o negativo.

    Será que algum conhecedor do Espiritismo ou Kardecismo poderia me dar uma help?
    Varias religiões estão sendo levantas e fiquei com estas, porem sou leiga e nada melhor que falar com quem sabe do assunto, então quem puder ajudar, obrigada mesmo!

    As minhas dúvidas são:
    1ª) QUAL É A VISÃO DA CLONAGEM PARA O ESPIRITISMO E O KARDECISMO?

    2ª) QUAL SÃO OS PRÓS E OS CONTRAS DA CLONAGEM DE ACORDO COM SUAS CRENÇAS?
     
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Então, eu cheguei a ler 4 dos livros dele (só me faltou ler a Gênese) e essa resposta se encontrava nos livros, por exemplo, o Livro dos Espíritos.

    Revisando um pouco o Kardecismo:

    Pelo que li, o Kardecismo* é uma vertente derivada do espiritualismo Europeu que continha estrutura mais formal, usando na análise o método de problematização acadêmica, por meio de perguntas e respostas como ocorre nos livros do Kardec.

    De maneira que o conteúdo do espiritismo brasileiro foi importado na época dos orientalismos europeus os quais buscavam nas tradições da Índia suas referências, Blavatsky, etc (o Budismo também tende a ser o Hinduísmo + Buda).

    Quando esses estudos chegaram na América tomaram uma forma específica para o Brasil e outra forma específica para os Eua. Ainda hoje o reflexo é muito presente nos cientistas Europeus do século 20 como o caso do paradoxo do gato de Schrodinger, um pesquisador que fora fascinado pela filosofia hindu e pelo Vedanta.

    Dentro do contexto espírita essa migração do conhecimento entre Oriente e Ocidente é interpretada pelos Hindus como um destino Kármico em que a América deva assumir lugar importante (até profético) no futuro das tradições espirituais. Daí que muitos sábios e gurus saíram da ásia e foram visitar ou morar na América.

    Revisando a clonagem:

    Como você deve ter verificado o histórico da clonagem aqui no Brasil, tem o trabalho pioneiro na América Latina feito pela Embrapa, USP e Unesp com bovinos. Se voltarmos lá na genética, cada indivíduo depende antes de genótipo + fenótipo (herança DNA + ambiente). Por causa disso um clone não sai exatamente igual ao outro porque mesmo tendo o mesmo material o ambiente se encarrega de interpretar aquele DNA distintamente para cada clone (aparecem clones com manchas no pelo em lugares diferentes).

    Se pudéssemos clonar um humano, usando a interpretação do espiritismo, Kardec comenta que cada corpo pode possuir apenas uma alma, mesmo que um corpo seja idêntico ao outro, como nos gêmeos, em que cada gêmeos tem apenas uma única alma. Ou seja a interpretação atual da tecnologia da clonagem à luz do livro de Kardec continua válida. De que mesmo nos casos chamados de "possessão" seriam na verdade influência mediúnica de espíritos negativos perturbando uma alma do encarnado que continua sendo a única dona do corpo.

    Todavia, o trabalho nunca parou e outras vertentes do espiritualismo não-Kardecista, possuem interpretações diversas do mundo espiritual como por exemplo o autor Brian Weiss, em que se comentam observações recentes no seu livro no capítulo de casos não-classificáveis o Brian comenta que as fronteiras do mundo espiritual não são tão rígidas e que ele anotou relatos de pacientes em terapias de vidas passadas que mostravam almas unidas uma na outra e até de fragmentação temporária espiritual devido a flexibilidade do espírito e perispírito em relação a matéria.

    Dentro disso tudo, basicamente a abordagem nas pesquisas espirituais atuais busca mudar o pensamento rígido de que a ciência dependa demais de condições que a impeçam de absorver conhecimento uma vez que apenas uma porção do conhecimento do universo é visível com exames padronizados (nem tudo no universo tem repetibilidade por exemplo), a outra porção precisa ser investigada por outras ferramentas intuitivas, subjetivas, espirituais da filosofia, da religião, etc...

    Isso porque está no cerne do espiritismo que conquanto seja muito nobre o homem se dedicar a aprender (a ciência), dentro do universo este objetivo é secundário em relação a prioridade muito mais importante que é a da experiência pessoal.

    Fazendo uma indicação recente de leitura sobre ciência pode espiar uma amostra em inglês do livro "This Idea Must Die - Scientific Theories That are Blocking Progress". Em tradução livre, "Esta idéia deve morrer - Teorias científicas que estão bloqueando o progresso". Nele tem até um capítulo do Richard Dawkins (Gene Egoísta) mas felizmente ele é só um dentre dezenas de autores.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Pessoalmente eu mesmo apresentei um trabalho na facu na época sobre "gestação in vitro" que pedia que as pessoa ampliassem bem os horizontes e abrissem a cabeça devido aos reflexos de tal tecnologia na sociedade.


    *Kardec traça o desenho arquitetônico do mundo/hierarquia espiritual celeste que divide semelhanças com a descrição feita por Emanuel Swedenborg que veio antes e que por sua vez é muito parecido com a descrição de Chico Xavier do "Nosso Lar".
     
    Última edição: 21 Mar 2015
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar