1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Melkor, o inimigo da luz] [Ladrão!]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Melkor- o inimigo da luz, 2 Out 2003.

  1. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    [Melkor, o inimigo da luz] [Ladrão!]

    No estilo de sempre, mas desta vez com uma linguagem meio coloquial (não muito). Se divirtam! ^^


    --------------------------------------------------------



    Fábio andava pela rua com seu amigo Bernardo quando avistou, ao longe, um moreno alto caminhando na sua direção. Abafando a risada, disse:
    - Olha só o brutamontes que vem vindo, Bê.
    - Ele parece bravo, há!
    O homem pareceu ignorar as duas pequenas hienas e continuou seu caminho e, quando passou por eles, esbarrou com força no ombro de Fábio.
    - Ei, esse cara esbarrou em mim! Será que ele ouviu?
    - Provavelmente não, Fábio... Não delira... Mas veja só, ele era, acima de tudo, um ladrão!
    - Não entendi.
    - Putz, lembra da aula de química de hoje?
    - Claro que sim, elétrons, prótons... Baboseira, eu diria.
    - Não é baboseira! Ele roubou você!
    - Fala logo o que ele roubou, porque se foi meu dinheiro eu vou atrás dele!
    - Não, não. Ele roubou algo menor...
    - Se liga! Só falta me dizer que ele roubou meus átomos!
    - Não, não... Quase lá. Ele roubou seus elétrons. Fricção, eletromagnetismo... A experiência com a bexiga e os pedaços de papel. Não me diga que estava conversando na aula...
    - Claro que eu não estava, depois das notas que recebi ontem eu preciso é aprender química, mas ainda não entendi direito. Ele roubou meus elétrons por fricção? E porque?
    - Para ter mais elétrons que todo mundo, é claro! Batendo o ombro em você ele pegou alguns elétrons que, provavelmente, ele guarda para conquistar o mundo.
    - ...
    - Que foi?
    - Você é um gênio, Bê!
    - Menos...
    - Bom, meu ônibus chegou... Além do mais, to com vergonha das pessoas do ponto que ficam olhando pra gente. Abraço, a gente se vê amanhã!
    - Até!


    Bernardo chegou na escola cedo, mas não viu Fábio até que começasse a segunda aula. Ele entrou com olheiras e olhando para todos os lados, desconfiado. Durante a aula de português ele encheu uma bexiga de ar e a passou na cabeça de Bernardo.
    - Que é isso, seu louco?
    - Nada não – ele respondeu com um olhar sinistro.
    A ocasião repetiu-se trinta vezes naquele dia, e no outro ele a fez com um pente de cabelo. Aos que perguntavam, ele estava com gana de cabeleireiro. Depois deste dia, Bernardo viu que a mania de seu amigo havia cessado e suspirou, aliviado. “É tudo fase”, ele pensou.
    Mas não era fase, na outra sexta feira eles foram pegar o ônibus juntos novamente e foi Fábio quem andou com pose imponente e esbarrou em um garotinho. Chateado, exclamou:
    - Droga, se bobear ele pegou mais meu do que eu dele!
    - Que? – perguntou Bernardo
    - Nada não – ele respondeu e continuaram seu caminho.


    Após a aula de magnetismo, Fábio adquiriu um estranho olhar preocupado no olho e pediu autorização para não assistir as duas últimas aulas de física para ir para sua casa resolver um assunto de extrema urgência. Por dois dias não foi visto em local algum.
    Quando voltou à escola, ignorou as perguntas sobre seu desaparecimento e continuou calado.
    - Tudo isto é por causa da nota vermelha em química?
    - Não fale comigo, assim o ar se movimenta. – ele respondeu, ríspido.
    - O que há com você? – gritou Bernardo, mas Fábio apenas franziu o cenho e continuou a olhar para a lousa.


    Na semana seguinte, após o final de semana, Fábio sentou-se em sua carteira com dificuldade parecendo ter dificuldade para respirar. Seus olhos estavam caídos e sua pele amarelada.
    - Pelo amor de Deus, Fá! – Bernardo implorou – O que está havendo? Você tem comido, caramba?
    - Silêncio, estou com dor de cabeça – ele disse baixinho
    - Putz, você não tá nem respirando. Você tá com bronquite ou algo assim?
    - Não, estou evitando qualquer esforço. Shhh, o professor entrou.


    O professor de química olhou assustado para os dois amigos e disse para a classe, em voz alta:
    - Pois é, hoje é dia de revisão. Sentem-se todos. – ele parou – Eu acho que disse todos.
    Bernardo consentiu e foi, cabisbaixo, para seu lugar. A aula começou:
    - Átomo é, ou melhor, era, a menor partícula da matéria. Não vamos nos aprofundar neste assunto durante o ensino fundamental, então se contentem com isso. Átomos são formados por Prótons, de carga positiva, Elétrons, de carga negativa e Nêutrons, de carga neutra. Alguém sabe me dizer se há algum modo de um átomo pegar o átomo de outro? – os olhos de Fábio faiscaram.
    - Sim, por ligação iônica, covalente dativa ou pode chegar a apenas compartilhá-lo em uma ligação covalente simples.
    - Exato, mas me refiro à fricção. Vocês lembram do que eu disse, não é? Quem aqui não lembra da bexiga e dos pedaços de papel? – os olhos de Bernardo faiscaram e ele olhou para Fábio, que viu que seu amigo havia desvendado seu segredo. Pulou de sua carteira, felino, e foi direto para a porta, derrubando o que estivesse em seu caminho, seguido pelo seu amigo. No corredor, escorregou e deslizou por um considerável trecho antes de parar e ser agarrado e levantado por Bernardo.


    - Seu burro... Pra que pegar todos os elétrons do mundo, cacete?
    - Porque assim eu vou ter mais que todo mundo!
    - Não, não... – ele começou a chorar – Assim você vai perder a vida e eu vou perder um amigo.
    - Não diga isto – ele abraçou Bernardo com força e passou a mão pelo cabelo liso dele.
    - Você... Está me acariciando? – Bernardo gaguejou – Eu, eu... Não sabia que você sentia o mesmo... Epa, isso é um pente de cabelo!
    Fábio não respondeu, jogou o amigo no chão e saiu correndo pelo corredor dizendo que havia recuperado os elétrons que perdeu na queda. Abençoado era o chão, por não oferecer grande atrito.


    Nunca mais Fábio foi visto nesta cidade, neste país ou neste mundo. Provavelmente, agora é só um amontoado de elétrons em algum local, talvez no vento frio ou na água morna. A verdade, porém, a ninguém foi revelada.
     
  2. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    elétron, darl, elétron. :wink:



    :lol:
    Nem tão existencial, trash.Engraçadinho.Meio paranóico.Doidão: a sua cara :mrpurple:

    :cheers:
    Parabéns :) :obiggraz:

    edit___________________________

    Seu desgraçado! Me enganou!
    Eis o questionamento:
    Eles tavam só de brincadeira ou eram paranóicos msm?
    Até que ponto pequenas coisas influenciam numa amizade?
    :P


    Eu odeio você :disgusti:

    Muitíssimo bom, seu safado! :kiss:
     
  3. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Questionamentos dá pra achar em qualquer lugar, eu enchi o texto com pequenas coisinhas da vida, como sempre. Não ficou grande coisa, mas eu sozinho chego a rir um pouco lendo, e isso pra mim é prova de que estou evoluindo... Devo isso um pouco a você, Lordy, pq sabendo que alguém lê e se importa eu me sinto beeem melhor e com mais vontade de escrever... Obrigado.

    ^^
     
  4. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Vc devia ser preso.Até em slogan de mamadeira vc bota um questionamento legal. :lol:
     
  5. Vinci

    Vinci Usuário

    Tão bizarro como Vladmir.
    O Fábio é realmente o cara paranóico mais bizarro do mundo. Onde já se viu ficar roubando elétrons dos outros?
    Mas, esse texto está legal também. Engraçado.
     
  6. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Obrigado, hehehe... Segue o mesmo padrão de Vladmir, foi escrito em um momento de insanidade.
     
  7. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Acorda,sua vida é insana! :lol:
     
  8. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Olha seu avatar antes de me chamar de insano! u.u
     
  9. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Mau avatar é o Deriel :twisted:
    Isso,definitivamente, é insano
    :lol:
     

Compartilhar