1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ratinho brasileiro desaparecido há mais de 180 anos é reencontrado

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por RSS, 10 Dez 2007.

  1. RSS

    RSS Usuário

    Rato saiuá havia sido visto apenas uma única vez, em 1824.
    Agora, uma equipe de biólogos encontrou espécie escondida na mata do sul da Bahia

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Tecumseh

    Tecumseh Andarilho

  3. Tuor

    Tuor Usuário

    Hahaha, muito boa! :rofl:
     
  4. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Bem interessante o trabalho. Consegui o artigo completo. Quem quiser, é só falar.
     
  5. Danee

    Danee Demônio angelical

    Não entendi porque o caso não teve tanta atenção como os outros que citaram lá. Eles nem consiguiram apoio para a pesquisa, sendo que acharam que o bicho estava extinto e agora que o bicho aparece, parece que ninguém que poderia financiar o projeto liga.. :|
     
  6. Déor

    Déor Usuário

    como dizem, "quem é vivo sempre aparece"

    concordo, mas e sempre assim. =/
     
  7. Tecumseh

    Tecumseh Andarilho

    É um ratinho do mato, e não um gato criado da mistura genética de 4 bichos. É sem graça, portanto.
     
    Última edição: 14 Dez 2007
  8. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Ratinho bonitinho.
    Deviam reprocurar várias espécies.
     
  9. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Pois é, tem muita gente com esse pensamento pífio ainda, infelizmente.
     

Compartilhar