1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Programa do Governo prevê PC para todos

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Alucard, 18 Jun 2005.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. Alucard

    Alucard Um completamente aleatório

    Bem pessoal do Tecnologia/Valinor... Para quem não sabe, o governo federal criou uma medida provisória que prevê uma ajuda aos menos afortunados para a conpra dos seu pcs. Ela retira muitos impostos que existem sobre as peças de computadores.
    A reportagem é da folha online:
    __________________________________________________________________________


    PATRÍCIA ZIMMERMANN
    da Folha Online, em Brasília



    O PC Conectado ou Computador para Todos, como passou a ser chamado o programa, deverá chegar às lojas já neste final de semana, segundo previsão de representantes da indústria do setor que participaram nesta quarta-feira da solenidade de assinatura da "MP do Bem". A indústria aguarda apenas a publicação da medida provisória para repassar o benefício fiscal para o usuário.

    Entre as medidas anunciadas pelo ministro da Fazenda, Antonio Palocci, no Palácio do Planalto, a indústria de informática foi contemplada com a isenção de PIS e Cofins para os equipamentos que custem até R$ 2.500,00, até dezembro de 2009.

    O objetivo do governo é acelerar o programa de inclusão digital, que vai contar ainda com crédito barato para os equipamentos até R$ 1.400, que vai caracterizar o programa Computador para Todos.

    Ao reduzir a carga tributária, o governo também espera conseguir combater o chamado mercado cinza, onde há sonegação fiscal, estimado em 70% do total de equipamentos no país.

    Se o benefício fiscal for totalmente repassado aos consumidores, os computadores poderão ter seus preços reduzidos em pelo menos 9,25%.

    Conexão


    O programa Computador para Todos vai contar ainda com a possibilidade de acesso mais barato à internet. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quarta-feira decreto criando um serviço especial de inclusão digital que vai permitir que as teles fixas ofereçam um plano alternativo de serviços de acesso à internet apenas para um determinado grupo de usuários.

    Por 15 horas de conexão à internet, os usuários do Computador para Todos pagarão R$ 5,00 por mês mais impostos, o que dará cerca de R$ 7,50, dependendo da incidência do ICMS em cada Estado.

    Terão acesso a esse serviço de conexão somente os novos usuários de telefonia fixa ou aqueles que possuem linhas telefônicas instaladas mas não fizeram conexão com a internet ao menos nos últimos seis meses.

    Segundo dados das operadoras de telefonia fixa, existem hoje cerca de 15 milhões de linhas telefônicas residenciais sem computadores e sem acesso à internet.

    A expectativa do assessor do presidente Lula que coordena o programa, Cézar Alvarez, é a de que as medidas contribuam para dobrar a atual produção anual de computadores, que é de 1 milhão de máquinas.

    Financiamento

    Ele explicou que além da medida provisória com a isenção fiscal, será publicado no Diário Oficial da União um decreto com as definições do programa, inclusive de preço dos equipamentos. Segundo o assessor, essa regulamentação por decreto vai evitar a necessidade de mudanças na lei por conta de inovações tecnológicas ou variações de preço que possam vir a ser alteradas no programa.

    Apesar de o programa estar pronto para chegar ao varejo, o assessor admitiu que ainda faltam alguns ajustes sobre as formas de financiamento dos computadores. Ele acredita, no entanto, que algumas redes de varejo deverão ofertar o produto com financiamento próprio, até que os acertos com os bancos sejam finalizados.

    O programa prevê três fontes de financiamento. Uma delas é o microcrédito para o empreendedor, cujo teto é de R$ 1.000,00, mas que o CMN (Conselho Monetário Nacional) deverá elevar para R$ 1.500,00 em reunião prevista para a próxima semana.

    Outra fonte são os recursos do FAT Inclusão Digital, uma linha de R$ 250 milhões com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador que estará disponível aos consumidores por meio dos bancos públicos federais (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) nos próximos 15 dias.

    A terceira linha de crédito é destinada às lojas de varejo, que podem captar recursos junto ao BNDES com juros de 2,5% a 4,5% ao ano mais TJLP para emprestarem aos consumidores a juros de até 3% ao mês. Nesse último caso, as lojas têm 30 meses para pagar com seis de carência.
     
  2. Alucard

    Alucard Um completamente aleatório

    18/06/2005 - 08h51
    Lojas prometem vender micro mais barato a partir de hoje

    Fabricantes e varejo prometem começar a vender hoje micros mais baratos devido às mudanças fiscais previstas na chamada "MP do Bem", assinada na última quarta-feira. A medida isenta o pagamento de PIS e Cofins na compra de equipamentos que custem até R$ 2.500 --com isso, os preços repassados ao consumidor final devem ficar 9,25% mais baixos.
    "A parte do governo já foi 100% cumprida e o programa 'Computador para Todos' [antes chamado de PC Conectado] já está pronto para ser colocado em prática", afirma Cézar Alvarez, assessor do presidente Lula que coordena o projeto. "Agora, o setor está se ajustando para que isso aconteça."

    O supermercado Extra afirma que, a partir deste sábado, seus clientes já encontrarão os equipamentos com preços reduzidos nas prateleiras e também no site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    "Esperamos aumentar a quantidade de máquinas vendidas em 70%. E estou sendo pessimista, porque esse número pode ser maior", diz Rita Bellizia, gerente de categoria eletro do grupo Pão de Açúcar.

    A Casas Bahia divulgou que irá repassar os benefícios para o consumidor, sem citar datas. Por meio de sua assessoria de imprensa, divulgou a seguinte nota: "A empresa tem trabalhado com a sua margem de lucratividade para cobrir os custos. Possivelmente os impactos da 'MP do Bem' sejam melhor percebidos quando do recebimento de novas mercadorias ou novos pedidos."

    Não é necessário qualquer pré-requisito para que o consumidor tenha acesso a esse benefício de isenção fiscal. Os micros de até R$ 1.400 vendidos com as linhas de crédito definidas pelo programa, também estão livres dos tributos.

    Aguardo


    Os fabricantes, que esperam aumentar o volume de vendas, aguardam com ansiedade a redução dos preços nas lojas. "Sabemos que o varejo vai reagir à mudança e esperamos que isso aconteça rápido", diz Hélio Rotenberg, diretor da Positivo Informática.

    Segundo o executivo, a isenção do PIS e Cofins deve fazer com que a venda legal de micros abocanhe uma fatia do mercado informal --que trabalha com a sonegação de impostos. "Isso causa uma reação em cadeia ligada à maior arrecadação de impostos e criação de emprego."

    A HP Brasil compartilha essa opinião. De acordo com Cristina Palmaka, vice-presidente do grupo de sistemas pessoais da empresa, a iniciativa deve reduzir a informalidade do setor, levando parte dela para a legalidade. "Ainda não temos uma previsão de números, mas acreditamos no crescimento do volume de vendas. O mercado deve, agora, se redesenhar e direcionar para trabalhar com essa novidade."

    Procuradas pela reportagem, Dell, Ponto Frio e Submarino não quiseram falar sobre o programa.
     
  3. Cildraemoth

    Cildraemoth Usuário

  4. Deriel

    Deriel Administrador

    Pois é... eu não leio a maioria absoluta de posts colorido. Tem gente que ainda usa subSilver :roll:

    E sobre o programa: muito pouco, muito tarde.
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar