1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nova York quer limitar venda de refrigerantes em lanchonetes

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 31 Mai 2012.

?

Vocês concordam com essa medida?

  1. Sim

    37,5%
  2. Não

    62,5%
  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=2]Bebidas calóricas não poderão ser vendidas em grandes volumes.
    Medida pode entrar em vigor a partir de março de 2013.[/h]

    Preocupado com o avanço da obesidade, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, quer impor restrições à venda de refrigerantes e outras bebidas ricas em açúcar. A ideia é proibir a venda dessas bebidas em grande volume em restaurantes, lanchonetes, carrinhos de rua e salas de cinema da cidade.

    A proposta encaminhada formalmente nesta quinta-feira (31) limitaria a 473 mililitros – ou 16 onças, que é a medida usada nos EUA – o volume das bebidas vendidas em estabelecimentos que servem comida – mercados e supermercados não entram na lista. A medida deve valer tanto para garrafas quanto para copos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Maiores copos de refrigerante devem sumir das lanchonetes de Nova York (Foto: AP Photo/Richard Drew)​

    A prefeitura argumenta que as bebidas ricas em açúcar são as principais responsáveis pelo aumento do consumo de calorias, com base em um estudo de 2006. Por isso, elas estão ligadas ao avanço da obesidade e, por consequência, da diabetes e das doenças cardíacas.

    Pelo projeto, a medida só vai valer para bebidas que tenham mais de 25 calorias para cada 8 onças – pouco mais de uma caloria por mililitro. Portanto, as bebidas dietéticas não serão impactadas. As bebidas que tiverem pelo menos 50% de leite ou de algum substituto também ficarão isentas.

    A proposta só entra em vigor se for aprovada pelo conselho de saúde do município, o que é provável, já que todos os integrantes foram indicados pelo prefeito Bloomberg. A proibição pode começar a valer a partir de março de 2013.

    A iniciativa provocou críticas de moradores que a consideram uma intromissão exagerada do poder público em questões particulares.

    Representantes dos produtores de refrigerantes também se expressaram contrários.
    afirmou Stefan Friedman, da Associação de Bebidas de Nova York.

    A Coca-Cola também divulgou uma nota criticando a atitude do prefeito.
    dizia o texto.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Que país insuportável os EUA vêm se tornando.

    .
     
  3. faoliveira

    faoliveira Hobbit Bonzinho (ou não)

    9Acho justo, justíssimo. (:lol:)
     
  4. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    NOOOOOOOOOOOO!

    E como fica a Coca Cola grande? :mrgreen:
     
  5. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    E o que vai impedir de alguém pedir vinte copos pequenos de refrigerante? :think:
     
    • LOL LOL x 2
  6. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    O preço?
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  7. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Sei não viu bel, ser humano quando quer fazer merda...
     
  8. Lu Meyn

    Lu Meyn Usuário

    Meu deus, deixa a galera ir pro inferno do jeito que quiser!
     
  9. Pearl

    Pearl Usuário

    Toma zero! :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pelo visto só agora caiu a ficha que os EUA são um país com grande numero de obesos e decidiram eleger um vilão.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    E a cervejinha?
     
  12. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não precisa, americanos odeiam cerveja tanto quanto odeiam churrascos.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  13. Lu Meyn

    Lu Meyn Usuário

    ah, o legal seria, na verdade, cortar a ração deles umas 3x =P
     
  14. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Limitar o número de tópicos inúteis que o Morfindel cria, por dia, ninguém quer não, né?
     
    • LOL LOL x 7
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. Lord Leonan

    Lord Leonan Usuário

    A diminuição da quantidade de refrigerante vendido não vai diminuir o nível de obesidade do país.

    O problema é simplesmente o hábito alimentar.

    Acredito que seja mais eficiente o oferecimento de bebidas menos calóricas como opção.
     

Compartilhar